Central Comics

Banda Desenhada, Cinema, Animação, TV, Videojogos

Fantasporto 2019: Programa de 26 de Fevereiro

O quinto dia da 39ª edição do Fantasporto conta com grandes novidades que devem ver, destacando o filme húngaro X – The Exploited de Károly Mészáros. Vejam aqui a programação para o dia 26 de Fevereiro.

Fantasporto2019_poster

TERÇA, 26 FEVEREIRO

GRANDE AUDITÓRIO

15:30 – Demon Eye
Ryan Simons – 87’ (GB) – CF – WORLD PREMIERE – Terror/Sobrenatural
Sadie volta da America para o reino Unido para habitar a casa do pai, depois do suicídio deste e para descobrir uma realidade onde o sobrenatural se mistura com o passado da família. Um misterioso amuleto que encontra vai despertar dois demónios que tem de derrotar. Do realizador de Seizure (2016).

17:30 – Living Space
Steven Spiel – 80’ (Australia)
Namorados desde a universidade, Brad e Ashley penetram no coração da Alemanha. As suas férias românticas dão uma volta inesperada quando chegam a uma casa onde encontram um antigo oficial das SS. Entram com ele numa espiral psicológica que lhe vai mostrar que nem todos os espaços são habitáveis.

21:00 – School Service
Louie Lagdameo Ignacio – 95’ (Filipinas) – SR/OE – Drama
As crianças estão a salvo quando vão para a escola? O filme segue a trágica história de Maya, uma menina raptada e que é mandada como pedinte para as ruas violentas de Manila, sorte partilha com outras crianças. Do realizador de Laut, premiado no Fantasporto 2018, é mais um exemplo da vitalidade do actual cinema filipino.

23:00 – The Fare
D. C. Hamilton – 80’ (EUA) – CF – WORLD PREMIÈRE – Fantasia/Drama
Um taxi, conduzido por Harris, apanha uma jovem, Penny, levando a uma atracção imediata. Isto até que ela literalmente desaparece do assento de trás. Quando a confusão dá lugar à realidade, ele acerta o taquímetro e é transportado para o momento em que ela entra no carro. Os dois têm de compreender o que se passa. A vida de Harris mudará para sempre. Segunda longa-metragem do realizador e um dos filmes mais originais da colheita deste ano.

PEQUENO AUDITÓRIO

15:15 – PRÉMIO CINEMA PORTUGUÊS – MELHOR ESCOLA (65’) – v.o. port.

INSTITUTO PORTUGUÊS DE FOTOGRAFIA
SamSara, por Ana Silva – 4’14’’ (Port)
Saudade, por Andreia Matos – 2’9’’ (Port)
Nica, por António Almeida – 4’ 5’’ (Port)
Nostalgia, por Catarina Dessa – 2’ 54’’ (Port)
Sem Cor, por Clara Araújo – 3’52’’ (Port)
Prelúdio, por Diana Sá, Hernâni Sousa – 1’ (Port)
Self-Destruction, por Micael Afonso – 4’ (Port)
Sonho. Não sei Quem Sou, por Sara Ferreira – 4’ 07’’ (Port)
Mind’s Limits, por Susana Meneses – 2’44’’ (Port)
Cam #1, por Tomás Pedro, Pedro Sardinha – 1’ 4’’ (Port)

UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR
Um Marco No Futebol, por José Caetano – 10’ (Port)
Eikasia, por Francisco Morais e Miguel Pinto – 24’29’ (Port)

17:15 – X – The eXploited
Károly Mészáros – 111’ (Hungria) – SR/Retro-Hungria – v.o. leg. Ingl. – Thriller
Uma mulher-polícia tem ataques de pânico graves. Por outro lado, vai ter de lidar com o que ela pensa que é a maior conspiração na Hungria contemporânea. Parece que ela não tem hipóteses de desvendar o sangrento mistério. Segunda longa-metragem do realizador de Lisa, The Fox-Fairy, vencedor do Prémio de Melhor Filme do Fantasporto 2015.

21:15 – Reborn
Julian Richards – 78’ (EUA) – CF – v.o. leg. Ingl. – Terror
Uma bebé, considerada morto à nascença é reavivada por um choque eléctrico e é levada pelo técnico da morgue. Dezasseis anos mais tarde, Tess que possui controle sobre a electricidade, foge e tenta saber quem é a mãe e parte à procura, deixando atrás um rasto de sangue . Por seu lado, a mãe procura fechar essa parte do passado e a dor que lhe causou a perda do bebé. Com Kayleigh Gilbert, Barbara Crampton, Michael Paré e Rae Dawn Chong, do realizador de Darklands e The Last Terror Movie.

23:15 – Bad Poems
Gábor Reisz – 97’ (Hungria) – P&P/Retro-Hungria – 2018 – v.o. leg. ingl. – Comédia/Drama
Tamás, de 33 anos, está de coração partido depois da namorada Ana, que ganhou uma bolsa de estudos para Paris, o ter abandonado. Caindo numa espiral de recriminação, Tamás inicia uma viagem pelo seu passado e chega à conclusão de que o amor só existe quando está praticamente no fim. Com 4 prémios no Festival de Turim (Prémio Especial do Júri, Prémio Argumento, Prémio Scuola Holden, Prémio Avanti do Júri para Melhor Filme).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.