Cinema: Crítica – Doutor Estranho

A Magia chega finalmente ao universo Marvel, mas será que estamos prontos para o Doutor Estranho?[fbshare]

drstrange2Stephen Strange (interpretado por Benedict Cumberbatch) foi em tempos um dos melhores cirurgiões do mundo, no entanto um acidente danifica-lhe gravemente as mãos. Enquanto procura uma cura ele depara-se com o incontornável facto que a magia é real.
Acompanhado por Christine Palmer (Rachel McAdams) e pelos magos Mordo (Chiwetel Ejiofor) e Wong (Benedict Wong), Strange irá lutar pelo destino da terra contra Kaecilius (Mads Mikkelson) e os seus Acólitos, Feiticeiros transtornados com o objectivo de acordar Dormammu.

drstrange1Entre visuais deliciosos e interpretações assertivas, Doutor Estranho foca-se no “espectáculo” ao qual filmes como “Vingadores” e “Guardiões da Galáxia” nos habituaram. É raro ver sequências tão “visuais” como as de Doutor Estranho que não se sobreponham à história, no entanto, sob o trabalho cuidado de Scott Derrickson (Realizador), estas tornam-se muito mais uma ferramenta para transmitir o surreal do mundo de Strange, poupando-nos descrições morosas e interrupções desnecessárias, focando-se em mostrar e tornar lógico ou intrínseco um conceito tão alienígena como a “magia” deste mundo.

drstrangeÉ um filme bonito, mas a narrativa basea-se na mesma sequência de actos que muitos outros filmes da Marvel, em especial pode-se apontar às semelhanças entre as personagens de Steven Strange e Tony Stark em termos de atitudes, egos, arrogâncias, etc. No entanto é de sublinhar o facto que Strange se torna muito mais relacionável que Stark, não sei se esta empatia deriva do argumento ou da performance, ou de alguma mistura de ambos, mas é de louvar.

  Análise Livro - "Contos Misteriosos e Fantásticos de Mary Shelley - Carne infiel.

Pode-se falar de fins do mundo e de lutas épicas, mas o verdadeiro tema deste filme é reabilitação, o que fazer quando se perde o fio à meada, quando as adversidades nos impedem de alcançar os nossos objectivos, como re-traçar uma vida quando se chega a uma encruzilhada. É algo raro de se ver tão bem abordado, mesmo que de forma subtil, mas já nos comics este aspecto de Strange estava espectacularmente aprofundado.

9/10

-Henrique Correia

Henrique Correia

Jovem dos 7 ofícios com uma paixão enorme por tudo o que lhe ocupe tempo. Jedi aos fins-de-semana!

You may also like...

2 Responses

  1. Pedro diz:

    Quem é o Esteves?

    “Steven”?

    Dr. Stephen Vincent Strange

  2. Henrique Correia diz:

    Agradeço a notificação, vou tratar de corrigir isso agora ^^

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *