Central Comics

Banda Desenhada, Cinema, Animação, TV, Videojogos

Colecção Heróis Marvel – Série II: Os conteúdos, parte 2

Doutor Estranho Juramento Contra-CapaVoltamos a falar da colecção Heróis Marvel – Série II, cuja primeira série foi a grande surpresa deste ano no que refere a lançamento de banda desenhada em português, por voltarmos a ter BD norte-americana (e não só!), em grande quantidade e com regularidade, durante 15 semanas. A Central Comics debruça-se agora na 2ª metade desta Série II, que começa hoje com a distribuição do volume “Dinastia de M.”[fbshare]

Doutor Estranho Juramento - CapaHeróis Marvel – Série II: Dr. Estranho – O Juramento
A história que dá nome a este álbum foi escrita pelo multi-premiado Brian K. Vaughn, que escreveu o inesquecível “Fábula de Bagdad” (BDmania), mas que se deu a conhecer aos leitores com a sub-valorizada série “Swamp Thing”, atingindo depois o topo com o quasi-clássico “Y, the Last Man” e também enquanto coordenador da história da série televisiva Lost/Perdidos. A arte ficou a cargo do autor Espanhol Marcos Martin, que após este trabalho já proporcionou aos fãs o seu traço original nas BDs regulares de Homem-aranha e Demolidor.
O álbum é completado com histórias dos anos 60 retiradas da série “Strange Tales”, assinadas por Stan Lee e Steve Dikto, a dupla que criou o Mago Supremo. O Juramento é uma mini-série de 2007, que ajudou a revitalizar esta personagem para o novo milénio.

Conteúdos (192 páginas):
Strange Tales 110
Strange Tales 111
Strange Tales 114
Strange Tales 115
Strange Tales 126
Strange Tales 127
Strange Tales 169
Dr Strange: the oath 1
Dr Strange: the oath 2
Dr Strange: the oath 3
Dr Strange: the oath 4
Dr Strange: the oath 5

Heróis Marvel – Série II: Homem-Aranha – O Reino
Homem-Aranha O Reino - capaLançada originalmente em 2008, esta polémica mini-série transporta-nos para um futuro alternativo de Peter Parker no qual se passaram três décadas após este ter abandonado a “carreira” de Homem-Aranha, actualmente vivendo atormentado pelo seu trágico passado e pela morte da sua esposa, Mary Jane. O talentoso Kaare Andrews é o artista/argumentista encarregue de tentar fazer com O Reino, aquilo que Frank Miller havia feito para Batman, com “O Regresso do Cavaleiro das Trevas.”
O livro é fechado com a emotiva história isolada Flores para Rino, publicada em “Spider-Man: Tangled Web” nos #5 e #6, escrito e desenhado por Peter Milligan e Duncan Fegredo, respectivamente.

Conteúdos (208 páginas):
SPIDER-MAN: REIGN 1
SPIDER-MAN: REIGN 2
SPIDER-MAN: REIGN 3
SPIDER-MAN: REIGN 4
Spider-Man: Tangled Web 5
Spider-Man: Tangled Web 6

Heróis Marvel – Série II: Demolidor – Renascido
Demolidor Renascido CapaMuito desejado pelos fãs desta colecção, eis que chega finalmente um álbum dedicado ao principal herói cego da Casa das Ideias. O Demolidor chega-nos assim com uma das mais importantes e marcantes sagas deste advogado/vigilante, que marcou toda uma geração e permanece um marco dos comic-books, onde o herói é por fim derrotado, em toda a linha, pelo seu inimigo, o Rei do Crime. E Born Again não é apenas uma das melhores histórias do Homem sem Medo, mas também das mais conseguidas peças do seu autor, Frank Miller, que com este trabalho chegava ao topo da sua popularidade até então. É preciso dar crédito ainda ao traço marcante de David Mazzucchelli, que tão ilustrou indelevelmente as palavras de Miller.
Concluindo o livro, teremos ainda o prazer de ler “Daredevil” #220, escrito por Denny O’Neill e desenhado pelo mesmo Mazzucchelli.

Conteúdos (200 páginas):
Daredevil 227
Daredevil 228
Daredevil 229
Daredevil 230
Daredevil 231
Daredevil 232
Daredevil 233
Daredevil 220

Heróis Marvel – Série II: Wolverine – Arma X
Wolverine Arma X - CapaO baixinho canadiano, muito popular entre nós (e, enfim, em todo o mundo civilizado…!) teve direito a dois álbuns nesta segunda série. Uma proeza única, alcançada apenas por ele, sendo que as outras reprises são de grupos de heróis (X-Men e Vingadores). Este volume é mais um clássico de Wolverine, editado originalmente em treze edições da série “Marvel Comics Presents”, em 1991. Escrito e desenhado por um dos grandes nomes dos comics, o autor britânico Barry Windsor-Smith, a saga Arma X desvendou pela primeira vez, em violentos detalhes, como obteu Logan o seu esqueleto revistido de Adamantium e porquê, entrando directo na categoria de “história forçoso de ler e ter por qualquer fã decente de Wolverine”, agora finalmente em português de Portugal e numa edição belíssima em capa dura.
Completam o livro outros dois comics não-menos clássicos: as histórias isoladas “The Uncanny X-Men” #205, intitulada Lobo Ferido, onde o Wolverine é acossado por Lady Letal e três mercenários, massacrados durante a passagem anterior de Logan pelo Clube do Inferno (no volume 2 desta Série II), todos tornados ciborgues para melhor efectuarem a sua vingança no herói; e “Wolverine” #166, pela dupla Frank Tieri e Sean Chen, com participação especial de Barry Windsor-Smith, que leva o herói mutante de volta aos laboratórios da Arma-X, recuperada para o novo milénio…!

Conteúdos (192 páginas):
WEAPON X – MARVEL COMICS PRESENTS 72
WEAPON X – MARVEL COMICS PRESENTS 73
WEAPON X – MARVEL COMICS PRESENTS 74
WEAPON X – MARVEL COMICS PRESENTS 75
WEAPON X – MARVEL COMICS PRESENTS 76
WEAPON X – MARVEL COMICS PRESENTS 77
WEAPON X – MARVEL COMICS PRESENTS 78
WEAPON X – MARVEL COMICS PRESENTS 79
WEAPON X – MARVEL COMICS PRESENTS 80
WEAPON X – MARVEL COMICS PRESENTS 81
WEAPON X – MARVEL COMICS PRESENTS 82
WEAPON X – MARVEL COMICS PRESENTS 83
WEAPON X – MARVEL COMICS PRESENTS 84
WOLVERINE 166
UNCANNY X-MEN 205

Heróis Marvel – Série II: Novos Vingadores – Guerra Civil
Novos Vingadores Guerra Civil capaEste é o segundo álbum da colecção cujo argumento é da autoria de Mark Millar, bem-sucedido escritor, responsável por algumas BDs transpostas ao cinema, como Wanted (BDmania) e Kick-Ass, aqui em parceria com o artista Steve McNiven (Wolverine: O Velho Logan). Nesta aventura de proporções épicas, uma das mais ousadas mega-segas da Marvel nos últimos anos, “Novos Vingadores: Guerra Civil“ põe, em lados opostos, equipas de super-heróis lideradas pelo Homem de Ferro e Capitão América, após uma explosão relacionada com um combate entre heróis e vilões vitimar toda uma escola primária cheia de crianças. Cada qual lutando pela manutenção dos seus ideais: a primeira facção, propõe e força a auto-regulamentação e registo de todos os heróis mascarados, como forma de os responsabilizar por danos colaterais ocorridos nos seus actos de vigilantismo; a outra facção, rebelde, encara essa medida como uma violação dos seus direitos inalienáveis e sabotagem da sua identidade secreta.
Com esta luta entre heróis, após a qual nada voltou a ser o mesmo, chega ao fim (apoteótico!) esta colecção de BD promovida pela Levoir, distribuída em parceria com o jornal O Público.

Conteúdos (192 páginas):
Civil War 1
Civil War 2
Civil War 3
Civil War 4
Civil War 5
Civil War 6
Civil War 7

Como sempre, continuaremos a revelar semanalmente antevisões dos novos volumes, às segundas-feiras.

HJ

[ad#cabecalho]

11 thoughts on “Colecção Heróis Marvel – Série II: Os conteúdos, parte 2

  1. Excelente 🙂 esta 2ª série é ainda melhor que a 1ª…É pena que não haja mais parceria como esta, pois já deu para perceber que encerra assim esta colecção maravilhosa e lá teremos de ficar novamente com o vazio de não haver editora que publique comics em PT.

  2. Magnifico !!
    Até agora não falhei nenhum desses magníficos livros !!

    Só espero é brevemente ver uma mesma edição para o mundo DC !!!

    Publico se me ouves, não podes falhar !! =D

  3. Um misero capítulo de 8 páginas num hardcover inteiro!!!

    A sério, há tanto material por onde pegar…Marvel Fairy Tales (Lemos, Tercio, Plati), Ultimate Spider-Man (Nuno Plati já vai no terceiro número, não falando dos vários one shots que ele já fez), John Carter, Nomad, X-23 e Onslaught Unleashed (Andrade).

    Proponho um OMNIBUS para encerrar a segunda colecção com todo o material dos autores nacionais na Marvel…isso sim era de valor…ofereço-me já para fazer a tradução e adaptação à borla para a Levoir.

  4. já vi que sim! não sei porque mas lembro me que a versão Portuguesa do Brasil, estava descrita na altura como “a queda de Matt Murdock” (Renascido) faço minhas a tuas palavras e peço! : [ FAÇAM O MESMO COM A DC COMICS ] Que colecção seria………………………..

  5. Se houve esta iniciativa para a DC….que bomba!
    só de imaginar sagas como: Novos deuses de jack kirby, monstro do pântano de Alan Moore, superman de J. Bryne; Mulher maravilha de george Perez; Lanterna verde e aquaman de Geof Jonhs…..enfim 🙂 que êxtase.

  6. Olá, tinha um erro nos conteúdos do livro do Demolidor que só hoje tive tempo de corrigir. A back-up story ao Renascido não é o Daredevil #208, mas sim o #220. Houve uma alteração que não tinha sido informado aquando coloquei este artigo on-line.

  7. Venho utilizar este espaço para apresentar algumas ideias e algumas críticas sobre estas 2 coleções. Antes de mais, estou extremamente satisfeito com o facto de termos disponível em português, em capa dura e a um preço que considero muito aceitável, algumas edições que nunca pensei que saíssem por cá! Já comprei 10 livros das 2 coleções e ainda comprarei + 5. Os que não comprei foi pq já tenho edições USA tão boas ou melhores. De facto tenho devorado estas edições, tendo ontem terminado o Dinastia de M, que posso dizer, adorei! Muita gente não gosta do trabalho do Bendis, ou pq acham que o gajo “estraga” completamente alguns personagens descaracterizando-os, ou pq os seus comics se leem em pouco mais que 5 minutos! Mas a verdade é que acho que ele tem boas ideias e sabe passá-las para o papel! Mas foi exatamente após acabar de ler o livro de ontem que decidi avançar com as críticas que vou apresentar a seguir e que se prendem essencialmente com a falta de rigor. Passo a explicar. Em minha opinião, este é um dos grandes problemas da sociedade portuguesa e, infelizmente, também nesta coleção se revela esse problema. Já por aqui falaram em alguns problemas de revisão, com pequenas omissões ou incorreções como um Victor transformado em Viktor, o que, nem considero muito grave! Mas algumas coisas que fui reparando deixaram-me verdadeiramente insatisfeito. Por exemplo, no 1º volume das Guerras Secretas reparei em 2 incorreções que aqui deixo. Na pág. 86 existe uma troca de diálogos entre o Dr. Destino e o Destruidor. Também no 1º volume na pág. 137 colocaram o quadro dos créditos enganado. Utilizaram o do SW #5 (pág. 112), e este nota-se logo pq quem desenha o #6 é o Mike Zeck! Também a utilização da palavra “berserker” me pareceu inapropriada.
    No Dinastia de M o que me deixou realmente desiludido, e aqui sim aplica-se a falta de rigor, prende-se com as capas de House of M! Senão vejamos, pág. 33, está apresentada como House of M #2 e deveria estar como Capa Alternativa de House of M #2; pág. 80, está apresentada como Capa Alternativa de House of M #3 e deveria estar House of M #4; pág. 150, está apresentada como House of M #6 e deveria estar como House of M #7; pág. 206, está apresentada como Capa Alternativa de House of M #8 e deveria estar Capa Alternativa de House of M #6.
    Para além disto, perdemos 2 capas alternativas, uma capa “wraparound” do Joe Madureira para o #1 e uma do Gene Ha para o #4. Mas aquilo que considero inaceitável é a ausência da capa #1 de House of M desenhada pelo Esad Ribic! De facto, não consigo perceber como é que isto passou e ninguém reparou!!
    Também notei 2 utilizações de palavras no masculino que deveriam estar no feminino – pág. 132 a Vampira tá “furioso” em vez de “furiosa”; pág. 147, Namor diz para Vampira “Larga-me, seu nojento” e deveria ser “Larga-me, sua nojenta”.
    Para terminar, aquela que considero a “cereja no topo do bolo”! Guerras Secretas vol. 2, págs. 114 e 115, Destino mata 21 heróis, começamos a contá-los pelas duas páginas – Capitão América, Thor, …, Homem-Aranha e Mulher Aranha… e só lá estão 20!!!!! Esqueceram-se da Mulher-Hulk!!
    Estas são as críticas que deixo, e poderão dizer que dos 10 livros que tenho só apresentei críticas de 3, mas estes 3 foram os que mais gostei e por isso, que mais dei atenção!
    Termino, reforçando a ideia que estas críticas não são destrutivas, mas sim construtivas. Não foi meu intuito denegrir o trabalho de ninguém, mas sim apresentar erros que poderiam ter sido evitados caso tivesse havido mais alguma atenção e o já anteriormente referido rigor! Espero que nos próximos volumes não se verifiquem erros deste género!
    Abraço e continuem a amar os comics!

  8. Ò TóCoelho,Tens muito tempo livre nas mãos, não tens?

    Ainda se fossem páginas impressas ao contrário, agora mexiriquices dessas.

  9. Ó Diogo Semedo, e que tal se fosses fazer traduções e adaptações à borla? Ou talvez ler um Manual de Boas Maneiras? Parece que a Paula Bobone tem uns quantos! Sabes, perdeste uma boa oportunidade para estares calado.

  10. Quando esta serie terminar…deviam fazer a terceira serie e aqui vai alguns titulo que eram fixes para serem editados….um livro sobre o ghost rider e outro sobre o blade…de mega sagas podiam vir a Vingadores a Queda , Guerra Secreta,World War Hulk,
    Preludio Aniquilação
    Aniquilação
    Aniquilação A Conquista,Guerra de Reis,Zumbis da Marvel,O CERCO ,Reinado Sombrio,INVASÃO SECRETA e Fear itself 🙂 espero que venham a publicar a 3 serie…ja que a primeira foi fixe e a segunda que gostei muito mais so por causa da dinastia m e guerra civil 🙂

  11. espero realmente que consigam fazer coleçao 3 ainda estou a comprar estes livros juntamente com os da dc e é a primeira vez que os leio e todas as historias tem sido fantasticas até gostei daquela do spider man reign que o peter parker mata mary jane com esperma radioactivo ahhaha
    mas sim espero que lancem coleçao 3 pois estao msm fabulosas ja agr que historias me aconselhavam a ler sem ser as que estão inseridas nestas coleçoes

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.