Central Comics

Banda Desenhada, Cinema, Animação, TV, Videojogos

FantasPorto 2022: o programa de quarta 6

A 42ª edição do Festival Internacional de Cinema do Porto apresenta no seu programa filmes fantásticos como  os japoneses “Baby Assassins”, um êxito de bilheteira no Japão, “Ms Lupin”, emergente da conhecida manga japonesa com o mesmo nome, e que  evoca o famoso ladrão Arsène Lupin, “xxxHolic”, outra Antestreia Mundial que sai de outra da mais conhecidas mangas, com a participação de actores e actrizes da primeira linha do cinema asiático ou até “The Mole Song” do nosso conhecido Takashi Miike,  vão entrar em confronto por exemplo com “Ox-Head Village”, filme em antestreia Mundial, saído do trabalho exímio do  vencedor do Fantasporto de 2021, Takashi Shimizu. No fundo o Japão em força no Fantasporto’2022 com filmes que têm provado o grande momento em que esta cinematografia se encontra.

Um Fantasporto que tem sido um grande ano também para a ficção científica, não fosse o futuro uma das maiores preocupações do momento, com a China a apresentar “Annular Eclipse “ e Taiwan, “2049: Hedgehog Effect”,  ou até a Alemanha com um outro dos filmes mais aplaudidos desta edição, uma sofisticada “Casa”, ficção científica que apresenta uma reflexão sobre o poder e a tecnologia  e mostra como o futuro não será necessariamente mais livre. 

2049: Hedgehog Effect


Também o cinema tem estado e continuará em destaque neste fantas. Desenho, em digital fez voltar ao Fantas a secção ANIMA-TE que nos traz cinema de animação de enorme qualidade. Filmes que  colocam à vista desarmada a sua versatilidade em obras de grande fôlego de ficção científica como “Vortex, Dawn of the Sovereignty” do francês Michel Rousseau ou  o chinês “Chicken of the Mound”. A ver também  a nova animé japonesa “The Laws of the Universe – The Age of Elohim” de Isamu Imakake.

Duyster



Nesta quarta-feira, 6 de abril, no Grande Auditório

16:00 SoulPark – Róbert Odegnál, Illés Horváth, 77’ (Hun) – Fantástico – v. o. leg. ingl./leg. port.
Um homem aparece nu na jaula dos crocodilos de um jardim zoológico. Não se lembra como foi lá parar nem onde andou nos últimos 3 anos. Um polícia em pré–reforma e uma jovem investigadora vão tentar descobrir o que se passa. Primeira longa–metragem dos dois realizadores. 


Às 18:00 Sometimes in the Dark / A Volte Nel Buio , na presença do realizador Carmine Cristallo Scalzi, 122’ (Ita) – Horror – v. o. leg. ingl./leg. port. 
Uma aldeia remota nas montanhas cuja comunidade é afectada por uma doença misteriosa. Gorecki, o chefe dos doentes, apega–se a Giacomo, um rapaz “saudável”, e em quem vê uma oportunidade para a redenção e a salvação. Originalidade e imaginação a não perder nesta primeira longa do realizador que foi selecção do Festival de Trieste.


Pelas 20:30  Escape from Mogadishu, o candidato aos Óacares pela Coreia do Sul e fortíssimo candidato aos Prémio Principais deste Fantasporto, filme realizado por Seung–wan Ryoo, 153’ (Cor. Sul) – Drama – v. o. leg. ingl./leg. port.

Em 1991, quando a Coreia do Sul e a Coreia do Norte lutam ainda pelo reconhecimento como países separados na Nações Unidas, o embaixador da Coreia do Sul em Mogadishu, capital da Somália, recebe um pedido de ajuda do seu “inimigo”, o embaixador da Coreia do Norte, em fuga do caos e massacres que decorrem nas ruas. Filme candidato aos Óscares 2022 pela Coreia do Sul.

 

E para terminar a noite pelas  

23:15 Duyster, um filme da dupla Thomas Vanbrabant e Jordi Ostir, 80’ (Bélgica) – Cenas Eventualmente Chocantes – Drama Fantástico / Horror – v. o. leg. ingl./leg. port.

e que terá a apresenta-lo também em palco, isto é, para além dos realizadores seis elementos das equipas técicas e artística.
Duas estudantes fazem um trabalho sobre um carrasco da Inquisição do século XVII e procuram vestígios dos casos em que esteve envolvido para compreenderem uma sociedade que permitia matar como bruxas centenas de mulheres com os maiores requintes de sadismo. Mas o que as estudantes encontram é bem mais perturbador. Com imagens muito chocantes, este filme foi o vencedor do Prémio do Júri no Festival de Horror e Fantástico de Salto. Primeira longa–metragem dos dois realizadores.


E no Pequeno Auditório

16:15 PCP Prémio Cinema Português Melhor Filme – Antestreias Mundiais 107’ – v. o. port.
Jornada de Papel • Emanuel de Oliveira, Maria Ana Marques, 7’ 40’’ (Port)
Mesmo com barcos feitos de papel é possível expressar o que é a Humanidade e sentimentos como o amor, a generosidade e a solidariedade.

Refém • Pedro Mira, 15’ (Port)
Uma jovem é levada acorrentada para uma casa abandonada. O que esconde o seu carcereiro?

Skull 2: A Variation or the Wars to Come • Luís Miranda, 2’ (Port)
Um dos arquétipos e ícones visuais do cinema, a caveira, e o que ela significa, enquanto representação nas artes visuais e no cinema. Cinema Experimental.

Fruta Tocada por Falta de Jardineiro • Pedro Senna Nunes, 8’ (Port)
Expressar–se faz parte do ser humano. A água enquanto fonte de uma vida impossível, embala e consolida a figura de uma jovem mulher. Com poema de Jorge Listopad.

Misericórdia • Gonçalo Loureiro, 11’20’’ (Port)
Uma mulher vagueia pela floresta. Cenas de misticismo e fantasia onde as sombras espreitam.

Dilúvio • Eduardo Cruz, 35’ (Port)
Isolada da civilização, uma família luta para sobreviver e ultra passar uma tempestade. Lá fora, a chuva não para.

Atrás da Porta • Tom Freitas, Bruno Acosta, Inês Paredes, 9’ 05’’ (Port)
Que monstros são os que se escondem atrás da porta? Se lhes abro a portam eles entram para sempre…

Meu Castelo, Minha Casa • José Mira, 15’ – Extra Competição (Port)
Um treinador de ténis exige demasiado aos seus pupilos. O que se passa com eles?

Meu Castelo, Minha Casa


Nota: A ordem de exibição pode variar.

 

18:15 CL Fantas Classics • Hollywood Stars Suddenly, Last Summer Joseph L. Mankiewicz, 114’ (E.U.A.) – 1959 – v. o. leg. port. br.
Se há estrela luminosa nos anos 50 é Elizabeth Taylor que começara como actriz criança ainda. Este é o filme que a lança como estrela adulta e baseado numa peça de Tennessee Williams. Mais tarde, Taylor brilha em “Cleopatra” realizado também por Joseph L. Mankiewicz em 1963. E torna–se a vencedora de dois Óscares, por “Butterfield 8”, em 1960, e por “Who’s Afraid of Virginia Wolf?” em 1966. Taylor é neste filme uma mulher belíssima avaliada por um psiquiatra (Montgomery Cliff) para ser lobotomizada, a pedido da tia (Katharine Hepburn) depois de uma morte na família.


21:15 CF Alchemy of the Spirit Steve Balderson (E.U.A.), 92’ – Fantástico – v. o. ingl. – Antestreia Europeia
Oliver, um artista que sobe em notoriedade, enfrenta a morte da mulher. O seu espírito volta 5 vezes, habitando uma dança entre a Vida, a Arte e a Morte. O realizador Steve Balderson visitou o Fantasporto em 1999 para apresentar “Pep Squad”.


23:15 CF/OE xxxHolic Mika Ninagawa, 110’ (Jap) – Fantástico /Manga – v. o. leg. ingl. – Antestreia Mundial
Um estudante chamado Watanuki quer uma vida normal. Para se ver livre do que o atormenta, é guiado por uma borboleta até uma loja de uma bruxa onde se lê “posso satisfazer qualquer desejo”. No entanto, cada desejo concedido tem um preço. Uma superprodução belíssima baseada numa manga muito popular de Clamp, cheia de fantasia e acção, onde está presente a grande tradição estética japonesa.


 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.