Cinema: Análise – Rampage – Fora de Controlo (2018)

Na ocorrência de um desastre científico, vários animais selvagens transformam-se em poderosos monstros gigantes. Dwayne “The Rock” Johnson e o seu amigo gorila, George, são os únicos que nos podem salvar em Rampage – Fora de Controlo.

Rampage - Fora de Controlo estreia dia 12 de abril.

Rampage – Fora de Controlo estreia dia 12 de abril.

“Quando o grande encontra o maior”, ou Big meets Bigger, é o slogan de Rampage – Fora de Controlo, uma mistura entre King Kong e a recente trilogia do Planeta dos Macacos. Neste filme, Davis Okoye (Dwayne Johnson) é um primatologista, um homem que trabalha com primatas no seu quotidiano, dando-se destaque a George, um gorila albino e o último da sua espécie. George é infectado por uma fonte genética experimental e Davis tem a tarefa de o proteger das forças policiais. No entanto, George não é a única vítima desta desordem científica, um lobo e um crocodilo também são afetados e o vírus faz com que os três se tornem cada vez maiores fisicamente. Eventualmente, os culpados deste crime arranjam forma de controlar estes animais e Davis terá de recuperar a consciência de George para combaterem contra as restantes bestas.

George, o último gorila da sua espécie, que terá de se juntar a Dwayne Johnson para salvar a cidade de Chicago

George, o último gorila da sua espécie, que terá de se juntar a Dwayne Johnson para salvar a cidade de Chicago.


Rampage – Fora de Controlo oferece exatamente o que promete, um filme recheado de ação desde o início ao fim. Os efeitos especiais dão à personagem de George uma vivacidade incrível, tornando-se por vezes mais real do que certas personagens secundárias. O detalhe para a criação deste gorila albino é do melhor já visto em cinema e contribui para nos trazer brilhantes momentos de ação e de amizade entre George e o primatologista, Davis. Esta relação é das características mais cativantes do filme, seja pela forma como comunicam entre si, mas também pelos grandes momentos de ação que esta parceria consegue realizar. Porém, não se pode dizer o mesmo acerca dos restantes efeitos especiais, apesar da perfeição na criação destes monstros, nota-se várias vezes a utilização de green screen, bem como efeitos de fumo constantemente inseridos à volta da personagem de Dwayne Johnson. No entanto, isto não arruina as cenas de ação, a destruição de cidades e lutas entre os monstros é constantemente fascinante ao longo do filme.

Dwayne Johnson interpreta Davis Okoye em Rampage - Fora de Controlo

Dwayne Johnson interpreta Davis Okoye em Rampage – Fora de Controlo


Apesar da química entre George e Davis ser encantadora, as restantes personagens são totalmente aborrecidas ou previsíveis. No início do filme conhecemos a equipa de Davis, constituída por atores como P.J. Byrne (O Lobo de Wall Street), Jack Quaid e Breanne Hill que desaparecem rapidamente e servem somente para nos dar momentos cómicos iniciais. De seguida, surge a Dra. Kate Caldwell (Naomie Harris), ex-funcionária da equipa de cientistas que trabalhou nesta experiência genética, e entra de forma pouco natural na parceria entre George e Davis na tentativa de criar um interesse amoroso forçado para a personagem de Dwayne Johnson. Temos também Jeffrey Dean Morgan que nos traz uma personagem idêntica à que interpreta em The Walking Dead, Negan, no entanto, as escolhas para este não são as mais ideais, iniciando-se como um vilão que acaba por ter um rumo completamente diferente. Por um lado, isto é bom, criando um jogo com a previsibilidade do espetador, mas acaba por ser também algo pouco natural para a personagem que nos é apresentada. Por fim, temos os verdadeiros vilões da história, para além dos 2 óbvios monstros (Crocodilo e Lobo), nomeadamente os dois cientistas, Claire (Malin Akerman) e Brett (Jake Lacy) responsáveis por este problema genético, que apesar de previsíveis, cumprem o necessário.

O crocodilo gigante, um dos animais afetados pelo vírus.

O crocodilo gigante, um dos animais afetados pelo vírus.


No geral, o enredo apresenta várias falhas lógicas, focando-se por vezes demasiado em momentos cómicos que não tinham necessidade de se prolongar. No entanto, Rampage – Fora de Controlo está consciente de género em que se encontra. O realizador Brad Peyton é bem-sucedido em trazer-nos imagens absolutamente fantásticas destes monstros gigantes, mostrando a capacidade que tem como realizador de filmes de ação, algo que já tinha demonstrado em filmes como San Andreas e Viagem ao Centro da Terra 2. É um filme que irá certamente agradar aos fãs de Dwayne Johnson ou do género inserido.

  • Rampage – Fora de Controlo estreia dia 12 de abril nos cinemas.

Classificação: 2/5

Tiago Ferreira

  Birds of Prey tem novos pósters de personagens

Tiago Ferreira

Estudante de Cinema e Teatro, Crítico de Cinema, Fotógrafo novato e Cosplayer.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *