Curtas de Vila do Conde

Central Comics

Banda Desenhada, Cinema, Animação, TV, Videojogos

10 filmes de terror a não perder (na 17ª edição do MOTELX)

O terror está prestes a invadir a capital portuguesa, com a 17ª edição do MOTELX – Festival Internacional de Cinema de Terror de Lisboa, que decorre de 12 a 18 de Setembro, e conta com muitas novidades na programação. Os bilhetes já estão à venda nos locais habituais.

Deixamos aqui dez sugestões de filmes que não podem perder:

You Won’t Be Alone

Situado numa aldeia montanhosa isolada na Macedónia do século XIX, “You Won’t Be Alone” segue uma jovem que é sequestrada e depois transformada em bruxa por um espírito antigo. Curiosa sobre a vida como humana, a jovem bruxa acidentalmente mata um camponês na aldeia próxima e, em seguida, assume a forma de sua vítima para viver a vida na sua pele. Com sua curiosidade inflamada, ela continua a exercer esse poder horrível para entender o que significa ser humano. Conto de terror pagão inspirado pelo folclore da Macedónia pela mão da produtora de “The Babadook”. Primeira realização de Goran Stolevski, de origem balcânica mas a viver na Austrália, este filme estreou em Sundance e conta com a presença da actriz sueca Nomi Rapace e do português Carloto Cotta.

Sessão: Terça-feira, 12 Setembro 2023 às 21h10 – Cinema São Jorge (Sala 3)

Hostile Dimensions

Depois do seu filme de 2019, “Death of a Vlogger”, lhe ter ganho reconhecimento internacional, Graham Hughes voltou ao FrightFest para estrear a sua nova longa-metragem, “Hostile Dimensions”, em Londres. Dois realizadores de documentários decidem investigar o desaparecimento de um artista de graffiti que, pura e simplesmente, ‘evaporou’. Ao mergulharem cada vez mais fundo na sua perscrutação, encontram uma porta flutuante que os conduz a uma viagem sombria e transversal por entre as muitas dimensões que resguarda. Este novo indie sci-fi horror combina found footage com referências multiversais da ficção-científica, num tributo aos filmes de baixo-orçamento, que ao utilizarem os mais variados dispositivos imaginativamente, quebram o cânone cinematográfico. “Hostile Dimensions” fez também parte da selecção Frontières Platform do Marché du Film, do Festival de Cannes 2023.

Sessão: Quarta-feira, 13 Setembro 2023 às 16h45 – Cinema São Jorge (Sala 3)

Tiger Stripes

Numa vila do interior da Malásia, Zaffan de 12 anos passa os seus dias entre a escola rígida em que estuda e a sua casa, onde mora com uma mãe muito nervosa e um pai emocionalmente ausente. A sua vontade de ser livre é tão natural quanto é desafiante e, por isso, não só é vista como uma rebelde pelos professores, como é para as suas amigas, Farah e Mariam, uma líder. Mas o corpo de Zaffan começa a mudar violentamente – sobrenaturalmente – e no meio da disforia, confusão emocional e solidão a que fica exposta, ela aprenderá que o corpo que a oprime, é o mesmo que a pode libertar. Premiado no Festival de Cannes com o Critics’ Week Grand Prize, este coming-of-age de cores vibrantes explora a metamorfose em relação com o seu ambiente, ao mesmo tempo, que se insurge contra a repressão que o corpo feminino sofre desde tenra idade. A mensagem é: libertem-no. Ou libertem-se.

Sessão: Quinta-feira, 14 Setembro 2023 às 16h15 – Cinema São Jorge (Sala Manoel de Oliveira)

Lovely, Dark, and Deep

Neste ousado terror psicológico, Lennon (Georgina Campbell de “Barbarian”) tem a oportunidade de ocupar o cobiçado cargo de guarda-florestal num posto completamente isolado. À medida que se adapta à vida no meio da natureza selvagem, depressa se apercebe de que algo sinistro está à espreita. Em busca de respostas, Lennon viaja pelo meio da floresta ominosa, na esperança de descobrir a verdade sobre uma tragédia que a persegue desde criança… “Lovely, Dark, and Deep” joga com as teorias da conspiração sobre o número ridículo de pessoas que desaparecem todos os anos, sem deixar rasto, de reservas naturais e outras ocorrências bizarras. Filmado em Portugal, este novo filme de Teresa Sutherland recorre a um misticismo cósmico transmitido eficazmente através da cinematografia de Rui Poças, que capta a beleza da natureza preservada.

Sessão: Sexta-feira, 15 Setembro 2023 às 18h50 – Cinema São Jorge (Sala Manoel de Oliveira)

New Normal

Seul 2022, onde “comer sozinho” se tornou a norma, e as dating apps dominam o universo das relações humanas no pós-COVID, “New Normal” aponta para os perigos desta nova configuração humana nas grandes cidades. 6 pessoas fazendo o seu dia ‘habitual’, nas suas vidas, cruzam-se de maneiras inesperadas e perturbadoras ao longo de 4 dias. Esta profecia é sobre a era do “Novo Normal” que estamos a viver e que requer novas definições em todos os aspectos e relacionamentos, cheia de apontamentos sobre o novo presente e a vida quotidiana. Uma antologia de 6 histórias interligadas de amor e homicídio em formato comédia de terror passada na Seul pós-pandemia, através do realizador de “Gonjiam: Haunted Asylum” (MOTELX 2018), naquele que foi o filme de encerramento do conceituado festival de cinema coreano BIFAN.

Sessão: Sábado, 16 Setembro 2023 às 13h55 – Cinema São Jorge (Sala Manoel de Oliveira)

A Semente do Mal

Quando a busca de Edward pela sua família biológica o leva e à sua namorada, Ryley, a uma magnífica vivenda no alto das montanhas no norte de Portugal, ele fica empolgado ao conhecer a sua mãe há muito perdida e o seu irmão gémeo. Finalmente, ele vai poder descobrir quem é e de onde vem. Mas nada é o que parece e Edward logo descobrirá que está ligado a eles por um segredo monstruoso. Primeira incursão no terror de um dos valores seguros do cinema nacional. Depois do delírio visual de “Diamantino” que lhe valeu o prémio da Semana da Crítica em Cannes, Gabriel Abrantes surpreende com um filme de terror mais clássico em torno do mistério das origens familiares, mas também seguindo o cânone português do campo vs. cidade. Carloto Cotta num papel duplo, Alba Baptista e Anabela Moreira num papel deveras desafiante, compõem o elenco.

Sessão: Sábado, 16 Setembro 2023 às 21h40 – Cinema São Jorge (Sala Manoel de Oliveira)

Kennedy

Uday Shetty é um ex-polícia insone consumido pelo seu desejo de vingança e apetite por matar. O seu pseudo-trabalho como uber é só um disfarce para aquilo que ele realmente faz: assassínios por contrato, solicitados pelo chefe da sua antiga esquadra. Na verdade, Shetty (agora, conhecido por “Kennedy”) opera nas sombras na noite, não só por ser a hora dos vampiros, mas porque está declarado como morto – é sempre mais fácil eliminar políticos, empresários e celebridades quando legalmente não se existe. Este thriller neo-noir escolta-nos pelas noites e ruas escuras de Mumbai, chocando-nos com a violência de um sistema em que não se sabe bem quem são os verdadeiros sanguinários. 11 anos depois da exibição de “Gangs of Wasseypur” no Cannes Directors’ Fortnight, considerado pelo The Guardian um dos melhores 100 filmes do séc.XXI, Anurag Kashyap regressou a Cannes para estrear “Kennedy” nas meias-noites do Festival.

Sessão: Domingo, 17 Setembro 2023 às 17h30 – Cinema São Jorge (Sala Manoel de Oliveira)

Os filmes de Brandon Cronenberg

Era impossível não fazer batota, mas por um excelente motivo; considerando que serão exibidas as três longas-metragens do realizador, com AntiviralPossessorInfinity Pool, como também da curta Please Speak Continuously and Describe Your Experiences as They Come To You. As exibições contarão com a presença do cineasta.

Syd trabalha na Lucas Clinic, uma empresa que compra vírus de celebridades para injetar nos seus clientes – fãs que estão dispostos a tudo para se sentirem mais próximos dos seus ídolos. Ao tentar contrabandear uma amostra de sangue da estrela Hannah Geist, Syd fica infectado com o vírus que a matou. Para sobreviver ao avanço da doença e à perseguição a que a rede de tráfico e a legião de fãs o submetem, Syd tem que desvendar o mistério obscuro por detrás da morte de Hannah. Nesta primeira longa-metragem, que competiu na secção Un Certain Regard do Festival de Cannes em 2012, Brandon Cronenberg segue as pisadas estilísticas do pai, David Cronenberg, realizador de “Shivers” e “The Fly”, e inaugura um programa de trabalho em perturbadores sci-fi body horrors, neste caso, numa forte crítica à sociedade actual e ao culto de celebridades.

Sessão: Sábado, 16 Setembro 2023 às 14h20 – Cinema São Jorge (Sala 3)

Tasya Vos é uma assassina profissional de high profiles para uma agência secreta. Para liquidar os seus alvos, Tasya utiliza uma tecnologia especial de implantes cerebrais que lhe permite subjugar a mente dos outros corpos à sua própria vontade, usando-os como uma arma e descartando-os quando a missão é completa. No entanto, tudo muda quando ela possui Colin Tate, genro do magnata John Parse, e este se recusa a suicidar-se quando a missão dá para o torto. Vos vê-se presa no corpo de Tate enquanto este apercebe-se da presença parasítica que o assola. As duas mentes entram numa espiral violenta entre memória e identidade, da qual só sairá viva a mais forte. Na sua primeira exibição em Portugal, “Possessor” chega-nos como uma viagem psicológica ao abismo sem-rosto entre o corpo e a alma.

Sessão: Domingo, 17 Setembro 2023 às 15h05 – Cinema São Jorge (Sala Manoel de Oliveira)

Li Tolqa: a ilha paradisíaca, onde os turistas recebem um tratamento de luxo e os locais sobrevivem a um regime militar draconiano. Fictícia, claro. Em e James ignoram a sua crise conjugal através de banhos de sol na praia e brunches chiques. Ambos vivem às custas do património de Em, já que James é um escritor falhado. A monotonia do casal é abanada por Gabi, uma misteriosa e sensual atriz, que os arrasta para uma aventura fora do resort com o seu marido. Um trágico acidente acontece quando regressam de noite e James é levado para a prisão. Lá, descobre que no país a pena por homicídio é a morte. Existe, no entanto, uma forma de o contornar, se a puderes pagar: um sistema de clonagem e a mera obrigatoriedade de te veres morrer em primeira mão. Um mergulho imersivo numa realidade em que o prazer – a certeza de estar vivo – e a morte são a mesma alucinação.

Sessão: Sexta-feira, 15 Setembro 2023 às 21h30 – Cinema São Jorge (Sala Manoel de Oliveira)

Emily é paciente numa instituição de psiquiatria experimental, onde o protótipo de um implante cerebral lhe permite reviver os seus sonhos. Estreado na Semana da Crítica do Festival de Cannes 2019, esta curta-metragem de Brandon Cronenberg é uma viagem a três dos círculos do inferno pessoal de Emily, marcada pelo contraste entres cores-luz e cores neutras, diferentes texturas e efeitos especiais visualmente ensurdecedores. A riqueza técnica e a cinematografia mestra de Hussain acentuam a ansiedade da diluição da consciência, subconsciência e liberdade própria.

Sessão: Sábado, 16 Setembro 2023 às 14h20 – Cinema São Jorge (Sala 3)

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Verified by MonsterInsights