Está fechado o programa do IndieJúnior Allianz 2021, que para já só acontece nas escolas.


Está fechado o programa para a quinta edição do IndieJúnior Allianz – Festival Internacional de Cinema Infantil e Juvenil do Porto. O evento voltará a propor um conjunto de novas histórias e outros tantos debates comprometidos com o dia-a-dia de famílias, crianças e jovens. No total serão mostrados mais de 50 filmes que, este ano, incorporam noções de liberdade, ecologia, família e arte, numa programação que pesa em igualdade a diversão e o carácter educativo do cinema. Face ao recente anunciado confinamento geral, o quinto IndieJúnior Allianz não poderá decorrer na totalidade nas datas previstas (26 a 31 de Janeiro), estando neste momento a ser acertado o seu adiamento para novas datas a anunciar em breve. Mantém-se para já o programa online para escolas, uma das novidades já anunciadas deste ano.

Completando o trabalho iniciado em novembro com a iniciativa Eu Programo Um Festival de Cinema (através da qual alunos de agrupamentos escolares do Porto integram a equipa de programação do festival), a plataforma online criada pelo festival permitirá a organização de sessões de cinema nas escolas. Basta para esse fim que os professores interessados façam uma inscrição através da seguinte morada indiejunior.com/escolasporto demonstrando o seu interesse na sessão IndieJúnior Allianz na Escola.

“O Estranho Mundo de Jack”, um filme realizado por Henry Selick

Propondo um mundo cheio de ideias e sonhos projetados no grande ecrã, o programa famílias integra, este ano, uma competição internacional composta de longas e curtas metragens de produção recente, a continuação do cinema de colo que propõe nova cenografia e experiência sensorial para crianças abaixo dos três anos, um cine-concerto com participação do violista José Valente e um programa especial em parceria com o Maus Hábitos no Porto. O alinhamento completa-se ainda com um debate em torno dos urgentes assuntos ambientais (Não Há Planeta B), que contará com a participação de elementos responsáveis pela organização da recente Greve Climática Estudantil, da Extincion Rebelion e da Zero Waste Portugal. A edição 2021 do IndieJúnior Allianz recuperará ainda para o grande ecrã o clássico, O Estranho Mundo de Jack, uma escolha de Manuela Azevedo, vocalista dos Clã, para a secção O Meu Primeiro Filme.

“Fritzi – Um Conto Revolucionário” um filme de Matthias Bruhn e Ralf Kukula

Em destaque no alinhamento de filmes, Alice Júnior, longa metragem brasileira que acompanha a história do primeiro beijo de Alice, uma jovem trans youtuber, enquanto esta se vê obrigada a mudar para uma escola onde ainda imperam velhos preconceitos. Também nas longas metragens, uma história sobre a amizade e a luta pela liberdade em Fritzi – Um Conto Revolucionário, filme de animação que retrata os tempos da Alemanha dividida. Temas fortes ainda na programação de 2021, as questões de género destacadas em RAPAZESRAPARIGASMIX, um documentário sobre uma criança intersexo; a morte e a forma como lidamos com ela em Daqui à Lua, de Sara Kolster, e os impactos do capitalismo e da sociedade em que vivemos no equilíbrio do planeta em Normal, de July Cat.

  Prémios Sophia com cerimónia agendada

Ricardo Lopes

Começou a caminhar nos alicerces de uma sala de cinema, cresceu entre cartazes de filmes e película. E o trabalho no meio audiovisual aconteceu naturalmente, estando presente desde a pré-produção até à exibição.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *