Jogos: Análise: Hotshot Racing

Quando as saudades batem pela nostalgia de uma era onde ir ao centro comercial para jogar certos videojogos era quase uma actividade religiosa, uma coisa que era certa: qualquer sala de arcadas que se prezasse tinha disponível o Daytona USA e/ou o SEGA Rally. Mesmo que fossem as únicas máquinas de jogos que tinham no edifício inteiro, ao menos tinham os mais emocionantes jogos de corridas de meter moedinhas. Infelizmente, com a banalização das consolas em casa a oferecerem-nos outras experiências, fomos perdendo os locais onde podíamos jogar dentro do chamado bucket seat, e andar às voltinhas, mas com algumas viagens pelo país, ainda vamos tendo alguma sorte.

Felizmente, a Curve Digital quer trazer a mesma experiência para dentro de casa, na forma de Hotshot Racing, um jogo de corridas do estilo arcada à base de drifts, acessível a todo o tipo de jogadores, 16 pistas com cenários de todo o mundo e 32 carros únicos, espalhados pelos 8 pilotos, cada um com a sua personalidade e estilo de jogo distinto.

É impossível não gostar de Hotshot Racing e todos os desafios que nos oferece, sem a intimidação de um jogo de corridas moderno. Com modos simples, desde Arcade, onde podemos fazer corridas ao bom estilo clássico dos anos ’90; Time Trial, fazendo os melhores tempos possíveis, a Grand Prix, os mini campeonatos temáticos onde o nosso verdadeiro lado competitivo sai para fora, disponível em três dificuldades diferentes para sermos mestres. Como se não bastasse, desbloquear dezenas de pinturas e acessórios extra requer completar vários desafios com os pilotos diferentes e um multijogador online e local, este último até 4 jogadores, oferece assim uma longevidade que nos mantém por perto tempo suficiente.

  Jogos: Jump Force Deluxe Edition - Análise

Dominar as pistas diferentes pode não demorar muito tempo, sobretudo à medida que vamos experimentando com carros diferentes e perceber como dar as curvas em cada um, mais a utilização táctica do boost, requer alguma dedicação, mas não do género do qual estamos mais habituados nos simuladores. Hotshot Racing é, principalmente, um jogo casual, excelente para jogar pelo divertimento, sem a seriedade doutros jogos de corrida.

HotShotRacing-01

Um dos modos mais engraçados é o Cops and Robbers, que mistura versões da polícia dos nossos carros, enquanto perseguimos os corredores ilegais. Um modo simples, mas cuja inclusão faz toda a diferença na oferta da variedade que o jogo quer propor.

Assim Hotshot Racing é, talvez, um dos jogos mais divertidos do ano, onde pequenos detalhes, como as personalidades dos pilotos e os carros que conduzem, deixam-nos entusiasmados em correr nas várias pistas coloridas e com uma fome de vencer.

Nota Final: 9/10

Hotshot Racing está disponível para PC (Steam), Xbox One (versão testada), PlayStation 4 e Nintendo Switch. O jogo também está disponível para os subscritores do Xbox Game Pass.

Desenvolvedores: Sumo Digital, Lucky Mountain Games
Editora: Curve Digital

[O Central Comics agradece à Curve Digital]

Ricardo Du Toit

Fã irrepreensível de cinema de todos os géneros, mas sobretudo terror. Também adora queimar borracha em jogos de carros.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *