Central Comics

Banda Desenhada, Cinema, Animação, TV, Videojogos

Cinema: Crítica – Deadpool 2 – AGORA SEM SPOILERS!!

O fala-barato preferido da internet regressa aos cinemas. Estreou ontem de surpresa nas salas portuguesas o  Deadpool 2, o mercenario mutante fanático por culinária mexicana (não tanto o sabor, mais a entoação) e referências pop.

[ad#cabecalho]

Deadpool 2Wade Wilson (Ryan Reynolds), mais um herói delirante e aliterante da Marvel… perdão, anti-herói da Marvel produzido pela Fox porque os direitos do universo X-Men ainda não migraram.
Com as burocracias de lado encontramos Wade a lamuriar-se porque –SPOILER-(Morena Baccarin) -SPOILOU- quando os –SPOILERS- entraram no –SPOILER- e –SPOILARAM-. Ena que filmaço!

Deadpool 2Convidado pelo Colossus (Stefan Kapicic) para estagiar com os X-Men, Deadpool aproveita a oportunidade para cameos gratuitos e voltinhas na cadeira do Professor Xavier.
É quando uma missão acaba mal Deadpool depara-se com Cable (Josh Brolin), um soldado do futuro parecido com uma certa beringela alienígena megalómana, e depois dão tiros e aparecem coisas e contam-se uma data de piadas irreverentes, infantis, ou uma dose desproporcional e escusada de ambas… não que me esteja a queixar, Deadpool mantém-se uma das melhores personagens da Marvel no cinema, taco a taco com as suas melhores aparições nas BDs.

Deadpool 2Deadpool 2 traz algumas ideias novas para a brincadeira, mas mantém muito do trabalho do primeiro, incluindo piadas alusivas e, de certa forma, levantadas da sua primeira viagem ao cinema (X-Men Origins: Wolverine é efeito Mandela, um pouco como a minha integridade jornalistica).
Para não falar que se torna um pouco preocupante quando já no fim da narrativa o filme decide de certa forma destruir ainda mais a ténue noção de “linha temporal” desta franquia da Fox.

Adicionando à mistura uma sequência em particular demasiado longa, alguns momentos menos engraçados do filme e as piadas que se perdem nos públicos fora da América do Norte, temos aqui um Deadpool com um pouco menos amor à mistura, a meu ver claro.

Alguns remates perfeitos, e alguns chutos para a estratosfera, Wade continua a ser chato e começa a roçar o melganço ainda bem que –SPOILER- no –SPOILER-.

Não tirem conclusões, passem antes pelo cinema que os penteados do Reynolds não se pagam sozinhos.

8/10

-Henrique V.Correia

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *