Central Comics

Banda Desenhada, Cinema, Animação, TV, Videojogos

Crítica: Justice League #1 e Detective Comics #1

31 de Agosto de 2011 foi a data esperada por muitos dos que gostam de banda desenhada, foi lançado o primeiro comic do Novo Universo DC (DCNU). Justice League #1 escrito por Geoff Johns e desenhado por Jim Lee. A antecipação era tanta que este comic terá vendido cerca de 200 mil copias e havendo lojas de comics a abrir à meia-noite de quarta-feira (dia em que saem os comics nos USA) para saciar a curiosidade dos fãs.

Justice League #1

Para se perceber a dimensão deste evento, no segundo lugar do ranking ficou o Flashpoint #5 com 94,547 cópias e no terceiro ficou Fear Itself #5 (da Marvel) com 90,914 cópia. O Justice League já é um dos comics mais vendidos dos últimos anos e uma grande ajuda à indústria que tem vindo a perder leitores todos os meses.
Este Justice League lê-se como quem bebe um shot de água. Achas a comparação estranha? Nem por isso, o comic lê-se num instante, tem boa história mas sabe a pouco. Quando se acaba de ler a pergunta que se coloca é: quando sai o próximo?
Nota-se que estamos no início de algo, mas não se sabe bem a dimensão, apenas sabemos que neste comic Geoff Johns junta o Batman, o Green Lantern, o Cyborg sem poderes, e no fim aparece o Superman (como um ar muito ameaçador). Tem acção , tem alguns indícios sobre como vai ser a relação entre o Batman e o Green Lantern (o que me provocou alguns sorrisos) e é um bom início para quem nunca leu Justice League.
Começa com o Batman a lutar com um vilão e a ser interrompido por um Green Lantern que diz “You’re real?” (e esta nem é a melhor frase da semana, vamos já a ela), percebe-se logo que a relação entre ambos vai ser conflituosa e também se percebe que eles não se conhecem nem sabem se o Superman existe.
Este é mesmo um Reboot dos personagens da DC. Por isso acaba por ser natural que estes personagens não se conheçam nem tenham qualquer histórico de aventuras e desventuras. Estamos claramente a assistir à criação de um novo universo na DC algo que pode ser muito importante para atrair novos leitores.
Numa escala de 1 a 100 considero que este tenha uma nota de 75, talvez se esperasse um pouco mais para um comic tão esperado, mas não duvido que o que aí vem vai ser muito melhor.

Opinião: 75/100

[ad#post-largo]

Detective Comics #1

Já em Setembro saíram novos, e muito esperados comics, como o Detective comics #1, Actions comics #1, Green Arrow #1, Green Lantern #1 e Batwing #1. Mas só um destes tem a melhor frase do mês:
“This is a violation of my civil rights! A man should be able to slaughter in peace!” – em Detective Comics #1.  É necessário revelar quem disse isto?
Tony Salvador Daniel escreve e desenha este comic sobre o Joker com alguma partes em que aparece o Batman. É mesmo assim. A primeira e a última página deste comic tem o Joker (embora na última parte apenas aparece uma parte dele….) e no meio tem um Batman a correr para apanhar esta fantástica personagem que é o Joker.
O pouco que conhecia do Tony Daniel não me fazia ser um fã dele, sempre tive ideia que não era grande escritor, mas com esta história acho que vou mudar de ideia.
Fui uma leitura mais do que satisfatória e um excelente aproveitamento das características dos personagens. Tony Daniel consegue ser surpreendente e manter o interesse do princípio ao fim.
Vale a pena lembrar que o fardo dele não é leve, o anterior escritor de Detective Comics foi Scott Snyder, que é a nova estrela da DC e tem nas suas mãos American Vampire (a série ongoing e a miniserie), Swamp Thing, Batman: Gates of Gotham e a nova série ongoing do Batman.
Para mim a passagem do Scott Snyder pelo Detective Comics foi do melhor que já tive o prazer de ler e o Tony Daniel parece querer dar continuação ao bom trabalho do seu antecessor.
Este reboot da DC é uma excelente oportunidade para novos leitores começarem a ler comics agora, para antigos leitores da DC e até para habituais leitores da Marvel. E certo que é habitual verem-se reboots a alguns personagens de vez em quando, mas nunca se viu nada como o que a DC esta a fazer agora e esta ousadia já esta a colher frutos!

Opinião: 90/100

E agora algo completamente diferente:
The prize for the oddest and most painful customer loyalty program goes to AlleyCat Comics in Chicago — make 50 purchases, punch a store employee in the gut. [Chicago Tribune]

Ate à próxima.
Nelson Vidal