Central Comics

Banda Desenhada, Cinema, Animação, TV, Videojogos

VII Troféus Central Comics (2009): Os Vencedores

vii-tcc-0jpgEste ano, os principais vencedores eleitos pelo grande público foram as editoras BDmania, Edições Asa e Plátano.
A editora BDmania granjeou os troféus de Melhor Publicação Estrangeira, Melhor Desenho (Niko Henrichon) e Argumento Estrangeiro (Brian K. Vaughn), todos pela obra Fábula de Bagdad; enquanto a Plátano teve preferência dos leitores na categoria Melhor Publicação Nacional, pelo álbum Camões, de vocês não conhecido nem sonhado?, e no respectivo autor, Jorge Miguel, como Melhor Desenho Nacional.

Um campeão nestas lides, praticamente invicto na categoria Melhor Argumento Nacional, o multi-galardoado autor algarvio José Carlos Fernandes recebeu novamente este prémio, pelo 1º volume de Terra Incógnita – A Metrópole Feérica (Tinta da China Edições), produzido em conjunto com o ilustrador Luís Henriques.

Este ano reunindo numa única categoria todas as edições humorísticas, tanto nacionais como estrangeiras, a Melhor Publicação Cartoon foi para o livro de tiras cómicas Mutts 4 – Shim! (Devir), de Patrick McDonnell. Ainda no sector do humor, o catálogo de cartoons e caricaturas do festival World Press Cartoon 2008, de Sintra, foi premiado como Melhor Publicação Técnica.

Embora renhido, o prémio para Melhor Fanzine foi atribuído à antologia Murmúrios das Profundezas, do colectivo R’lyeh Dreams, e como Melhor Obra Curta – troféu que premeia banda desenhadas singulares ou tiras humorísticas – distinguiu-se a BD “Analepse”, de Filipe Pina e Filipe Andrade, editada no álbum Venham+5 nº5 (Bedeteca de Beja).

Por último, a categoria Melhor Projecto em Banda Desenhada viu destacada a aposta editorial da Edições Asa na sua recente linha de livros Mangá, uma iniciativa que veio ao encontro dos gostos de leitura das novas gerações. Esta, recebeu ainda o troféu para Melhor Editora, pela parceria desenvolvida com o jornal O Público, da qual resultaram em 2008 várias colecções distribuídas com aquele periódico (i.e. Grandes Autores de BD, Blueberry e Blake & Mortimer).

Fica a hierarquia dos nomeados, conforme as percentagens de votos:

Melhor Editora
Edições Asa/O Público – 26%
BDmania – 23%
Vitamina BD – 21%
Gradiva – 13%
Edições Asa – 11%
Chili com Carne – 6%

Melhor Publicação Nacional
Camões, de vocês não conhecido nem sonhado? (Plátano) – 26%

Terra Incógnita – A Metrópole Feérica (Tinta da China) – 21%
O Menino Triste – A Essência (Qual Albatroz) – 19%
Venham+5 nº5 (Bedeteca de Beja) – 18%
Vencer os Medos (Assírio & Alvim) – 12%
O Futuro tem 100 anos (Bizâncio) – 4%

Melhor Publicação Estrangeira
Fábula de Bagdad (BDmania) – 37%

O Principezinho (Presença) – 24%
Silver Surfer – Requiem (BDmania) – 12%
Sonno Elefante – As paredes têm ouvidos (Campo das Letras) – 12%
Universal War One 4 – O Dilúvio (Vitamina BD) – 8%
Wanted (BDmania) – 7%

Melhor Publicação Cartoon
Mutts 4 – Shim! (Devir) – 35%

Hägar, o Horrendo 1 – Um Viking de Sorriso Inofensivo e Feliz (Librimprensa) – 28%
Cartoons do Ano 2007 (Assírio & Alvim) – 14%
Pérolas a Porcos 6 – Os Sopratos (Bizâncio) – 10%
Geração Lasca, BC – 50 Anos de Tiras de Johnny Hart (Bonecos Rebeldes) – 7%
Grimmy – Cão Fedorento (Gradiva) – 7%

Melhor Desenho Nacional
Jorge Miguel (Camões, de vocês não Conhecido nem Sonhado?) – 31%

Luís Henriques (Terra Incógnita – A Metrópole Feérica) – 28%
Susa Monteiro (Vencer os Medos) – 20%
Ricardo Ferrand (Venham+5 nº5) – 10%
Jorge Mateus (O Futuro tem 100 Anos) – 6%
Marco Mendes (Tomorrow the Chinese will deliver the Pandas) – 5%

Melhor Desenho Estrangeiro
Niko Henrichon (Fábula de Bagdad) – 34%

Xúlio Das Pastoras (Castaka – Dayal, o Primeiro Antepassado) – 23%
Mike Mignola (Hellboy 6 – O Verme Conquistador) – 15%
Esad Ribic (Silver Surfer – Requiem) – 13%
John Cassaday (Astonishing X-Men 1 – O Regresso) – 11%
Kim Jae-Hawn (Warcraft – Trilogia do Poço do Sol v1) – 4%

Melhor Argumento Nacional
José Carlos Fernandes (Terra Incógnita – A Metrópole Feérica) – 33%

Jorge Miguel (Camões, de vocês não conhecido nem sonhado?) – 26%
João Paulo Cotrim (Vencer os Medos) – 14%
Marco Mendes (Tomorrow the Chinese will deliver the Pandas) – 13%
Ricardo Ferrand (Venham+5 nº5) – 9%
Marcos Farrajota (Noitadas, Deprês e Bubas) – 5%

Melhor Argumento Estrangeiro
Brian K. Vaughan (Fábula de Bagdad) – 28%

Johann Sfar (O Principezinho) – 22%
Alessandro Jodorowsky (Castaka – Dayal, o Primeiro Antepassado) – 18%
Joe M. Straczinsky (Silver Surfer – Requiem) – 13%
Mark Millar (Wanted) – 12%
Denis Bajram (Universal War One 4 – O Dilúvio) – 7%

Melhor Publicação Técnica
Catálogo World Press Cartoon 2008 (Texto Editores) – 31%

BDjornal (Pedranocharco) – 23%
10º Porto Cartoon World Festival – Direitos Humanos (Afrontamento) – 21%
João Abel Manta – Caprichos e Desastres (Assírio & Alvim) – 14%
Catálogo 19º Festival Internacional BD da Amadora (CNBDI) – 7%
Arte Digital – Técnicas de Ilustração Digital (FCA) – 4%

Melhor Fanzine
Murmúrios das Profundezas (R’lyeh Dreams) – 23%

Cabeça de Ferro (Imprensa Canalha) – 22%
Colecção Toupeira 04 – A Carga (Bedeteca de Beja) – 18%
The Trute is Aute Der (Dr.Makete) – 14%
Efeméride 03 – Super-Homem no séc.XXI (Geraldes Lino) – 12%
Gambuzine (vol.2) 01 (Teresa Câmara Pestana) – 11%

Melhor Obra Curta
Analepse (Filipe Pina e Filipe Andrade; in Venham+5 nº5) – 27%

O Dia que o Mundo Acabou (José Lopes; in 4 Salas, 4 Filmes) – 20%
Cansado (Ricardo Cabral; in Efeméride 03) – 18%
Super-Carlos (Ken Nimura; in Venham+5 nº5) – 17%
A Luta Continua (Marco Mendes; in Efeméride 03) – 11%
Rádio Medo (Kike Benlloch e Paulo Monteiro; in Venham+5 nº5) – 7%

Melhor Projecto em BD
Plano editorial de publicações Mangá, da Edições Asa – 29%

Projecto BD de Fresco – Aldeia das Amoreiras, pelo Centro de Convergência de Odemira – 25%
Projecto Murmúrios das Profundezas, coord. Rui Ramos – 25%
Exposição Dave McKean – VI Festival Internacional de BD de Beja – 14%
Evento Furacão Mitra, coord. Chili Com Carne e Imprensa Canalha – 4%
Workshop Construção de Action Figures – VI FIBDB, cood. Filipe Messias – 3%

Fora do concurso, os membros do júri do evento – o crítico Pedro Cleto (Jornal de Noticias); o pedagogo e crítico Pedro Vieira Moura (blog LerBD e série documental VerBD); o bloguista Nuno Amado (Leituras de BD); e os co-organizadores Daniel Maia (autor) e Hugo Jesus (livreiro e argumentista) – atribuíram este ano, postumamente, o Troféu Especial ao escritor Dinis Machado, autor do seminal “O que diz Molero” e também um dos mais activos apoiantes da banda desenhada em Portugal, tendo apoiado Vasco Granja nas suas acções de divulgação da banda desenhada (embora mais a partir “dos bastidores”).

O seu contributo mais preponderante no sector bedéfilo nacional – e também internacional, tendo sido quem abriu inicialmente ao Portugal as portas dos grandes festivais europeus, que Granja soube explorar enquanto repórter – foi na revista Tintim, como chefe de redacção, durante quase 15 anos, e mais tarde no semanário Spirou, duas publicações que não só abriram os horizontes de toda uma nova geração de autores portugueses, como marcaram a introdução aos (agora clássicos) personagens franco-belgas para leitores de várias faixas etárias.
A derradeira entrevista de Dinis Machado deu-se para o programa VerBD, do Canal 2 (em breve disponível em DVD).

A votação deste VII TCC teve lugar entre 14 Fevereiro a 31 Março, tendo-se recolhido quatro centenas de votos online – um novo recorde para o evento! Do universo de leitores que participaram, 56% são homens, 38% mulheres, e 6% não-identificados (descartados do processo, conforme indica o regulamento). Ainda, deste total, 18% é profissional do sector, sejam autores, editores ou críticos.

A habitual mini-bedeteca de oferta aos votantes foi sorteada pelo dir. do festival, Paulo Monteiro, e deu este recheado cabaz a José Madeira, de Faro. No valor global superior a 650,00€, reúne livros, comics e merchandise cedidos pelos parceiros do evento – a quem agradecemos uma vez mais a amabilidade – as editoras Asa, Bedeteca de Beja, C.M. do Montijo, Centro de Convergência de Odemira, CNBDI, Devir, Pedranocharco, Qual Albatroz, Texto Editores, mais os selos editoriais Arga Warga, Dr.Makete, Terminal Studios, a revista A Peste e fanzine Zona Zero, assim como a livraria Central Comics e distribuidora Castello Lopes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.