Central Comics

Banda Desenhada, Cinema, Animação, TV, Videojogos

BD de Yves Sente ganha adaptação para o cinema!

A ZQ Entertainment adquiriu da Mediatoon os direitos do álbum de banda desenhada “Cinq Branches de Coton Noir” de Yves Sente e Steve Cuzor (edições Dupuis – selo Aire Libre), em co-produção com a Prime Universe.


A adaptação para o cinema de longa-metragem, em imagem real, será produzida por Reginald Hudlin. Deric Hughes e Benjamin Rabb serão os argumentistas da adaptação. Yves Sente, Steve Cuzor e Laurent Duvault (Mediatoon) serão os produtores executivos.

A história descreve as aventuras de três soldados afro-americanos da Segunda Guerra Mundial enviados em uma missão suicida para recuperar a primeira bandeira americana, roubada por um comandante nazi.

O álbum encontra-se inédito em Portugal, até à data, mas saiu em França em Janeiro de 2018. É autocontido e tem 150 páginas a cores, sendo que também existe uma reedição a preto e branco.

O desenhador Steve Cruzor não é muito conhecido em Portugal, apesar de já ter sido publicado no nosso país no livro “Os 12 Trabalhos de Astérix”, mas também já trabalhou na bem nossa conhecida série “XIII – Mystery”. Já Yves Sente é um argumentista com muitos e populares trabalhos publicados nas terras lusas como “O Guardião, Agente Secreto do Vaticano” (Gradiva), “Blake e Mortimer” e “XIII” (Asa), e ainda noutras séries mas com tomos por publicar em Portugal, como “Thorgal” e “Spirou e Fantasio”.

O resumo do livro:

Filadélfia, 1776. Betsy foi enviada pelos separatistas americanos para projetar a primeira bandeira dos futuros Estados Unidos da América. Sua serva, Angela Brown, decidiu transformar esta bandeira num tributo revolucionário, adicionando secretamente um símbolo inestimável…
Dover, 1944. O soldado Lincoln definha no seu campo militar, entre discriminação racial e lutas diárias. Até que recebeu uma carta da sua irmã, Johanna, anunciando que ela havia descoberto as memórias de Angela Brown nos pertences de sua falecida tia – nada menos que um testemunho de raridade e valor excepcionais; que tinha produzido a primeira bandeira americana e que esta continha um grande segredo.
Se a história contada nessas memórias é real, então é a história dos Estados Unidos que precisa ser reescrita.
Só que essa bandeira está nas mãos dos alemães nazis, que a roubaram, juntamente com incontáveis tesouros, durante os seus saques…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *