Central Comics

Banda Desenhada, Cinema, Animação, TV, Videojogos

Análises: Randy & Dandy DX, KAO The Kangaroo, e outros

Hoje é dia de análises de videojogos, que nesta edição incluem breves opiniões sobre KAO The Kangaroo, Randy & Dandy DX, Floppy Knights e The Sorrowvirus: A Faceless Short Story.

The Sorrowvirus: A Faceless Story (Consolas)

Lançado originalmente em 2020 no PC, The Sorrowvirus: A Faceless Short Story chegou às consolas para aterrorizar os jogadores.

Integrado na colectânea de curtas Faceless, The Sorrowvirus é uma experiência única a ser passada de seguida, não havendo a opção de guardar o progresso. No entanto, o jogo regista o número de vezes que passámos o jogo, oferecendo-nos diálogos e outros momentos alternativos, com a possibilidade de chegarmos a outro final.

Seguimos a vida do jovem Wyatt Heyll, sofrendo toda a sua vida com várias doenças, deixando-o incapacitado de viver uma vida normal. À beira da morte, os seus pais deram-lhe uma substância paranormal, chamada Sorrowvirus, que contamina a alma humana, evitando que esta passe para o além aquando a sua morte.

É ao explorar as diferentes áreas que a narrativa desenvolve parte do seu terror, enquanto tentamos libertar Wyatt do tormento da sua alma. Existem alguns puzzles variados, desde interagir com cadeados, à leitura de documentos deixados para trás, mas em grande parte, basta andar pelos mapas, deixando que história se desenvolva naturalmente.

Há muito para ver neste jogo e processar. Os sustos vêm de formas diferentes, podendo ser da narrativa em si, ou dos raros momentos de interacção com o mundo, estando nós permanentemente em alerta neste purgatório.

Assim, The Sorrowvirus: A Faceless Short Story é o primeiro passo do que esperamos serem muitos para esta pequena equipa dedicada, esperando pelo lançamento das restantes histórias de Faceless para breve.

Nota Final: 7/10

The Sorrowvirus: A Faceless Story está disponível para Xbox One, Xbox Series X|S (versão testada), PlayStation 4, PlayStation 5, Nintendo Switch e PC.

Randy & Dandy DX (PC e Consolas)

Apostando no estilo clássico de 8-bit, Randy & Dandy DX prepara muitas horas de divertimento clássico, seja a solo, seja com amigos.

Em busca de uma jóia misteriosa para pagarem uma dívida, este duo viaja até uma ilha, tendo que ultrapassar diversos perigos à medida que exploram a ilha. Os perigos são efectivamente muitos, desde raposas e caracóis infeliz para vos verem, como o próprio chão pode ser o vosso inimigo.

Tal como um bom jogo SNES, há aqui um conjunto de factors que simplesmente funciona bem em Randy & Dandy DX, desde da música 8-bit animada, aos mapas coloridos, que imploram ser explorados, podendo as nossas personagens cavar o chão em busca de moedas, a baús repletos de bónus divertidos. Existe também uma grande dose de puzzles tradicionais a este género de jogo, requerendo alguma perícia.

Levando-nos até à era dourada dos videojogos, esta proposta nos dias de hoje é uma viagem muito, muito, bem vinda.

Nota Final: 8/10

Randy & Dandy DX está disponível para Xbox One, Xbox Series X|S (versão testada), PlayStation 4, PlayStation 5, Nintendo Switch e PC.

Floppy Knights (PC e Xbox)

Continuando a tendência está Floppy Knights, um jogo baseado em turnos, com personagens vindas de dentro de disquetes. Enquanto construímos o nosso baralho de ataques e defesas, o pensamento táctico é imperativo se quisermos cantar vitória, mas há aqui algumas coisas que este jogo faz de diferente.

Enquanto que as mecânicas mantêm-se bastante tradicionais dentro do género, é a dificuldade variável que tornam as coisas desafiantes, enquanto percebemos quais as melhores cartas para o baralho, e os mapas que servem de campo de batalha. No entanto, a curva de aprendizagem exige algum experimentalismo até conseguirmos formar uma combinação vencedora, sobretudo na combinação dos sistemas de jogo.

Existe também uma história muito engraçada que dá contexto às nossas aventuras, oferecendo também um propósito para influenciar as nossas decisões.

Floppy Knights é um jogo casual bastante divertido, com um grafismo animado colorido e divertido, junto com uma banda sonora agradável a acompanhar.

Nota Final: 7/10

Floppy Knights está disponível para Xbox One, Xbox Series X|S (versão testada) e PC.

KAO The Kangaroo (PC e Consolas)

Depois de termos tido oportunidade de experimentar KAO The Kangaroo há uns meses, a versão final foi entretanto lançada para grande deleite dos fãs.

Sendo um reboot da popular série, o primeiro lançado desde 2005, este regresso vê o canguru com punhos de ferro numa nova aventura, através de uma multitude de mapas, onde Kao está numa busca pela sua irmã desaparecida, e descobrir o segredo do seu falecido pai. Para isto, terá que combater diversos mestres de combate que estão sob a influência de poderes maquiavélicos e enfrentar o Eternal Warrior que arrisca o balanço do mundo.

Esta aventura 3D traz de volta tudo aquilo que amamos da série, num misto de plataformas e combate, encontrando um pouco de tudo: moedas e diamantes para colecionar, inimigos para dar uns bons socos, e uma história relativamente comovente sobre encontrarmos o nosso lugar no mundo.

Ainda que a campanha principal consiga ser concluída numas respeitaveis oito horas, este é um jogo que incentiva novas visitas, de modo a colecionarmos tudo aquilo que tem para nos oferecer, proporcionando assim muitas horas de diversão.

KAO The Kangaroo apela à nostalgia com as melhores das intenções, com um jogo simples de começar e rápido de dominar, deixando-nos completamente à vontade para embarcarmos nesta aventura da forma mais fácil possível, sendo ele acessível a todas as idades, sem criar muitos momentos frustrantes. Bem-vindo de volta KAO! Já tínhamos saudades!

Nota Final: 8.5/10

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.