Curtas de Vila do Conde

Central Comics

Banda Desenhada, Cinema, Animação, TV, Videojogos

Jogos: Advance Wars 1+2: Reboot Camp – Análise

Advance Wars 1+2: Reboot Camp chegou depois de um grande adiamento. Será que a espera compensou?

Advance Wars 1+2: Reboot Camp

Por incrível que pareça, a série Advance Wars parece que tem uma espécie de maldição associada a si. Os dois primeiros jogos da série ficaram marcados por acontecimentos trágicos pelo mundo fora e, este remake, não poderia deixar de ser exceção. A meras semanas do seu lançamento, viu-se adiado durante praticamente um ano por conta do estado em que o mundo político se encontrava a partir do final de fevereiro do ano passado.

No entanto, este que vos escreve tem bastantes memórias com os jogos originais para Gameboy Advance e com aqueles que foram lançados para a Nintendo DS. Quando liguei esta versão atualizada por parte da WayFoward (que por si só, já é uma desenvolvedora incrível), os meus olhos brilharam com tudo o que via à minha volta a reaparecer de novo. Estava preparado para utilizar as minhas melhores estratégias de forma a vencer todos os combates que me eram colocados à frente…depois de passar o tutorial!

Advance Wars 1+2: Reboot Camp

Graficamente, gostei das mudanças que foram feitas no jogo, nomeadamente o facto de ambos os jogos terem ficado com gráficos mais cartoonescos, o que cria assim uma espécie de linha anti violência. Por muitas armas que sejam disparadas ao longo do jogo, na realidade, parece que o ambiente de guerra é muito mais calmo e torna-se assim ainda mais divertido. O mais impressionante, foi mesmo o detalhe que deram às personagens, edifícios e veículos que podemos “controlar” ao longo do jogo. Está de tal forma tudo tão detalhado que acaba por parecer um jogo completamente novo com uma história que já conhecemos há uns belos anos.

Por outro lado, a verdade é que penso que a jogabilidade não tenha mudado muito. É Advance Wars. Funciona da mesma maneira há anos e não existe forma de mudar isso. Jogos por turnos nunca foram muito a minha praia, mas, Advance Wars 1+2: Reboot Camp voltou a trazer isso para mim, já que me senti bastante preso a toda a jogabilidade sem sentir que estivesse a repetir-se ou a ser frustrante. Penso que seja um pouco um caso de nostalgia, pois conhecia minimamente o jogo das horas que o passei a jogar, mas, tinha tudo guardado um pouco atrás na minha memória. Porém, continuou a ser ótimo revivê-las.

Advance Wars 1+2: Reboot Camp

Resta concluir que, a espera por Advance Wars 1+2: Reboot Camp valeu muito a pena. Sim, sei que o jogo já estava “estacionado” há mais de um ano em vários armazéns por esse mundo fora, porém, serviu para os jogadores sentirem ainda mais saudades de um título nostálgico. Para os fãs, uma forma de regressar a casa; para curiosos, uma forma fantástica de descobrirem uma franquia incrível.

Nota Final: 9/10

Advance Wars 1+2: Reboot Camp está disponível em exclusivo na Nintendo Switch

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Verified by MonsterInsights