Central Comics

Banda Desenhada, Cinema, Animação, TV, Videojogos

Jogos: Scott Pilgrim vs the World: The Game – Complete Edition – Análise

Scott Pilgrim vs. The World™: The Game – Complete Edition

Scott Pilgim e companhia estão de volta às consolas, com o relançamento de Scott Pilgrim vs the World: The Game, desta vez renomeado Scott Pilgrim vs the World: The Game – Complete Edition. Depois de ter sido recebido pelo público com grande apreço, será que assim continua?

Antes de começar, gostaria de dizer o seguinte: quando o jogo originalmente foi lançado, foi algo que me passou, em parte, ao lado. Joguei alguns níveis (na altura, na PlayStation 3) e gostava bastante do filme, mas para mim era um beat’em up completamente normal, que era baseado em bandas desenhadas que eu não tinha lido e num filme que me tinha agradado bastante. Fora isso, não havia muito para dizer. Porém, passado alguns anos encontrei o meu real interesse no jogo e, a realidade, é que depois de um pequeno acidente com a dita PlayStation 3, não tinha oportunidade de jogar o que considerava uma pérola de culto.

Scott Pilgrim vs. The World™: The Game – Complete Edition

Avançando agora para a análise, o jogo segue em parte a história das novelas gráficas/banda desenhada (o que lhe queiram chamar, mas, volto a relembrar que ainda não as li e que apenas vi o filme) e tem como principal charme podermos jogar com amigos (até 4 jogadores) e com várias personagens reconhecíveis, como o “casal maravilha” Scott Pilgrim e Ramona Flowers, além de outras (especialmente nesta edição do jogo em que podemos utilizar personagens que inicialmente eram apenas DLC, nomeadamente Knives Chau – que tenho que fazer um aparte, pois a forma de desbloquear a personagem é no mínimo … peculiar – e Wallace Wells). Como objetivo para o jogo, parece bastante óbvio, mas vou ter que o dizer: temos que avançar ao longo de vários níveis, derrotando tudo e todos os que nos aparecem pela frente, para conseguirmos lutar contra os sete malvados ex-namorados de Ramona.

Em termos de jogabilidade, o jogo segue a fórmula básica de beat’em up. Temos vários inimigos, num nível que por norma é longo e temos que ir lutando contra os capangas do nosso inimigo principal, até que chegamos ao final desse nível e estamos prontos para uma luta contra o chefe desse nível (nomeadamente, um dos já referidos sete ex-namorados). Além disso, também podemos utilizar objetos que encontramos nas ruas que percorremos e que servem para atacar os nossos inimigos (o mesmo pode ser aplicado a nós, já que os nossos inimigos podem usar esses objetos contra nós). Temos também um “sistema de níveis” para as personagens, que serve para conseguirmos desbloquear novos movimentos e também, durante o combate, podemos invocar personagens para nos ajudar durante breves momentos (a Knives Chau entra inicialmente no jogo desta maneira).

Scott Pilgrim vs. The World™: The Game – Complete Edition

Se há algo que me fez gostar deste jogo, além dos gráficos que homenageiam grande jogos da era 16-bit, foi mesmo o facto de não ser tão “duro”, como tinha ideia que seria. A dificuldade do jogo é alta, atenção, mas ao mesmo tempo como temos tanto pontos de vida, como “Guts Points” que servem para nos dar um pouco de vida quando morremos a primeira vez, acaba por tirar um pouco dessa dificuldade ao jogo. No fundo, de uma vida conseguimos retirar uma vida e um pouquinho, fazendo com que não sejam em vão a nossa aventura. As lojas também acabam por ser importantes, especialmente porque podemos voltar a ganhar vida ou melhorar a nossa forma. Por fim, também gostava de falar das áreas de bónus (que por si só são fantásticas) e do jogo em cooperação. A versão “cooperativa” deste jogo tem o seu próprio mérito, pois faz qualquer jogador querer juntar amigos ou família (mais família, nestes tempos de pandemia e confinamento) para espalhar o caos, tornando-se ainda mais fácil o jogo, mas, ao mesmo tempo ainda mais divertido.

Resta concluir que, Scott Pilgrim vs the World: The Game – Complete Edition continua a ser o mesmo jogo de sempre, mas, serve esta versão para fazer antigos jogadores voltarem a pegar nele e para ser apresentado a novas gerações, apresentando-se assim como um jogo com uma qualidade soberba.

Abaixo podem ver o nosso vídeo de gameplay do jogo:

Nota Final: 10/10

Scott Pilgrim vs the World: The Game – Complete Edition está disponível para PlayStation 4, Xbox One, Nintendo Switch, Amazon Luna, Google Stadia e PC

Desenvolvedor e Distribuidor: Ubisoft

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *