5 Propostas de Jogos para o Natal

Estamos a poucos dias do Natal e às vezes pode ser difícil escolher um presente para alguém. Aqui, oferecemos algumas sugestões de jogos, dos mais diversos géneros.

Boot Hill Heroes (PC, Nintendo Switch) – RPG

Boot Hill Heroes

Boot Hill Heroes é daqueles jogos que vai agradar a vários tipos de jogadores, devido ao facto de conseguir envolver vários géneros.

Primeiramente, todos os seus cenários parecem que surgiram de um western spaghetti, ou seja, os fãs de cowboys e bandidos armados vão ficar muito felizes com a proposta apresentada. No entanto, é um RPG. Salta logo à vista uma das grandes inspirações do jogo, nomeadamente a série Mother/EarthBound, que poderá ver este jogo como uma espécie de sucessor espiritual.

Por sua vez a combinação é explosiva e além de podermos aproveitar a história sozinhos, também podemos fazê-lo com amigos, já que a qualquer momento um amigo ou familiar pode entrar no jogo e jogar com uma das quatro personagens que temos ao nosso dispor ao longo do jogo.

Porém, a joia da coroa deste jogo são mesmo as batalhas. Não existem batalhas aleatórias! Simplesmente podemos ver os inimigos e podemos até evitá-los. Lutamos contra quem queremos, quando queremos. Além disso, o combate ao invés de ser por turnos, como na maioria dos RPGs, é feito através de um sistema em tempo real, que devemos seguir com o máximo de atenção, se não, podemos levar uma valente sova porque não mudamos de estratégia.

Landflix Odyssey (Nintendo Switch, PlayStation 4, Xbox One, PC) – Plataformas

Landflix Odyssey

Landflix Odyssey, se o nome não revelou tudo, é um jogo para os amantes de séries.

Se o nome do jogo, por si só, já não é suficientemente semelhante a um certo serviço de streaming, o que haveremos de dizer das séries em que nos enfiamos ao longo do jogo? Nele controlamos Larry, que adora ver séries e acaba por se ver preso dentro de um serviço de streaming chamado Landflix. Para voltarmos a casa, temos que recolher as 5 baterias que se encontram dentro de várias séries.

Preparem-se para as referências, como a Stranger Things, Game of Thrones, ou, até mesmo a Breaking Bad. O jogo é mesmo uma ode às séries e a tudo o que é serviço do gênero, pegando nas séries mais famosas e tornando-as em algo único. Além disso, também temos vários ajudantes e conhecemos personagens que se parecem, de forma muito suspeita, com algumas das nossas personagens favoritas. Preparem o comando e divirtam-se a percorrer o maravilhoso mundo de Landflix.

Calico (Nintendo Switch, PC) – Jogo Casual

Calico

Calico é capaz de ser o jogo mais confortável e fofo desta lista. Gerir um café de gatos numa pequena ilha. Tem tudo para dar certo, não é?

A ideia de Calico é algo de especial. Cuidar de um café de gatos que estava ao abandono, numa ilha que está cheia de raparigas mágicas e outros amigos. O nosso objetivo é construir a nossa vida quotidiana à volta do café, decorando-o da maneira que desejamos, cozinhando vários petiscos e conversando com os nossos clientes. Além disso, mais tarde ou mais cedo teremos todo o café cheio de gatos.

  Jogo de aventura TOHU chega em Janeiro

É um jogo confortável e sossegado em que podemos utilizar a nossa liberdade para explorar, criar, brincar e fazer de tudo um pouco. Apenas peca pela forma como o jogo corre, que pode acabar por ser muito irritante. Como nem tudo é perfeito, a verdade é que Calico está cheio de erros e um framerate muito baixo, fazendo com que a experiência possa ser um pouco deficiente. Porém, é um jogo aconselhável a todos aqueles que adoram felinos.

Grindstone (Nintendo Switch, iOS) – Quebra-cabeças

Grindstone

Grindstone é um rougelike diferente do normal, especialmente porque se formos a ver bem é um quebra-cabeças com elementos do género já referido.

Já “martelei” várias vezes em relação aos roguelike e disse que é um género bastante saturado, mas são jogos como Grindstone que me fazem continuar a jogá-los. Preparem-se para tentar subir a montanha Grindstone, com mais de 200 níveis para superar. Isto tudo em quebra-cabeças de batalha capazes de deixar até o melhor dos jogadores a coçar a cabeça.

Com a combinação de inimigos, vamos obtendo grindstones para conseguirmos melhorar e desbloquear armas e equipamentos que vão tornar o jogo mais fácil, mas ao mesmo tempo incluí sempre algum desafio especial. Principalmente se pensarmos que existem desafios diários que contém uma tabela de classificação acabando por aumentar a longevidade do jogo e a sua diversão, especialmente por esses desafios conseguirem ser completamente absurdos.

Por fim, e para juntar a toda esta diversão temos a banda sonora de Sam Webster, que por si só já é fantástica e capaz de fazer com que um jogador não desista de um nível, só para ouvir a música.

The Hong Kong Massacre (PlayStation 4, Nintendo Switch, PC) – Tiros visto de cima

The Hong Kong Massacre

Vamos lá ver, fãs dos filmes de John Woo por aqui? Tenho que admitir que não sou o maior fã, já tendo visto uma dose deles e também jogado Stranglehold mas este The Hong Kong Massacre é muito inspirado nos filmes e também bastante bom.

Preparem-se para uma história de vingança com muitos tiroteios cinematográficos. Vivemos na pele de um ex-polícia que procura vingar o assassinato do seu parceiro. Um pouco também como os jogos da série Hotline Miami, preparem-se para combates difíceis, onde temos que planear a nossa estratégia antes de avançar para o combate. Se levarmos um tiro estamos mortos na hora (com uma imagem de Game Over fantástica, diga-se de passagem).

Mesmo com a dificuldade acrescida, é um jogo divertido, onde temos que observar bem o que nos rodeia e o que os nossos inimigos podem fazer. Além disso, também temos a possibilidade de abrandar o tempo (aqui o fator John Woo a entrar na jogada) para conseguirmos pensar e eliminar os nossos inimigos no nosso maior estilo. Isto sem levar com uma bala.

A durabilidade do jogo é grande, devido à sua dificuldade, mas, ao mesmo tempo, apresenta desafios para desbloquearmos novas armas, que podemos usar em vários cenários, como restaurantes e telhados, repletos de inimigos que nos vão levar para aventuras completamente cheias de acção.

António Moura

Um pequeno ser com grande apetite para cinema, séries e videojogos. Fanboy compulsivo de séries clássicas da Nintendo.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *