Central Comics

Banda Desenhada, Cinema, Animação, TV, Videojogos

5 Jogos para o vosso Dia das Bruxas!

Dia 31 de outubro, Dia das Bruxas. Numa altura em que devemos estar o menos presentes em festas e necessitamos de alternativas para ficar em casa, apresento-vos cinco jogos para jogarem nesta altura:

Clea (Nintendo Switch, Xbox One, PC)

Clea

Clea é um jogo no mínimo peculiar. Tem como género terror mas, de assustador pouco tem. A maioria do tempo que podemos esperar os míticos jumpscares eles não aparecem, isto porque, Clea é um jogo completamente sem eles.

Nele, seguimos uma rapariga (Clea) e o seu irmão enquanto estes tentam escapar de uma casa cheia de monstros libertados pelos seus pais. Resolver quebra-cabeças e tentar evitar estes inimigos é o nosso objetivo.

Clea

No entanto, mesmo sendo um jogo bastante cativante e com uma história de suspense, acaba por se tornar aborrecido a partir do momento em que começamos a descobrir os padrões dos nossos inimigos. Além disso, também a sua arte gráfica não é a melhor, podendo deixar os jogadores um pouco incomodados.

Porém, continua a ser uma bela escolha caso não queiram apanhar grandes sustos durante esta época.

Nota Final: 6/10

Undead Darlings(PC, PlayStation 4, Nintendo Switch)

Undead Darlings

Continuamos com um jogo que é tudo menos convencional. Undead Darlings não é bem um jogo de terror, mesmo contendo alguns elementos de tais, especialmente em termos de personagens, como zombies.

Enquanto os desenhos e a arte do jogo são um dos seus melhores pontos, a realidade é que quando começamos a classificar o jogo em género, podemos ficar um pouco confusos. Trata-se de uma visual novel com elementos de dungeon crawler e combate digno de um RPG. Isto tudo num jogo, o que pode dar uma grande misturada e não agradar a muitos jogadores, se não gostarem de algum dos géneros.

Undead Darlings

Entretanto, em termos de história, vivemos na pele de um grupo de meios-zombies, todas elas raparigas e que tentam descobrir o porquê de estarem assim e uma suposta cura. Portanto, uma história básica com um pequeno toque de anime que pode adoçar o serão de alguém.

Nota Final: 7/10

Remothered: Broken Porcelain(PC, Nintendo Switch, PlayStation 4, Xbox One)

Remothered: Broken Porcelain

Finalmente um jogo de terror! Sim, Remothered: Broken Porcelain é um jogo de terror. Um survival horror em que temos de investigar a vida das nossas personagens dentro do  Ashmann In.

Um jogo de sobrevivência não podia faltar secções completamente stealth, cheias de monstros e vários sustos que são capazes de fazer com que os mais fracos de coração se sintam ainda pior. Ainda por cima, com personagens cativantes como as que são oferecidas ao longo do jogo, é impossível não guardar uma ou outra no coração.

Remothered: Broken Porcelain

O grande problema, no caso da versão Nintendo Switch, está na qualidade gráfica. Apresenta muita grainha e acaba por às vezes fazer-nos ficar um pouco perdidos na ação, especialmente na parte de investigação.

No entanto, estamos presente uma boa escolha nos poucos jogos de survival horror que existe na consola e mesmo na restantes plataformas torna-se bastante interessante de se jogar.

Nota Final: 7/10

Pumpkin Jack (PC, Nintendo Switch, PlayStation 4, Xbox One)

Pumpkin Jack

Com Pumpkin Jack voltamos aos jogos que não são de terror, mas que, ao mesmo tempo está relacionado com a temática.

Nesta história jogamos com Pumpkim Jack para trazer a diversão de volta ao Boredom Kingdom. Como o vamos fazer? Criando a confusão e fazendo com que o Mal triunfe sobre o Bem!

Nota-se uma clara inspiração em Medievil, especialmente por causa do nosso caro Jack que controla de uma forma similar a Sir. Arthur. E as semelhanças não acabam aqui, já que senti ao longo do jogo que são bastante similares até na criação de ambiente.

Pumpkin Jack

Estejam então preparados para secções de combate e plataformas, com vários puzzles maquiavélicos para resolver pelo caminho. Além de que podemos conduzir vários “veículos”, incluindo carrinhos em minas (onde é que eu já vi isto?). O mais interessante são mesmo os inimigos que podem ser coisas mínimas ou inimigos gigantes, mas estamos bem munidos em termos de arsenal (incluindo um corvo para ataques à distância).

Graficamente é um jogo que chama bastante à atenção por toda a ambientação negra, que nos faz realmente viver esta época do Dia das Bruxas. Preparem-se para se divertir e ainda trazer a criançada a jogo, mesmo com fases um pouco complicadas para os mais pequenos.

Nota Final: 9/10

Jogo-Bônus: Copper Canyon Dixie Dash (Nintendo Switch)

Copper Canyon Dixie Dash

Este jogo é um bônus que vos trago. Não é bom atenção e é um simples shoot-on-rails com uma temática de cowboys.

No fundo, temos que ajudar Dixie a salvar o parque temático de cowboys do pai em que os robôs ficaram todos doidos. Preparem-se para disparar contra tudo o que se mexe com a sniper que têm nas mãos.

Também podem usar o modo “dash” para desarmar os vossos inimigos, mas ao mesmo tempo, preparem-se para ficar aborrecidos.

É um jogo fraco, em que apenas matamos robôs e avançamos para o próximo nível em que fazemos o mesmo. Apenas recomendo se quiserem algo para se divertirem durante 1 ou 2 horas e tiverem um pequeno bónus em dinheiro para usar na loja…mesmo com mais e melhores jogos.

Nota Final: Cowboys/10 (Perdão 2/10)

 

Fichas Técnicas

Clea

Desenvolvedor Sekai Games

Publicador InvertMouse

 

Undead Darlings

Desenvolvedor Sekai Games

Publicador Mr. Tired Media

 

Remothered: Broken Porcelain

Desenvolvedor Modus Games

Publicador Stormind Games

 

Pumpkin Jack

Publicador Headup Games

 

Copper Canyon Dixie Dash

Publicador Black Dragon Studios

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *