Central Comics

Banda Desenhada, Cinema, Animação, TV, Videojogos

Jogos: Outriders – Análise

Outriders chegou às principais consolas e ao PC com tudo, não parando por nenhum momento (excepto quando no inicio do seu ciclo de vida teve alguns problemas com servidores). Será esta a redenção da Square Enix em termos de jogos “vivos”?

Outriders

Sim, é verdade. Não é a primeira vez que a Square Enix aventura-se neste tipo de jogos, que temos como exemplos “quase perfeitos” Destiny 2, mas que nunca correu bem. Se formos a ver, foi o que tentaram fazer com Marvel Avengers e nós sabemos todos como correu essa aventura com super heróis. No entanto, Outriders parecia trazer uma vertente nova e que poderia ter um sabor diferente comparado ao desastre heróico.

Outriders

Juntar RPGs com jogos de tiros foi a melhor ideia que a Square poderia ter tido, definitivamente. São dois ambientes que acabam por se complementar bastante bem, principalmente porque com uma combinação destas acabamos por não querer pousar o comando em nenhum momento. É extremamente satisfatório jogar Outriders, seja sozinho, seja na companhia de alguém. Há sempre alguma coisa nova para fazer, ou que ainda não tenhamos feito, que nos faz abrir ainda mais os horizontes ao longo da nossa jogabilidade.

Graficamente, também é um jogo que acaba por deslumbrar um pouco. Todos os ambientes são bonitos e conseguimos ver tudo o que queremos bastante bem. Além disso, tenho que falar do menu de habilidades. Meu deus, tão belo e a lembrar jogos como Diablo 3. É bastante útil e, acima de tudo, é bastante compreensível a qualquer distância que estejamos da televisão. Também é necessário referir que todas as lutas em que me meti foram impecáveis, e não detetei nenhuma quebra em termos de fps.

Adaptarmo-nos ao sistema de classes também é relativamente simples, já que existem apenas 4 tipos de classes. Logo, podemos escolher a nossa preferida, conforme nos adaptamos à nossa maneira de jogar dentro de Outriders. O mais interessante acaba mesmo por ser o facto de podermos estar a utilizar a mesma classe que outro jogador mas, ao mesmo tempo, sermos completamente diferentes da maneira de jogar desse colega. Tal ocasião acaba por tornar cada classe única e com uma diversidade que complementa o jogador com uma rota de jogo completamente diferente, de cada vez que pegamos no comando.

Outriders

Por fim, resta concluir que Outriders é uma história de vitória para a Square Enix. Depois do desastre que foi Marvel Avengers, conseguem entregar um jogo com uma premissa online bastante agradável e capaz de agarrar bastante jogadores. Agora é ver o que Outriders reserva para o futuro dos jogadores.

Nota Final: 7/10

Outriders está disponível para PC, Xbox Series, Xbox One, PlayStation 4 e PlayStation 5

Editora: Square Enix

Desenvolvedora: People Can Fly

Agradecimentos à Ecoplay

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *