Curtas de Vila do Conde

Central Comics

Banda Desenhada, Cinema, Animação, TV, Videojogos

Orion and the Dark: o medo na Netflix

Por estes dias, Annecy é o ponto nevrálgico das novidades da animação audiovisual.
A Netflix aproveitou a ocasião para anunciar Orion and the Dark, o filme resultante da parceria com a DreamWorks escrito por Charlie Kaufman (O Despertar da Mente, Inadaptado). O filme de animação confronta um medo clássico da infância.

Orion and the Dark

Ser criança é assustador: o mundo é vasto e desconhecido, todos sabem um pouco mais do que você e, para piorar, as coisas são maiores. Mas para Orion, o protagonista de Orion and the Dark, tudo é assustador – especialmente o escuro. Em breve, o jovem ansioso será embarcará numa aventura turbulenta que pode curá-lo dos medos de adolescentes.
Baseado no livro de Emma Yarlett e escrito por Charlie Kaufman, Orion and the Dark, da DreamWorks Animation, conta uma história sobre olhar o que te assusta nos olhos –– e perceber que pode não ser tão assustador.

Orion and the Dark
 
Orion é o típico adolescente: tímido, despretensioso, com uma paixão secreta. Mas no interior do seu exterior aparentemente normal, Orion é uma bola de ansiedade, completamente consumida por medos irracionais de abelhas, cachorros, oceano, frequências do telemóvel, palhaços assassinos, até mesmo cair de um penhasco. Mas de todos os seus medos, o que ele mais teme é o que ele enfrenta todas as noites: o escuro. Então, quando a personificação literal do seu pior medo faz uma visita, a escuridão leva Orion para longe numa montanha-russa global para provar que não há nada a temer durante a noite. À medida que o par improvável se aproxima, Orion deve decidir se pode aprender a aceitar o desconhecido – parar de deixar o medo controlar sua vida e, finalmente, abraçar a alegria de viver.

Orion and the Dark 
Orion and the Dark é realizado por Sean Charmatz, que trabalhou em filmes como Angry Birds, O Filme Lego 2, Os Pinguins de Madagáscar: O Filme. A animação do filme está ser produzida nos estúdios da Mikros Animation em Paris, França, e Bangalore na India.
Embora o orçamento para Orion and the Dark ainda não seja público, realizador revelou em conferência que estava mais de acordo com recursos de animação independentes do que os sucessos de bilheteria que a Dreamworks é mais conhecida por produzir. Dito isso, o realizador encontrou alegria em experimentar as limitações impostas por um orçamento menor. Ele diz que a equipa do filme teve que encontrar maneiras inteligentes de cumprir alguns de seus objetivos criativos, como filmar manchas de tinta em iPhones e adicioná-las ao filme como transições.
Orion and the Dark tem estreia anunciada para a Netflix em 2024.
 

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Verified by MonsterInsights