Central Comics

Banda Desenhada, Cinema, Animação, TV, Videojogos

Reboot de Shaman King – Netflix

A nova versão de Shaman King estreou na passada quinta-feira, 1 de abril, parece mentira, mas não é. Infelizmente, por cá ainda vamos ter de esperar algum tempo até podermos ver na Netflix.

Nesta nova adaptação da manga original de Hiroyuki Takei, temos a direção de Jouji Furuta (Saint Seiya: Soul of Gold e The Seven Deadly Sins: Revival of The Commandments), e ao qual se junta a maioria do elenco de vozes do primeiro anime, assim como retorna Megumi Hayashibara para dar voz à nova abertura. A adaptação original já tem alguns aninhos, tendo estreado por cá em 2001, com dobragem em português, e com o que é considerada por muitos como uma das melhores versões da música de abertura pela voz de Ana Vieira.

Para aqueles que não viram a versão de 2001 ou que já não se lembram, Shaman King segue a história de Yoh Asakura, um jovem shaman que faz a ligação entre o plano terreste e o dos espíritos, na sua demanda para se tornar o homónimo Shaman King.

Para isso tem de participar no Shaman Fight, um verdadeiro battle arc entre candidatos ao título, que acontece uma vez a cada 500 anos. Entre eles vai encontrar aliados e inimigos, como o seu irmão gémeo Hao Asakura, que tenta alcançar o mesmo título, mas com motivações diferentes e devastadoras para o mundo. Cabe assim a Yoh e aos seus amigos o papel de derrotar o seu irmão gémeo e os seus subordinados e adquirir o tão afamado título de Shaman King.

Yoh Asakura e o seu espírito guardião Amidamaru, um antigo samurai conhecido pela sua mestria

Esta nova versão promete ser fiel à manga, ao contrário da primeira animação que viu o seu rumo mudar com o cancelamento inicial da obra. Alguns anos após o relançamento da sua história original, Hiroyuki Takei vê assim uma nova hipótese de ter a sua obra reproduzida na sua totalidade. Isto faz lembrar o que já havia acontecido com animes como Fullmetal Alchemist: Brotherhood em que a segunda iteração retomou fielmente a narrativa original.

Este novo reboot conta com um estilo de desenho fiel ao original e à manga, mas atualizada para os dias de hoje, passando bem por um anime recente e não a uma história com mais de 20 anos. Podemos assim esperar desta vez uma narrativa mais coesa numa história repleta de ação e personagens, muito ao estilo shounen, com boa parte a passar-se num grande battle arc para delícia dos apreciadores do género.

Shaman King vai contar com um total de 52 episódios que irão estar disponíveis na Netflix num futuro próximo, só não sabemos ainda quando.

No entretanto, seria pedir muito que houvesse uma dobragem em terras lusas desta nova versão e com nova abertura cantada por Ana Vieira?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *