Central Comics

Banda Desenhada, Cinema, Animação, TV, Videojogos

Jogos: Guilty Gear Strive – Análise

Guilty Gear Strive

Guilty Gear, uma das séries de luta mais amada pelos jogadores do género, está de volta com Guilty Gear Strive. Continuará a manter a qualidade ou será um murro no estômago?

Guilty Gear é mesmo daquelas séries que quando pega no jogador, ganha automaticamente o seu interesse. Especialmente pela sua história. Estamos na sétima instalação e a história continua a todo o vapor, continuando o que nos foi contado no anterior Guilty Gear Xrd e terminando assim mais um arco da história de Sol Badguy, intitulada de The Gears Hunters Saga. Temos aqui cerca de 4 horas de animações para ver e nos deleitarmos com a qualidade das mesmas, já que são algo de soberbo.

Guilty Gear Strive

Quando estiverem fartos de ver a história, agarrem-se ao comando para jogarem umas partidas. O modo árcade, onde podemos escolher as 15 personagens que o jogo nos traz inicialmente (existem mais cinco que estão previstas como DLC) é um ponto de partida essencial para quem está a pegar pela primeira vez no jogo, ou até mesmo na série. Guilty Gear não é propriamente conhecido por ser amigável com os jogadores, mas sim como um jogo implacável. Preparem-se para horas a entender como funcionam as combinações e os pontos fortes e fracos de uma personagem através de uma perspetiva mais técnica dos jogos de luta. Aproveitem e também escolham aquela personagem com que se sintam mais à vontade.

O ponto alto dos jogos da série Guilty Gear é a ligação que tem com os jogos de combate online e, consequentemente, os torneios que existem entre os fãs deste género de jogo. Voltamos então a ter um modo online completamente fantástico e sempre bastante povoado. Não existirá problemas para encontrar jogadores à procura de travar batalhas. O grande problema vai mesmo ser vencer ou, na pior das hipóteses, ter capacidade de abandonar o jogo. É um vicio tremendo que nos agarra logo de início e, quando começamos a pesquisar mais sobre a cena competitiva acabamos por nos integrar cada vez mais numa comunidade mundial, sempre pronta a batalhar.

Guilty Gear Strive

Graficamente, não é preciso dizer muito. Continua a utilizar o estilo anime ao longo dos combates e de todo o jogo, sendo também um dos jogos mais fluídos que pode existir neste género, não existindo uma única falha em termos de grafismo. A música, por outro lado, é frenética e perfeita para o tipo de jogo.

Resta concluir que, Guilty Gear Strive é mais uma entrada na saga de jogos de luta e que cumpre com o que promete. Venham aí mais combates!

Nota Final: 8/10

Guilty Gear Strive está disponível para PC, PlayStation 4 e PlayStation 5 (versão testada)

Desenvolvedor: Arc System Works

Distribuidor: Bandai Namco

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *