Os 10 livros mais vendidos da G.Floy em 2019!

Longe vão os tímidos tempos da G. Floy Studio em que lançavam Hellboys em capa mole. Hoje em dia ninguém nega a qualidade dos seus livros de capa dura, o papel de alta qualidade, e o seu catálogo de primeira linha. É também uma das mais produtivas a trabalhar em Portugal.

Agora, como rescaldo, o Central Comics revela aqui os 10 livros mais vendidos no ano passado, em ordem crescente:

10. Criminal Livro Um

Ed Brubaker e Sean Phillips são uma dupla fetiche da G.Floy e o seu último álbum ganhou o 10º lugar no pódio. O livro não é propriamente barato (25€) nem de uma franquia muito popular, por isso este é uma boa posição para este grande álbum.

9. Uncanny X-Force vol. 4: Execução Final

Este é o primeiro de vários livros da Marvel neste top, e não surpreende ser o último por ser o mais caro. O preço influencia na hora de comprar pelas carteiras menos recheados, e este “bichinho” é o mais caro Marvel dos quatro, com o valor de 20€.

8. Kick-Ass

Apesar de aparentemente ter perdido a oportunidade de poder vender bem (os comic books saíram em 2008 e a adaptação ao cinema em 2010), Kick-Ass provou ser ainda uma boa aposta pela editora, merecendo o 8º posto em 35 lançamentos.

7. Wolverine Arma X vol. 2: Demente

Este segundo volume de Wolverine Arma X teve grandes elogios na nossa crítica, e prova uma vez mais que continua a ser uma personagem muito popular, ocupando o sétimo lugar.

  A história de Blade Runner continua em BD

6. Saga vol. 9

Uma das séries mais aclamadas em todo mundo, a space opera Saga continua a vender bem apesar de sua longevidade.

5. Os Meus Heróis Foram Sempre Drogados

O segundo livro da dupla Ed Brubaker e Sean Phillips ocupa a 5 posição. O facto de ser um tomo único, e um preço mais acessível (quase metade do valor do Criminal), pode explicar as melhores vendas, mas o facto de ter sido lançado apenas em Setembro impressiona pelo pouco tempo que está à venda.


4. Deadpool Mata Deadpool

O primeiro livro do Deadpool neste top, prova a grande popularidade desta personagem da Marvel, cujo imediatismo aumentou com os filmes protagonizados pelo actor canadiano Ryan Reynolds.

3. Gideon Falls vol. 1 – O Celeiro Negro

Esta é a maior surpresa do ano para o editor da G. Floy, que não pensava que iria ter tanto sucesso de vendas. Não tirando valor à obra, esta história de terror ocupa a última posição do pódio com grande mérito.

2. Indeh – Uma História das Guerras Apache

E Indeh, é a maior surpresa do ano para a redação do Central Comics. Não pertencendo a nenhuma franquia de sucesso, nem tendo os nomes mais sonantes nos autores (Ethan Hawke é mais conhecido como actor), este western a preto e branco leva a medalha de prata de 2019.

1. Deadpool Mata os Clássicos

E sem grande surpresa, o anti-herói Deadpool teve o livro mais vendido de 2019 pela G. Floy com este “Mata os Clássicos”!

Qual o teu favorito?

Hugo Jesus

Co-criador e administrador do Central Comics desde 2001. É também legendador e paginador de banda desenhada, e ocasionalmente argumentista.

You may also like...

2 Responses

  1. Jose Freitas diz:

    Um pequeno comentário: este Top vale o que vale, porque mede as vendas de Janeiro a Dezembro. Na verdade, para termos um verdadeiro termo de comparação, teríamos de considerar as vendas por períodos de dozes meses de CADA livro individualmente, seria mais acertado. Dito isto, reflecte o “movimento” geral das vendas, e é um bom indicador para certos livros que têm relativamente poucos meses de venda e mesmo assim alçaram-se aos tops (Os Meus Heróis, lançado em Setembro, Saga lançado em finais de Outubro, etc…). Se considerássemos as vendas por períodos de doze meses, os lugares seriam diferentes, e talvez aparecessem um ou outro livro que não figura aqui, mas fundamentalmente, estes seriam dos livros mais vendidos na mesma.

  2. Jose Freitas diz:

    Finalmente, gostaria de dizer uma coisa que eu acho muito importante: nesta lista faltam os livros editados pela G. Floy ao abrigo das suas parcerias, nomeadamente a colecção Aleph e os livros com a ComicHeart, de autores portugueses, e que passaram no Outono para o catálogo d’ A Seita.

    Se não tivessem saído, fico feliz de dizer que o livro de autores portugueses Mar de Aral teria entrado neste top, provavelmente em sexto lugar, mais ou menos, o que é uma óptima notícia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *