Central Comics

Banda Desenhada, Cinema, Animação, TV, Videojogos

Netflix fala de parceria com estúdio animé

A colaboração entre a Netflix e o Studio Colorido, famoso no Japão pelos seus filmes de animé, traz criaturas fantásticas e paisagens mágicas. 

Uma Casa à Deriva

É a primeira vez que a Netflix assina um acordo com um estúdio de cinema de animação japonês. Depois do sucesso de Os Gatos Também Choram, foi assumida uma parceria para produzir três longas-metragens, das quais Uma Casa à Deriva será a primeira, com estreia a 16 de setembro. Um dos outros dois filmes do Studio Colorido será realizado por Tomotaka Shibayama e tem estreia prevista para 2024. 

A Netflix partilhou uma conversa com Yuji Yamano, o diretor de conteúdos japoneses da Netflix, e com Koji Yamamoto, presidente do Studio Colorido, sobre o significado desta parceria e as suas primeiras recordações ligadas à animação.

Yuji Yamano (esquerda), diretor de conteúdos japoneses da Netflix, e Koji Yamamoto (direita), presidente do Studio Colorido

A Netflix e o Studio Colorido começaram a colaborar em 2020. Como surgiu essa parceria?
Koji Yamamoto: Foi uma conjugação de coincidência e oportunidade. A estreia nos cinemas de Os Gatos Também Choram em 2020 teve de ser repetidamente adiada devido à COVID-19. Contudo, sabíamos também pela nossa experiência com Penguin Highway: O Mistério dos Pinguins que seria difícil que um filme original como Os Gatos Também Choram fosse um sucesso de bilheteira imediato. Assim, decidimos lançar o filme a nível mundial na Netflix.

Yuji Yamano: A fascinante história de fantasia e amor de Os Gatos Também Choram encantou espetadores de todo o mundo. Entrou para o Top 10 de filmes em mais de 30 países. Para nós, a capacidade que o Studio Colorido tem de dar vida a histórias originais através da animação em 2D é simplesmente mágica.

O que mais vos entusiasma nesta parceria para coproduzir filmes novos?
Yamano: O Studio Colorido conta com alguns dos melhores criadores de animação japoneses, que têm vindo a produzir filmes de animação originais de excelência ao longo dos últimos 10 anos.

A Netflix dá especial valor a conteúdos autênticos que agradem aos nossos fãs mais fiéis e atraiam novos espetadores. Esta parceria vem expandir o nosso leque de filmes no Japão e enriquecer o nosso catálogo de histórias mais leves e orientadas para a família. Também exploraremos a distribuição nos cinemas dos filmes que coproduzirmos, além das estreias na Netflix. O primeiro exemplo dessa estratégia será Uma Casa à Deriva, que estreará na Netflix e nos cinemas no mesmo dia.

Yamamoto: Os Gatos Também Choram deu-nos a oportunidade de descobrir um modelo de negócio que combina streaming e distribuição nos cinemas. A nossa primeira estreia na Netflix veio também deitar por terra a ideia de que um filme japonês só seria bem recebido em certos países. Para nós, foi entusiasmante descobrir um novo segmento de espetadores que não se limita aos fãs de animé.

Os Gatos Também Choram

O que significa este acordo para o cinema de animação no Japão e noutros países?
Yamano: Partilhamos histórias e artistas japoneses com o mundo inteiro, e pretendemos estabelecer o animé como uma forma de arte com um interesse universal. Esperamos que mais pessoas compreendam que a animação japonesa deixou de ser um negócio limitado aos consumidores japoneses e passou a ser um negócio global com fãs em todo o mundo. 

Yamamoto: Espero que este acordo mostre aos consumidores e à indústria que os cinemas e o streaming são áreas que se complementam. Esperamos que a parceria seja um exemplo de sucesso das vantagens de dar opções de escolha aos consumidores. 

O que podem dizer-nos sobre os próximos filmes?
Yamamoto: O Studio Colorido é adepto do realismo mágico. O objetivo dos nossos filmes tem sido sempre transportar os espetadores para um mundo de fantasia, partindo de um contexto próximo das suas vidas quotidianas. O nosso público-alvo são os adolescentes mais velhos e os jovens adultos. Esses serão os fios condutores dos filmes que temos na calha, incluindo a longa que temos atualmente em desenvolvimento, realizada por Tomotaka Shibayama (Os Gatos Também Choram) e com estreia programada para 2024.

Qual é a vossa primeira memória ou recordação preferida relacionada com animação?
Yamamoto:O Castelo no Céu e Mobile Suit Z Gundam. Em jovem, tinha o sonho de trabalhar no Studio Ghibli. Quando tinha cerca de 20 anos, candidatei-me a um estágio de realização sob a orientação dos cofundadores do Studio Ghibli, Isao Takahata e Hayao Miyazaki. Não fui aceite. Mas O Castelo no Céu continua a ser uma inspiração para o nosso estúdio.

Yamano: Devia ter cinco anos quando vi pela primeira vez O Castelo no Céu, do Studio Ghibli. Vi o filme vezes sem conta. Agora, tenho uma filha de quatro anos que também adora os filmes do Studio Ghibli. Acho que já vimos o Totoro mais de 50 vezes! Tenho a sorte de ter um emprego que me permite continuar a homenagear o cinema e transmitir estas histórias à minha família.

Os Gatos Também Choram está disponível na Netflix.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.