Central Comics

Banda Desenhada, Cinema, Animação, TV, Videojogos

Konami Classics: O porquê de uma restruturação ser necessária

Metal Gear

Nos últimos dias chegaram ao GOG vários jogos da Konami, entre eles alguns jogos da saga Metal Gear e Metal Gear Solid, além de jogos da série Contra e Castlevania.

Gostaria de dizer que estou completamente satisfeito com estes relançamentos no PC, no entanto a verdade não é mesmo essa e acaba por passar um pouco longe. São clássicos sim, no entanto, envelheceram bastante mal. Metal Gear e Metal Gear Solid são belos exemplos desse problema. É correto afirmar que ambos são clássicos e que Metal Gear é o jogo que originou toda uma série que agora é amada por muitos pelo mundo fora. Originalmente lançada no MSX2, o jogo sofre de vários problemas, especialmente a nível de controlos. O controlo no teclado é bastante medíocre já que temos de usar milhentas teclas para fazer alguma ação, sem aviso prévio de que teclas são essas. No comando poderia mudar isso, mas, o que acontece é que existem várias teclas que não conseguimos usar, levando a que seja necessário ou jogar no teclado, ou utilizar um “hibrido” entre teclado e comando, que pode acabar por ser bastante desconfortável.

metal gear solid 2

Metal Gear Solid, por sua vez, corrige a questão de jogar com comando. Porém, se estivermos a jogar com o teclado é todo um pesadelo. Também compreendo que, originalmente, o jogo foi lançado na PlayStation, o que leva a que o comando seja a forma primária para se jogar este clássico, mas, se querem jogar este belo jogo, acho que compensa mais comprar uma PlayStation Classic, do que jogar a versão de PC porque vai deixar-vos completamente irritados com o funcionamento do jogo em teclado (não existe sequer hipótese de utilizar o rato para alguma coisa).

metal gear solid 2

Por outro lado, Metal Gear Solid 2: Substance que também foi lançado, é uma história completamente diferente. Considero que em termos gráficos começa a ficar datado, mas, acaba por ter uns controlos no teclado bastante melhores e os controlos de comando ainda melhor. Só me estava a incomodar alguns mapeamentos que podem ser alterados facilmente. Se tivessem dado algum tratamento similar aos outros dois Metal Gear/Metal Gear Solid deste conjunto, seria perfeito. Poderíamos estar a jogar obras primas de uma maneira ainda melhor.

Konami Collector's Series: Castlevania e Contra

Para fechar com chave de ouro, a Konami relação a Konami Collector’s Series: Castlevania e Contra. É um regresso aos jogos difíceis e irritantes da época da NES e da SNES. Só é pena que apenas estejam presentes nesta coleção 5 jogos, nomeadamente: Castlevania I, Castlevania II, Castlevania III, Contra e Super Contra. Porém, continuam a ser jogos incríveis e mesmo que estejam a ficar datados, é possível jogar com teclado e comando, elevando a experiência e até podendo fazer com os jogadores sintam-se um pouco nostálgicos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *