Central Comics

Banda Desenhada, Cinema, Animação, TV, Videojogos

Cinema: Crítica – Belleville Cop – O Super Agente (2018)

O carismático Omar Sy, que se tornou reconhecido pela sua performance em Amigos Improváveis, regressa numa comédia de polícias em Belleville Cop – O Super Agente.

[ad#artigo]

Neste filme, Sebastian (Omar) é um agente adorável, sempre pronto para ajudar o mais próximo, alegre e adaptável, no entanto, pouco obediente. Num dia, o seu melhor amigo de infância é assassinado enquanto estuda um negócio de drogas local e cabe a Sebastian continuar o seu trabalho. O protagonista, de alcunha “Baaba”, move-se para Miami e junta-se a um polícia céptico local, Ricardo (Ricardo Garcia), para desvendarem este mistério.

É um filme com um ambiente divertido, Baaba quebra constantemente as regras dos seus superiores e colega, aumentando a tensão do enredo. Todavia, a história em si não tem muito por onde explorar à excepção do carisma particular do protagonista que é o que a torna cativante do início ao fim. Baaba possui sempre um tom agradável ao longo do filme, mesmo quando o seu colega mexicano, Ricardo, apresenta motivações gananciosas. Além disto, existem ainda inconveniências com a sua namorada e mãe. Infelizmente, estes detalhes não são suficientes para tornarem o enredo cativante devido ao seu diálogo humorístico embaraçoso e que torna a história altamente previsível e por vezes aborrecida.

Relativamente à história em geral, esta contém uma estrutura pouco original no género buddy-cop. Ao contrário de filmes como Rush Hour onde ambos os protagonistas tinham uma forte personalidade e a história conseguia tornar-se divertida, orgânica e cativante, em Belleville Cop somente Omar Sy parece ser o único interessado em criar algo satisfatório. No entanto, o filme consegue explorar bem o factor multi cultural , indo desde França, na qual se situa o bairro de Belleville em Paris e se centra a história do negócio de drogas, os Estados-Unidos onde ambos os protagonistas trabalham, um pouco do México, terra natal de Ricardo, e ainda um destaque ao ano novo chinês, que pode ser observado no trailer.

Apesar dos problemas que Belleville Cop – O Super Agente apresenta e se tornar rapidamente esquecido, possui certamente o seu público-alvo que irá apreciar durante algumas horas uma escapatória a uma história divertida de Verão.

  • Belleville Cop – O Super Agente estreou a 8 de novembro 2018 nos cinemas

4/10

Tiago Ferreira

[ad#post-largo]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.