Universal Pictures muda de distribuidor em Portugal

Em comunicado enviado para a imprensa, chega o anúncio da mudança de distribuidor nacional dos filmes da Universal Pictures.

Depois do conflito de percentagens de distribuição e exibição, entre a distribuidora NOS Lusomundo Audiovisuais e o exibidor NOS Lusomundo Cinemas (Cinemas NOS) e o distribuidor internacional UIP (United International Pictures), chega agora a confirmação que os  filmes da Universal Pictures transitam para a distribuidora Cinemundo.

A divergência começou com o afastamento dos Cinemas NOS da estreia de Velocidade Furiosa: Hobbs & Shaw (pode aqui recordar a notícia)e manteve-se na estreia de outros filmes da Universal Pictures, como Last Christmas, Cats ou As Aventuras do Dr. Dolittle.
minimos, o filme
Este ano a Universal Pictures prepara-se para o regresso aos cinemas das suas sagas mais rentáveis, como Velocidade Furiosa 9 e Mínimos 2. Pode aqui ler sobre as estreias para 2020 da Universal Pictures.

A UIP (United International Pictures) distribui filmes de produtores como Universal Pictures, Paramount Pictures, e o catálogo também inclui filmes da Dreamworks Pictures.
Até agora os filmes distribuídos internacionalmente pela UIP eram distribuídos em Portugal Angola, Moçambique, Cabo Verde, S. Tome e Príncipe e Guiné-Bissau pela NOS Lusomundo Audiovisuais.

Para se perceber a importância dos filmes distribuídos pela UIP, e em particular dos filmes da Universal Pictures, nos cinemas portugueses convém olhar para a lista dos 10 filmes que mais bilhetes venderam no nosso país desde 2004, onde estão incluídos 4 filmes da Universal Pictures (Velocidade Furiosa 8 – 788 426 espectadores; Velocidade Furiosa 7 – 832 936 espectadores; Mamma Mia! 851 681 espectadores; Mínimos – 939 693 espectadores). A UIP distribuiu ainda os 3 filmes da Dreamworks Pictures  que constam na mesma lista (Shrek 2 – 771 963 espectadores; Madágascar 2  – 813 802 espectadores e Shrek O Terceiro – 824 646 espectadores).

Agora, surge a confirmação de que os filmes da Universal Pictures passam a chegar aos cinemas  nacionais pela distribuidora Cinemundo.
No mercado videográfico os filmes da Universal Pictures serão distribuídos pela PRIS Audiovisuais.
A distribuição em território nacional dos filmes da Paramount Pictures e da Dreamworks Pictures continuam a acontecer pela NOS Lusomundo Audiovisuais.

  Disney e Marvel anunciam novas datas de estreia


A distribuidora Cinemundo representa em Portugal a produtora STX Films (Ousadas e Golpistas, 21 Pontes, Novos Amigos Improváveis), Diamond Films (After, Covil de Ladrões),  tem distribuído produções europeias ao abrigo do programa Europa Criativa (Fahim, Le Chant du Loup – Ameaça em Alto Mar, Lá Vamos Nós Outra Vez, Xixi Cama, Os Camarões Brilhantes), filmes de animação (Snow – Os Domínios do Espelho, Cai na Real, Corgi, Ugly Dolls). Para 25 de Junho está previsto estrear Bembom, o filme sobre a primeira girls band portuguesa.

Comunicado:
Cinemundo distribui filmes da Universal Studios em Portugal

Lisboa, 11 fevereiro 2020

A Cinemundo, empresa nacional de distribuição de conteúdos – Onde O Cinema Acontece, tem o prazer de anunciar o início de um acordo exclusivo com a UIP (United International Pictures) para a distribuição no cinema do catálogo de filmes da Universal Studios em Portugal e nos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa.

Com base nesta parceria, os filmes da Universal com estreia em cinema a partir de 5 de abril de 2020, serão lançados pela Cinemundo. O acordo inclui Trolls: Tour Mundial (23 abril), Velocidade Furiosa 9 de Justin Lin com Vin Diesel, Michelle Rodriguez e Charlize Theron (21 maio) e o novo filme de animação dos Mínimos (30 julho).

A Universal e a Cinemundo partilham o objetivo comum de levar a todos o melhor do cinema, através da experiência única que só o grande ecrã permite.

A Cinemundo Lda, é uma empresa portuguesa, criada em 2014 para a distribuição de cinema no mercado Português e nos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa. Para além da oferta de canais por subscrição a Cinemundo Lda., também desenvolve a sua atividade na área de distribuição de cinema em sala e nos múltiplos novos formatos digitais por forma a levar a sétima arte junto de todos os consumidores destes mercados.

Ricardo Lopes

Começou a caminhar nos alicerces de uma sala de cinema, cresceu entre cartazes de filmes e película. E o trabalho no meio audiovisual aconteceu naturalmente, estando presente desde a pré-produção até à exibição.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *