Central Comics

Banda Desenhada, Cinema, Animação, TV, Videojogos

Projecto de Bruce Lee avança finalmente

No final dos anos ‘60, Bruce Lee trabalhava arduamente para o sucesso no cinema. Após a participação na série de televisão The Green Hornet da ABC começou a ser reconhecido, mas, ainda não era uma estrela do cinema!

Nesse período, o sucesso de Kato de The Green Hornet e a sua reputação como estrela de artes marciais permitiu-lhe conhecer várias figuras importantes de Hollywood, e ainda ensinou kung-fu a várias celebridades.

Entre os nomes sonantes de Hollywood, Bruce Lee cruzou-se com o argumentista Stirling Silliphant (Harry – O Implacável, O Lutador, A Torre do Inferno) e o actor James Coburn (A Grande Evasão, Os Sete Magníficos, Aguenta-te Canalha!).  Junto com Coburn e Silliphant, Lee teve uma ideia para um filme de artes marciais. Os três co-escreveram o argumento para The Silent Flute, e conseguiram envolver a Warner Bros.


A intenção de Bruce Lee era contar uma história profundamente filosófica que explorasse o aspecto mental das artes marciais e o autodomínio, demonstrando ainda a grande diferença entre o pensamento oriental e ocidental.

A história do argumento para o filme centrava-se em Cord, um jovem aprendiz de artes marciais, cujo objetivo era encontrar um livro que supostamente destrancaria o caminho para a verdadeira iluminação. É claro que chegar ao livro seria repleto de desafios. Lee, Coburn e Silliphant criaram para Cord uma jornada cheia de provas e obstáculos no caminho. Com Cord a concluir que uma pessoa só pode encontrar a verdadeira iluminação dentro de si próprio.


Bruce Lee tinha ainda intenção de ser um dos actores principais de The Silent Flute, mas nunca seria Cord no grande ecrã. Entretanto Bruce Lee assinou para filmar Big Boss – O Implacável e em Hong Kong iniciou uma curta carreira de enorme sucesso mundial nos filmes de artes marciais. The Silent Flute foi colocado de parte.

Como ator de filmes de artes marciais, Bruce Lee completou apenas quatro filmes de kung-fu: The Big Boss – O ImplacávelO Invencível, A Fúria do DragãoO Dragão Ataca.
Bruce Lee acabaria por morrer durante a rodagem daquele que ficou conhecido em Portugal como O Último Combate de Bruce Lee.
Havia outros projetos em que estava envolvido e que não foi capaz de terminar, entre os quais The Silent Flute.

Stirling Silliphant nunca desistiu de The Silent Flute e trabalhou o argumento com Stanley Mann (Conan – O Destruidor)  transformando-o em O Círculo de Ferro, filme estreado em 1978 com Jeff Cooper, Christopher Lee, Eli Wallach e onde David Carradine assumiu o papel que Lee havia planeado para si.

Meio século depois, a visão inicial de The Silent Flute chegará aos ecrãs em mini série produzida por Jason Kothari (Bloodshot). O argumento será escrito por John Fusco (Emboscada Final, O Tigre e o Dragão: A Espada do Destino, Jovens Pistoleiros), que assume as funções de produtor executivo ao lado dos detentores de direitos da obra:  Paul Maslansky Academia de Polícia), Sasha Maslansky (Academia de Polícia, A Casa da Rússia), Kurt Fehtke e Arlene Howard.

Para Jason Kothri, antigo patrão da Valiant Entertainment e que abriu caminho para o Universo Cinematográfico das publicações Valiant (recordar aqui notícia) ao garantir  contrato com a Sony Pictures para a produção de cinco filmes:

“Apesar de ter permanecido intocado por meio século, The Silent Flute transmite temas inovadores para hoje, e a minha ambição é fazer justiça à visão cinematográfica poderosa e inspiradora do ícone global. Estudei a vida e carreira de Bruce Lee, e estou comprometido em reunir os melhores talentos do mundo para fazer The Silent Flute e homenageá-lo junto dos milhões de fãs”.

O argumentista John Fusco é cinturão negro em três diferentes disciplinas de artes marciais, e aproveitou para estudar a filosofia Jeet Kune Do de Bruce Lee com alguns dos antigos alunos de Bruce Lee.

“O que Bruce escreveu, junto com Sterling Silliphant e o meu falecido amigo James Coburn, estava à frente do seu tempo e transcende o drama de acção de maneiras profundas e provocativas. Esperamos conseguir abrir o seu mundo de histórias e honrar a sua visão numa empolgante narrativa épica”.

Agora, a narrativa de The Silent Flute remete para um futuro distópico depois da humanidade sofrer com pandemias, incêndios e guerras civis, e onde todas as armas e artes de combate foram proibidas. Esta é a história de um lutador que supera graves obstáculos e perdas para alcançar a iluminação e tornar-se o melhor lutador do mundo.

É desconhecida data para lançamento da mini série. Não existem canais de televisão, ou plataformas de streaming, comprometidos com a transmissão de The Silent Flute.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *