Jogos: The Last Campfire – Análise

The Last Campfire aterrou de surpresa pelas mãos da Hello Games. Estará aqui mais uma pérola dos jogos independentes?

The Last Campfire

Para aqueles que têm alguns conhecimentos em jogos independentes, a Hello Games é apenas uma velha conhecida, que desenvolveu um dos jogos que acabou por se tornar uma referência a nível de Youtube, nomeadamente No Man’s Sky, um jogo que teve um início bastante controverso, mas que quando voltou aos pontos certos, acabou por se tornar um grande jogo . Também nos apresentaram LostWinds, que veio da mesma equipa que criou este The Last Campfire.

Porém, a proposta que nos apresentam em The Last Campfire é completamente diferente. Para começar, parece que estamos num local bastante agradável e com personagens adoráveis, mas enquanto caminhamos percebemos que, na realidade, estamos no sítio mais mórbido possível, muito por sinais que nos dão ao longo do jogo. Especialmente porque estamos num mundo que se encontra atrás de uma floresta, com paisagens bonitas, mas, que ao mesmo tempo, acabam por ser bastante tristes, tal como os seus habitantes. São criaturas impressionantes, mas, ao mesmo tempo conseguimos encontrar uma certa melancolia no seu olhar que vemos por breve momentos.

The Last Campfire

Explicando agora como funciona The Last Campfire, estamos perante um jogo de aventura com o objetivo de acendermos uma chama perdida no “The Last Campfire”, isto enquanto resolvemos quebra-cabeças que estão diretamente ligados à memória das criaturas que vamos encontrando ao longo do jogo e que, nos vão explicando como ali chegaram e pequenos pormenores sobre a sua vida. Além disso, temos também como grande objetivo descobrir como chegar a casa, servindo assim como uma ajuda de duas vias. Salvamos almas e ajudamos a acender uma última luz naquela floresta, enquanto encontramos o verdadeiro caminho para casa. Portanto, temos de resolver vários quebra-cabeças enquanto vagueamos pela floresta. É também muito interessante que a história é nos narrada enquanto vamos caminhando para pontos importantes, onde poderemos desenvolver um pouco mais da narrativa.

  Jogos: Jump Force Deluxe Edition - Análise

The Last Campfire

Além disso, um dos pontos mais importantes de The Last Campfire é a música. Sempre no ponto para nos acompanhar nas nossas explorações. E, além de fazer companhia, acaba por servir como uma parte integral do jogo, que é algo que considero muito importante.

Resta concluir que, The Last Campfire é mais uma pérola dos jogos independentes. Além de ter uma jogabilidade que incentiva o jogador a jogar cada vez mais, podendo punir um pouco de vez enquanto, traz uma narrativa emotiva e fresca.

Nota Final: 9/10

The Last Campfire está disponível para PlayStation 4, Xbox One e Nintendo Switch. Em 2021 chegará ao PC.

Desenvolvedor e Publicador: Hello Games

António Moura

Um pequeno ser com grande apetite para cinema, séries e videojogos. Fanboy compulsivo de séries clássicas da Nintendo.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *