Cinema: Análise – Bullet Head (2018)

Adrien Brody e John Malkovich juntam-se para um simples assalto em Bullet Head, mas uma besta feroz surge inesperadamente, deixando-os presos num edifício abandonado. O filme estreia dia 5 de abril e o Central Comics já foi ver!

Adrien Brody e John Malkovich em Bullet Head

Adrien Brody e John Malkovich em Bullet Head


Bullet Head conta-nos a história de três ladrões, Stacy (Adrien Brody), Walker (John Malkovich) e Gage (Rory Culkin) que se juntam para um simples assalto num edifício abandonado. A forma como obtêm a informação da existência deste dinheiro é desconhecida, mas é aqui que o filme se passa quase totalmente. Ao chegarem a este local avistam algo inesperado, um feroz Pitbull a devorar um homem, afastam-se lentamente e escondem-se numa divisão deste enorme edifício. O filme acaba por entrar no género de horror e ação, tendo estes homens o objetivo de obter este dinheiro e escapar à fera.

O cão feroz de Bullet Head

O cão feroz de Bullet Head


Existe constantemente a tentativa de abordar a amizade entre Homem e cão. Os três ladrões enquanto estão presos neste edifício vão contando momentos dramáticos e hilariantes da sua vida, relacionando sempre com este tipo de animal. A técnica utilizada para estes flashbacks está bastante interessante, o cenário a ser recontado junta-se constantemente às personagens atuais, havendo uma originalidade nos efeitos especiais e cinematografia. Os atores Adrien Brody e John Malkovich demonstram o seu charme natural ao tornarem um enredo simples, previsível e por vezes aborrecido em algo cativante.

Ao longo do filme vamos recebendo flashbacks do modo como este animal se tornou em algo tão cruel, criticando o estereótipo criado perante esta raça e demonstrando que a culpa é somente do seu dono, Blue (Antonio Banderas) que o transformou num cão de luta. Relativamente ao vilão principal, interpretado por Banderas, limita-se ao típico antagonista de filme de ação. Não há qualquer risco pela parte dos argumentistas, Blue é uma personagem já vista milhares de vezes com o seu andar lento, falas longas e desnecessárias em momentos de ação e com conteúdo altamente narcisista. A sua presença física é quase inexistente servindo somente para dar um fim conciso ao filme.

Antonio Banderas é o vilão de Bullet Head

Antonio Banderas é o vilão de Bullet Head


Bullet Head é um filme altamente violento, possuindo imagens bastante fortes e não aconselhadas a espetadores mais sensíveis a esta temática. Apesar disto, o amor por esta espécie animal está sempre presente, usando-se a personagem de Antonio Banderas com o intuito de criticar a população que continua a fazer lutas de cães e a transformar os seus animais de estimação em algo cruel simplesmente por serem de uma determinada raça. É um filme consciente da mensagem que quer transmitir, escolhendo fazer isso de uma forma violenta.

  • Bullet Head estreia dia 5 de abril nos cinemas.

Classificação: 2,5/5

Tiago Ferreira

  WAR - Filme Bollywood do ano foi filmado em Portugal!

Tiago Ferreira

Estudante de Cinema e Teatro, Crítico de Cinema, Fotógrafo novato e Cosplayer.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *