Evento: Arranca a votação do XII Troféus Central Comics!

central comics festComo sempre, o Troféus Central Comics (TCC) incide sob as melhores obras, profissionais e amadoras, e autores publicados em Portugal no ano transacto, que, com a intervenção de um júri composto por personalidades de reconhecido mérito no nosso mercado de banda desenhada, apresenta aos leitores e profissionais do sector um leque de categorias onde as preferências e votos da maioria determinam os vencedores. [fbshare]

Promovido pelo portal Central Comics, este ano os jurados integram: Pedro Vieira Moura (crítico em LerBD, pedagogo, escritor e promotor de eventos), Nuno Pereira Sousa (crítico em BandaDesenhadas e promotor do programa Bandas), Carlos Cunha (jornalista, crítico e director e coordenador editorial da Juvebêdê), Paulo Monteiro (autor de BD, ilustrador, director da Bedeteca de Beja e Festival Internacional BD de Beja, e Esgar Acelerado (autor de BD, ilustrador e editor de fanzines), além de Hugo Jesus, administrador do portal.

Há a salientar a introdução de uma nova categoria – como havíamos prometido fazer, caso tal se justificasse – dedicada às edições periódicas, sendo que desde 2013 tem sido notável um aumento da aposta neste formato, de novo tornando as edições em papelarias e bancas um meio de acesso do público à BD. Mais informação sobre a categoria Melhor Publicação Periódica (TCCP) pode ser consultada no regulamento do TCC.

Ainda, foi feita outra alteração, na categoria Melhor Publicação Técnica, frequentemente criticada por ter uma designação aparentemente insuficiente, não obstante ter parâmetros descriminados no regulamento. Será, doravante, indicada como Melhor Publicação Relacionada (TCCR), sem alteração aos ditos parâmetros.

XII Troféus Central Comics

Sob adventos contra a nossa vontade e aos quais somos alheios, este ano, excepcionalmente o período de votação será curto – uma votação relâmpago, aliás! – que decorre de 1 a 10 de Julho!

Apelamos a todos os visitantes, leitores e profissionais que nos apoiem neste objectivo e votem nos seus favoritos – AQUI!

Para votar, NÃO É PRECISO QUALQUER REGISTO, só seguir as seguintes regras:

1) Cada votante só pode participar 1 vez;

2) Cada votante deve identificar-se nos campos de dados pessoais;

3) Cada votação precisa de preencher no min. 5 (de 10) categorias.

Outras questões podem ser dirigidas para geral@centralcomics.com

O Central Comics Fest decorre dia 12 de Julho, Sábado, no Hard Club do Porto (antigo Mercado Ferreira Borges), das 11h às 20h, tendo a entrega dos prémios lugar às 17h30*, no auditório principal. Mais informação em http://evento.centralcomics.com

 

– Faz a tua votação aqui –

 

Nomeados:

1. Melhor Publicação Nacional (TCCN)

As Fantásticas Aventuras de Dog Mendonça & PizzaBoy III – Requiem (Tinta da China)

Kassumai (Chili com Carne)

O Desenhador Defunto (Chili com Carne)

Os Labirintos da Água (Quarto de Jade)

Sombras (Pato Lógico)

2. Melhor Publicação Estrangeira (TCCE)

Ardalén (Asa)

Duas Luas (Polvo)

Morro da Favela (Polvo)

Rugas (Bertrand)

Super-Homem: Herança Vermelha (Levoir)

3. Melhor Publicação Clássica (TCCC)

Batman: Saga de Ra’s Al Ghul (Levoir)

Crise nas Terras Infinitas 2 (Levoir)

Lanterna Verde/Arqueiro Verde: Inocência Perdida (Levoir)

Príncipe Valente v9 – 1953-1954 (Bonecos Rebeldes)

Rosa Delta sem Saída (Polvo)

4. Melhor Publicação Humor (TCCH)

A Criada Malcriada (Objectiva)

As Aventuras de um Motard v6 (Motociclismo)

Baby Blues v30 – Indo eu, Indo eu, a Caminho do Museu (Bizâncio)

Pérolas a Porcos v9 – 50 milhões de Fãs não podem estar Enganados (Bizâncio)

Zits 17 – Estar Morto é o Contrário de estar Vivo (Gradiva)

5. Melhor Publicação Periódica (TCCP)

Disney Comix (Goody)

Graphic MSP (Panini)

Os Vingadores (Panini)

Pelezinho: Edição Histórica (Panini)

Tex (Mythos)

6. Melhor Publicação Independente (TCCI)

BDLP #3 (Grupo Extratus/Olindomar)

Crónicas de Arquitectura (Mundo Fantasma/Turbina)

Efeméride #6 – 1 de 4: Heróis de BD no Séc. XX (Geraldes Lino)

Living Will #1 (Ave Rara)

LoverBoy na Feira das Vanessas (Chili com Carne)

7. Melhor Publicação Relacionada (TCCR)

Anos Dourados (Mundo Fantasma)

BDJornal #30 (Pedranocharco)

Comic Transfer (Polvo)

Cru #49 – Especial Ódio! (E.I.A.!)

JuveBêDê #54 (Juvemedia)

8. Melhor Obra Curta (TCCO)

Água, de André Oliveira (texto) e Jorge Coelho (arte) – Cais #180

Basket 666 – parte 1, de Catarina João (texto) e Daniela Viçoso (arte) – Zona Nippon v2

Dr. Croissant, de Afonso Ferreira – Cru #49

O Quadro, de Phermad – Espaço Marginal #0

Sayonara, de Susana Resende – Zona Nippon v2

9. Melhor Argumento (TCCArg)

André Oliveira (Living Will #1)

David Soares (Palmas para o Esquilo)

Fernando Relvas (Rosa Delta sem Saída)

Marta Monteiro (Sombras)

Francisco Sousa Lobo (O Desenhador Defunto)

10. Melhor Arte (TCCArt)

Diniz Conefrey (Os Labirintos daÁgua)

Fernando Relvas (Rosa Delta sem Saída)

Francisco Sousa Lobo (O Desenhador Defunto)

Joana Afonso (Living Will #1)

Marta Monteiro (Sombras)

 

 

* A hora ainda poderá ser alterada nos próximas dias.

 

  Harrow County Vol. 8 - Um Último Regresso

Hugo Jesus

Co-criador e administrador do Central Comics desde 2001. É também legendador e paginador de banda desenhada, e ocasionalmente argumentista.

You may also like...

2 Responses

  1. Reignfire diz:

    Melhor Publicação Estrangeira (TCCE):

    André Diniz teve direito a duas de 5 nomeações? Uma não chegava? Que bom pra ele, pois tem duas vezes mais hipótese de ganhar em relação a Miguelanxo Prado, Mark Millar e a Paco Roca.

    Melhor Publicação Periódica (TCCP):

    Não concordo que Graphic MSP (Panini)seja aqui considerado. Graphic MSP não é o nome de capa dos livros, mas dum selo que identifica uma linha de títulos duma editora. Seguindo esta lógica, à uns anos os livros da Mancha Negra da Vitamina BD também poderiam aqui ser incluídos. Ou então os TPB’s que saem atualmente pela Panini, sob o título Marvel Now. E estes livros do Graphic MSP não têm nada de periódico, sai quando dá.

    Tex?! Aceitam a nomeação dum título, que posso dizer, que nunca vi à venda em lado nenhum?!

    Vingadores da Panini?! Aposto que os leitores reconhecem títulos bem melhores na Panini PT-BR: Aranha ou Lanterna Verde estão uns furos acima desse. Então Batman, nem se fala.

    E já que estes prémios em determinada categoria podem premiar publicações importadas, na minha opinião, poder-se-ia ter criado uma outra opção de Melhor Publicação Importada em Língua Portuguesa em que consideravam aí os Graphic MSP com os nomes próprios – Laços e Magnetar, assim como o Daytripper que saiu pela Panini, e outros livros que tenham saído cá prás livrarias pela Devir Brasil.

  2. Hugo Jesus diz:

    Reignfire:

    1. O processo de eleição é simples: os jurados indicam os seus 5 favoritos em cada categoria e os eleitos finais são definidos matematicamente. Compreendo o que dizes e pessoalmente também preferia que não houvesse 2 obras dum autor em votação (e isso foi discutido entre o júri), não pelo motivo que indicas mas porque, ao haver 2 livros, é maior a probabilidade desse autor NÃO vencer, porque os seus fãs provavelmente vão a dispersar votos que juntos podiam talvez elegê-lo vencedor. É pontual termos de optar por uma de duas obras do mesmo autor, por serem demasiado similares, dando assim hipótese a uma 3ª obra de poder concorrer – por exemplo, aconteceu este ano com o vol.1 e vol.2 do Crise nas Terras Infinitas. Mas no caso do André Diniz em concreto foi entendido que os álbuns são suficientemente diferentes entre si para se manter o resultado da aferição. O runner up teria eleito As Águias de Roma: Livro IV, a título de curiosidade.

    2. Quanto à Graphic MSP, em casos de títulos seriados, por ser difícil separar um nº especialmente favorito face a outros, optamos por indicar o nome mais genérico possível. Como o projecto MSP tem trabalhos muito diferentes entre si, embora com o mesmo conceito, decidimo-nos pela designação genérica da divisão editorial, que para os títulos distribuídos em Portugal no ano passado, adquire na realidade um contexto de “colecção”. Podes discordar, mas não foi uma decisão à toa.

    3. Os Tex são tão ou mais facilmente encontrados nas bancas como as revistas Panini. Não sei se não chegam a Aveiro, mas pelo menos por aqui, encontram-se em vários lados.

    4. Sobre os Vingadores, já entramos em matéria de gosto. Dado que boa parte de 2013 foi dedicado à tradução do mega-evento AvX, o título dos Vingadores teve um destaque especial. Talvez tenha sido por isso que os jurados que o elegeram optaram por ele.

    5. Só na categoria “Periódica” é que permitimos a inserção de publicações em língua portuguesa dos CPLP, de resto, têm de ser edições portuguesas, no “nosso” português. Por isso é que livros como o Daytripper não pode ser considerado.

    De resto, a votação foi muito renhida e houve muitos autores talentosos e obras fantásticas que tiveram de ser descartadas, pelos motivos que referi no 1º ponto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *