Central Comics

Banda Desenhada, Cinema, Animação, TV, Videojogos

Cinema: Crítica – Um Lugar Silencioso (2018)

Não faças barulho em Um Lugar Silencioso! Será este o melhor filme de terror do ano?

[ad#cabecalho]

Em Um Lugar Silencioso, criaturas misteriosas apoderaram-se do planeta Terra e o único meio dos humanos escaparem é fazerem o mínimo de barulho possível. O filme, realizado por John Krasinski, que também interpreta o pai desta família, Lee Abbott, estreia-se na realização após vários anos no papel de Jim Halpert, em The Office, trazendo-nos uma obra única no género enquadrado.

John Krasinski em Um Lugar Silencioso
John Krasinski em Um Lugar Silencioso

Um Lugar Silencioso tem um início completamente inesperado. A família Abbott está em busca de suplementos numa farmácia abandonada e ocorre algo devastador que irá abalar esta família ao longo do filme. A família, constituída pelo pai, Lee (Krasinski), a mãe, Evelyn (Emily Blunt), e os filhos, Regan (Millicent Simmonds), Marcus (Noah Jupe), Beau (Cade Woodward), vivem com um medo descomunal por estas criaturas, limitando a sua comunicação por linguagem gestual. Há que realçar que a falta de contacto verbal não torna o filme aborrecido. Pelo contrário, ao estarmos assentes dos problemas que o som irá trazer, torna-se tudo mais intenso.

A premissa já não bastava ser completamente misteriosa, mas o argumento não se ficou por aqui. Eventualmente, a mãe, Evelyn, fica grávida o que acentua ainda mais a curiosidade em como irá dar à luz num ambiente tão perigoso como este. Além disto, a filha mais velha, Regan, sofre de um problema auditivo que a impede de ouvir qualquer som, forçando o pai a arranjar uma solução para ambos os problemas com o auxílio de livros e objetos que vai encontrando nas suas caminhadas. Tudo neste enredo reforça a questão do som. Este detalhe técnico é um dos mais bem executados no filme, pois consegue mostrar-nos o silêncio sem que este seja completamente silencioso. Os mínimos movimentos, seja do ambiente ou personagens, tornam-se algo penetrante no espetador.

John Krasinski e Millicent Simmonds
John Krasinski e Millicent Simmonds

O pormenor na caracterização das personagens é assim algo bastante fascinante. Esta família não é o típico conjunto de figuras que executam atos ridículos para forçar um progresso num filme de terror. Os seus atos são sempre bem pensados, como por exemplo a forma como caminham entre diferentes espaços, nos quais enchem os trajetos com areia de forma às criaturas não os ouvirem; o ensino deste casal aos seus filhos (interpretados brilhantemente por um elenco muito jovem) a comunicarem através do som e gestos; o modo como Lee planeia ao pormenor o nascimento do seu próximo filho; entre outros. No entanto, os obstáculos são inevitáveis, obrigando esta família a sobreviver com os desenlaces que vão ocorrendo.

Para além do trabalho do elenco jovem já mencionado, os pais interpretados por John Krasisnki e Emily Blunt (No Limite de Amanhã & A Rapariga no Comboio) fazem uma representação verdadeiramente incrível. Ao haver pouca comunicação verbal, o espetador está em constante atenção aos movimentos e expressões faciais das personagens. Por consequência, os dois atores conseguem criar um casal resiliente e destemido que tenta sobreviver e salvar os seus filhos destas criaturas. Existem cenas realmente impressionantes em que o espetador é posto perante uma intensidade abismal, mas o filme não se limita a isso, seguindo para outra cada vez maior, originando uma tensão enorme nas personagens e a quem as visualiza.

Emily Blunt em Um Lugar Silencioso
Emily Blunt em Um Lugar Silencioso

Por fim, as cores e cenários são lindíssimos, relembrando o jogo The Last of Us, e recheados de uma cor verde em que a natureza ultrapassou a industrialização e uma cor vermelha em momentos de perigo. Além disto, o filme não segue o padrão do filme de terror comum em que as criaturas só são mostradas em metade ou através de sombras. Estas técnicas estão obviamente inseridas de modo a acentuar a tensão, mas elas são eventualmente mostradas por completo ao espetador através dos excelentes efeitos especiais.

Noah Jupe e John Kravinski
Noah Jupe e John Kravinski

Um Lugar Silencioso é um filme com um suspense incessante e atuações excecionais que o tornam um dos melhores filmes de terror dos últimos anos.

  • Um Lugar Silencioso estreia dia 3 de maio 2018 nos cinemas.

Classificação: 4,5/5

Tiago Ferreira

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *