Crítica: Daredevil #11 e #12

Há cerca de um ano a Marvel decidiu fazer um “reenquadramento” de alguns títulos, e a revista Daredevil foi uma das revistas que beneficiou muito com esta estratégia.

daredevil #12 - page 5Ao longo destes últimos meses Mark Waid tem desenvolvido um trabalho notável. Todas as revistas lançadas tem uma elevada qualidade tanto em termos de escrita como em termos de desenho e apesar de o escritor usar muitas caixas de texto a revista nunca tem uma leitura aborrecida. Antes pelo contrario, torna-se uma leitura que requer mais atenção mas que vale bem cada minuto que se dispensa.[fbshare]

Este Daredevil #11, é o ultimo número de um crossover com as revistas Avenging Spider-Man #6 e Punisher #10 e é mais um passo seguro no caminho que esta serie tem seguido.
Uma parte importante do que Mark Waid tem escrito nos últimos meses está relacionado com uma base de dados chamada OMEGA DRIVE, que supostamente tem todos os dados sujos e secretos acerca de varias associações criminosas.
E este crossover (The Omega Effect) conta o confronto entre estas organizaçoes e as 3 personagens principais das revistas que interveem neste mini-evento da Marvel, por isso podemos contrar com muitos confrontos fisicos (AKA: porrada 🙂 )
Infelizmente este não é o melhor comic deste serie, porque acaba por ser um pouco redutor (limita-se a alguns confrontos e a uma boa conversa entre alguns personagens) e pouco surpreendente (na medida em que no fim de tudo o que se lê não há um grande desenvolvimento na historia)

  Cinema: Crítica - O Falcão Manteiga de Amendoim (2019)

Nota: 7 em 10

previews O Lobo Mau

daredevil #12 - coverVoltadas 2 semanas chega-nos a revista Daredevil #12 e começo por dizer a nota: 9,5 em 10.

Acho que fica melhor em inglês se disser :
This comic is f****g HOT!
Isto porque não é muito comum ver este nivel de erotismo num comic mainstreem.
Nesta revista Matt Murdock tem um encontro com a sua mais recente aspirante a namorada, mas o que nos prende não é esse encontro numa feira popular, mas os constantes flashbacks decorrentes do dialogo entre Matt e a sua nova amiga (Kirsten McDuffie).
A execução é magistral, e é de salientar a forma fluída e natural como tudo vai acontecendo. Ficamos as conhecer melhor a forma como eles se tem encontrado em contextos diferentes e também ficamos a saber como Foggy se tornou o melhor amigo de Matt.
Esta é uma das melhores revistas desta serie e é uma das melhores capas que se podem encontrar nos últimos tempos.

Este é, sem duvida, um excelente comic para se acompanhar!

NV

As primeiras páginas de Daredevil #11
daredevil #11 - page 1  daredevil #11 - page 2 daredevil #11 - page 3 daredevil #11 - page 4

As primeiras páginas de Daredevil #12:
daredevil #12 - page 1daredevil #12 - page 2 daredevil #12 - page 3 daredevil #12 - page 4daredevil #12 - page 5

Hugo Jesus

Co-criador e administrador do Central Comics desde 2001. É também legendador e paginador de banda desenhada, e ocasionalmente argumentista.

You may also like...