Central Comics

Banda Desenhada, Cinema, Animação, TV, Videojogos

Actores juntam-se a argumentistas em greve

Por estes dias, Hollywood está em polvorosa. Com os argumentistas em greve desde maio (recordar aqui), agora são os actores que – habituados aos focos do protagonismo – procuram colocar a indústria audiovisual de joelhos. Pela primeira vez em 60 anos, argumentistas e actores poderão estar juntos na luta. A greve dos actores está prevista começar na sexta-feira, 14 de julho.

Joaquin Phoenix e Russell Crowe em “Gladidador” de Ridley Scott

As negociações entre o sindicato dos actores dos Estados Unidos e o agente de negociação coletiva de Hollywood, a Alliance of Motion Picture and Television Producers, fracassaram na quarta-feira, após um turbulento período de 12 dias de negociações.
Assim sendo, espera-se que uma greve seja convocada, e o sindicato instruirá os seus 160 000 membros a suspender imediatamente todo o trabalho em todo o mundo. 

Actors Strike

Tal como os argumentistas, os actores reclamam por actualizações de pagamentos e proteção para que  as suas imagens não sejam replicadas (sem compensação financeira) através dos recursos de inteligência artificial. Aliás, todas estas novas soluções de inteligência artificial estão em debate para que seja protegido o futuro dos profissionais da indústria audiovisual.

A expansão dos serviços de streaming é um dos pretextos validados para que os actores tenham os honorários revistos.

“O Senhor dos Anéis: Os Anéis do Poder”

A greve dos argumentistas suspendeu muitas produções norte-americanas, e agora com os elencos em greve, as produções que estavam a ser filmadas com associados do SAG-AFTRA vão imediatamente ser interrompidas. E isso aplica-se às produções que estão a ser filmadas também fora dos Estados Unidos.
Nas últimas semanas, produções internacionais lideradas por talentos do SAG-AFTRA trabalharam incansavelmente para concluírem as filmagens antes da possível greve. “Mary & George”, com  Julianne Moore, completou as filmagens no Reino Unido no início deste verão, enquanto a segunda temporada da série “O Senhor dos Anéis: Os Anéis do Poder“ também terminou as filmagens recentemente . Na França, o thriller musical de Jacques Audiard, “Emilia Perez”, com Selena Gomez e Zoe Saldaña, terminou as filmagens na semana passada em Paris. A famosa série de gladiadores de Roland Emmerich, “Those About to Die“, com Anthony Hopkins, terminou em Itália as cenas com o premiado actor na semana passada. As filmagens da série, que é uma produção europeia, continuarão em Itália.

Roland Emmerich, o realizador e produtor de “Those About to Die”


Sorte diferente poderá bater à porta de grandes produções internacionais, que devem suspender imediatamente, incluindo o filme “Gladiador 2”, com Paul Mescal e Pedro Pascal, e actualmente em filmagens em Marrocos, assim como “Mortal Kombat 2”, que começou a ser filmado na Austrália.  “Alien” uma adaptação em série da saga com o mesmo título escrita por Noah Hawley e Ridley Scott, está atualmente em pré-produção na Tailândia e as filmagens correm sérios riscos de adiamento devido a dois dos principais protagonistas serem membros do sindicato de actores.

Mortal Kombat


Na Tailândia também se preparavam para filmar nova temporada da série “White Lotus”, apesar da produção já estar suspensa devido à greve dos argumentistas. Agora a greve dos actores traduz-se num adiamento mais prolongado para a série de sucesso da HBO.
As séries programadas para serem filmadas em Paris antes do final do ano podem ser adiadas por causa da greve prolongada, o que já leva alguns conhecidos actores franceses a desistir de projectos internacionais já que os sucessivos adiamentos entram em conflito com as agendas.

Oppenheimer
Oppenheimer

Durante o período de greve, os actores associados não podem trabalhar nos filmes ou nos conteúdos televisivos, nem promover os seus trabalhos em conferências de imprensa ou apresentações oficiais. Aplicando-se a regra a antestreias e eventos dos filmes ou séries. A nata de Hollywood, que tem filmes a estrear nos cinemas, nos últimos dias tem se desdobrado em apresentações das películas em antestreias e em diálogos com a imprensa. Desde Oppenheimer a Barbie, até a Disney procura celebrar a chegada ao grande ecrã do novo Mansão Assombrada, sem interferir com a greve dos actores.

Barbie
Barbie


A paralisação global prejudicará financeiramente todos os trabalhadores que colaboram directamente e indirectamente com as produções audiovisuais. No imediato, o impacto financeiro não é possível de ser ajuizado.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Verified by MonsterInsights