Análise: Westworld – Temporada 2 – Ep.1 (2018)

O mundo futurístico de Westworld está de volta com a segunda temporada. O Central Comics já teve a oportunidade de ir ver! Tens a certeza que queres perder uma das melhores séries do momento?

Westworld 23 abril às 02h00 no TvSeries

Westworld 23 abril às 02h00 no TvSeries


O canal HBO continua a surpreender-nos cada vez mais com a qualidade das séries que nos tem trazido. Em 2011, surge-nos Guerra dos Tronos que encantou rapidamente os espetadores, trazendo-nos personagens únicas vindas da mente de George R.R. Martin. Finalmente, em 2016, Jonathan Nolan (O Cavaleiro das Trevas, Interstellar, Memento, O Terceiro Passo), irmão do popular Christopher Nolan, cria uma série única intitulada de Westworld.

Westworld passa-se no futuro onde os ricos têm a possibilidade de visitar o faroeste e conhecerem vários anfitriões, criados pelo Dr. Robert Ford (Anthony Hopkins) e o seu colega Arnold, que acreditam serem humanos e que o espaço onde se encontram é o mundo real. Aqui, os visitantes têm a possibilidade de se aventurar em várias narrativas livremente, sem olharem para as consequências. Porém, uma atualização inesperada cria um problema no sistema, tornando estes andróides cada vez mais reais. Inicialmente Dolores Abernathy (Evan Rachel Wood), uma rapariga do campo, e Maeve Millay (Thandie Newton), a dona de um bordel, são os visionários desta revolução tecnológica. Por consequência, o enredo torna-se cada vez mais fascinante e aterrador com as suas constantes reviravoltas inesperadas. Lembrem-se…nada é o que parece em Westworld.

 

“A evolução forjou toda a vida neste planeta usando apenas uma ferramenta: o erro” – Dr. Robert Ford (Anthony Hopkins)

 

Análise a Temporada 2 – Episódio 1 “Journey Into Night”

Dolores Abernathy (Evan Rachel Wood) de Westworld

Dolores Abernathy (Evan Rachel Wood) de Westworld


Após um fim grandioso no último episódio da primeira temporada, os fãs surgiram com mais teorias para as várias personagens de Westworld. Este primeiro episódio inicia-se lentamente após esta grande revolução tecnológica focando-se pouco em trazer desenlaces para dar continuidade aos acontecimentos anteriores. No entanto, não seria Westworld sem o seu mistério. A forte capacidade que os anfitriões têm em reviver as suas próprias memórias, traz-nos um episódio entre presente e futuro das personagens Bernard e Dolores, sendo estes dois o foco principal.

A edição e filmagem deste episódio, realizado por Richard J. Lewis está espantosamente brilhante, contendo mudanças constantes no seu formato televisivo, uso de cores, fade outs e desfocares que nos fazem sentir confusos e tensos tal como estes anfitriões. Há que mencionar ainda a belíssima fotografia que esta série continua a ter, trazendo-nos momentos cinematográficos que mereciam ser visualizados num ecrã de cinema, algo que os espetadores estariam sem dúvida dispostos a pagar.

(Possíveis Spoilers nos parágrafos seguintes)

A belíssima fotografia de Westworld

A belíssima fotografia de Westworld


São várias as personagens que marcam presença neste episódio, como a diretora executiva de Delos, Charlotte Hale (Tessa Thompson) e o chefe de segurança, Ashley Stubbs (Luke Hemsworth) que têm cenas em conjunto com Bernard, mostrando-nos que ainda não suspeitam minimamente deste ser um andróide. No entanto, outras personagens interpretadas por atores novos parecem suspeitar de algo que Bernard acaba por revelar no fim do episódio.

Bernard (Jeffrey Wright) de Westworld
Além dos mencionados, em “Journey Into Night” temos as populares personagens como O Homem de Preto (Ed Harris), que descobrimos anteriormente ser o William, o suposto cavaleiro corajoso que queria salvar Dolores deste mundo artificial na temporada 1 e que agora tem um inesperado encontro conflituoso com o “jovem” andróide Robert que lhe refere o próximo passo para o “jogo” de Westworld.

A Revolucionária Maeve Millay (Thandie Newton) é também um dos pontos a destacar , contracenando no seu decorrer com Hector (Rodrigo Santoro) e Simon (Lee Sizemore), revelando novamente a sua capacidade de controlo de anfitriões, a sua destemida vontade de encontrar a sua filha e por fim, uma empatia perante o arrogante escritor Simon.

Maeve Millay (Thandie Newton) de Westworld
Ainda, Teddy (James Marsden) reencontra a sua amada Dolores, mostrando que desta vez ambiciona mesmo fugir em conjunto, retirando-se da sua frase programada “um dia”.

Westworld continua a demonstrar o detalhe perfeccionista em todo o seu desenvolvimento, seja nos diálogos, na fotografia, na edição e principalmente no enredo único e constantemente inesperado. É sem dúvida uma das melhores séries atuais e que esperemos que continue a surpreender os espetadores nesta nova temporada.

  • Westworld ESTREIA MUNDIAL no TvSeries dia 22 de abril, às 2h e 23 de abril às 22h45.

Tiago Ferreira

  Portugal colabora nos efeitos especiais de Hellboy

Tiago Ferreira

Estudante de Cinema e Teatro, Crítico de Cinema, Fotógrafo novato e Cosplayer.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *