Central Comics

Banda Desenhada, Cinema, Animação, TV, Videojogos

Jogos: The King of Fighters XV – Análise

The King of Fighters XV chegou para cimentar-se como um oponente sólido nos combates de arena. Mas será mesmo assim?

THE KING OF FIGHTERS XV

The King of Fighters é daquelas séries que, mesmo passando tantos anos desde o seu primeiro lançamento, continua a impressionar-me com os lançamentos recorrentes e com o estatuto que mantém dentro da comunidade de jogos de luta, onde continuam também a figurar nomes como Street Fighter, Blazblue e Guilty Gear. No entanto, é ainda mais especial para este que vos escreve por ser um jogo que é sinónimo de árcade e umas tentativas de pedir uns trocos aos pais para jogar o “jogo de porrada” no café, ao domingo à tarde. Mesmo assim, devo dizer que The King of Fighters XV foi um jogo que estranhei inicialmente.

THE KING OF FIGHTERS XV 

Quando pensamos em The King of Fighters pensamos num cenário plano em 2D. Neste caso, apostaram em algo similar, mas com demasiado 3D à mistura, sendo possível a certo ponto exibir certas sequências completamente em 3D quando executamos combinações de ataques mais poderosas. Não quero com isto dizer que esta espécie de mudança é má, antes pelo contrário porque acaba por trazer algo de novo à franquia e mudar um pouco a ideia de como jogo funciona. No entanto, os mais puristas não se precisam de preocupar, porque continuamos a ter combates de equipa (3 contra 3) e combates singulares.

THE KING OF FIGHTERS XV

Devo dizer que, no entanto, o ponto mais fraco deste jogo é mesmo o modo história. Eu sei que nunca foram jogos propriamente fortes nesse campo, mas estando a chegar a história ao seu “final”, acaba por ter um sabor um pouco agridoce pois parece que nada ou pouco avançou. Porém, a inclusão de 39 personagens no jogo foi bastante interessante e importante, mostrando velhas e novas personagens que os fãs adoram ou vão passar a adorar.

THE KING OF FIGHTERS XV

Por fim, o ponto chave de The King of Fighters XV: o online. É óbvio que a maioria dos combates que vamos fazer vão ser contra oponentes de todo o mundo e, para ser honesto, não podia estar mais contente com o facto de o rollback network funcionar perfeitamente. É quase como jogar com o nosso oponente ao lado, fazendo com que eventualmente se torne num dos principais jogos de luta desta geração.

Resta concluir que, The King of Fighters XV é apenas mais uma entrada na franquia em termos de história, mas, no combate online e no seu visual melhora bastante, mostrando que a série ainda tem muito para dar. Prontos para uns combates?

Nota Final: 7/10

The King of Fighters XV está disponível para PC, Xbox Series X, PlayStation 4 e PlayStation 5

 

Desenvolvedor/ Editor: SNK

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.