Central Comics

Banda Desenhada, Cinema, Animação, TV, Videojogos

Ninja Gaiden: Master Collection será o ponto de entrada ideal para um jogo novo?

Ninja Gaiden Master Collection

Ninja Gaiden, depois de um hiato de nove anos, regressa com uma remasterização dos jogos que se estrearam há duas gerações. Mas porque é que estes relançamentos são um bom ponto de entrada para uma nova série ou um jogo novo?

A verdade é que, Ninja Gaiden sempre foi uma série intermitente. Mesmo tendo começado em 1989 com o lançamento do primeiro jogo da trilogia inicial para a Nintendo original, a verdade é que até 1995, foram lançados jogos anualmente, onde apenas três deles eram jogos originais. De resto, sempre foram reedições para alimentar os fãs e a espectativa de que um jogo novo estaria à espreita a qualquer momento.

Ninja Gaiden Master Collection

Curiosamente, foram precisos nove anos para um novo jogo de Ninja Gaiden ser lançado, trocando o 2D pelo 3D e aumentando a violência em todo o jogo. Inicialmente lançados para as consolas da linha Xbox, foram depois relançados na PlayStation 3, sendo apenas o último jogo da trilogia nova lançado em três consolas, nomeadamente a PlayStation 3, Xbox 360 e a Wii U que se estava a estrear no mercado. E foram estes mesmos jogos que, 9 anos depois do lançamento original dos mesmos, foram relançados como remasterizações. Mas quais são as diferenças que existem perante essas versões?

Para ser honesto, a verdade é que esta trilogia nova de Ninja Gaiden, comparativamente ao lançamento original, apenas tem algumas melhorias gráficas, porque de resto é completamente igual. Isto não quer dizer que sejam jogos maus atenção, são jogos fabulosos e que contam um lado de Ryu Hayabusa que, de certa maneira, seria difícil de mostrar num jogo para a NES ou para a SNES. Aproveito, no entanto, para vos contar um pequeno segredo. Se jogarem na versão 1.0 do jogo, não irão ter a possibilidade de utilizar o gore, que é tão característico na série. Portanto, não irão ver desmembramentos, nem nada semelhante. Apenas irão matar os vossos inimigos e seguir jogo.

Ninja Gaiden Master Collection

Com esta pequena curiosidade, pergunto aos leitores: Como será uma nova versão de Ninja Gaiden nos dias de hoje? Discute-se cada vez mais se os videojogos são um problema, se podem afetar o psicológico do jogador, se são fontes de influência, incluindo mais um sem número de problemáticas que costumamos ver na televisão generalista. Mas, isso não acontece só no panorama Português, mas sim também no panorama mundial. Portanto, como iria a sociedade atual, que tem uma maior voz nas redes sociais e em grupos onde se juntam milhares para debaterem por essa Internet fora, reagir a um novo Ninja Gaiden? Será que os mais puristas iriam querer ver o sangue e o gore que estão habituados a ver na franquia? Será que aqueles que são mais sensíveis, iriam querer ter uma opção para desligar essa opção e poderem jogar com apenas pequenos resquícios de violência, já que remover espadas e todos os instrumentos ninja utilizados pela personagem seria algo inconcebível? E como iriam reagir aqueles que são contra os videojogos? Iriam deixar passar, como fizeram com jogos que são apenas violência gratuita como Hotline Miami, ou iriam atacar uma franquia que já leva anos e anos, só porque mostrava algo que não era cartoonesco e mais aproximado da realidade? Penso que nos próximos anos teremos uma resposta a essa questão, pois acredito que a Team Ninja esteja a preparar caminho para uma nova geração de Ninja Gaiden (que até já teve pistas apontadas para tal), mas, por enquanto, só o tempo dirá.

Ninja Gaiden: Master Collection está disponível para PC, Nintendo Switch, PlayStation 4 e Xbox One

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *