BD: Lucky Luke a dobrar em lançamento duplo da Asa

A Noiva de Lucky Luke e Kid Lucky – Siga a Flecha saem hoje nas livrarias de todo o país. E a ASA promete gradualmente completar a coleção do lendário cowboy que dispara mais rápido do que a própria sombra!

A Noiva de Lucky LukeA NOIVA DE LUCKY LUKE

Um grupo de mulheres parte rumo ao Oeste selvagem, numa arriscada travessia do continente americano com vários perigos à espreita: foras da lei, índios, animais selvagens, intempéries, etc. Escoltadas por Lucky Luke, o seu objetivo é alcançarem uma região remota unicamente habitada por homens para aí encontrarem marido. Ao chegarem ao destino, uma das mulheres, Jenny, vê gorados os seus intentos, já que o seu prometido se encontra na prisão. Lucky Luke é então nomeado seu protetor, missão que deverá exercer até à libertação do prisioneiro. Julgando-a noiva de Lucky Luke, os famosos irmãos Dalton não perdem tempo e resolvem raptá-la…

Cores, Capa dura
48 páginas
PVP: 10,90€

GUY VIDAL Argumentista (1939-2002)

Nascido em Marselha, França, em 1939, Guy Vidal inicia-se no jornalismo aos 17 anos de idade. Depois de uma breve passagem pela RTL (que nessa altura ainda se chamava Radio-Luxembourg), ingressa na redacção da revista Pilote na década de 1960, altura em que René Goscinny e Jean-Michel Charlier retomam o controlo deste semanário – “a revista do ano 2000”! – que haviam fundado em outubro de 1959.

MORRIS Desenhador (1923-2001)

Morris foi um dos pais-fundadores da banda desenhada. Em 1945 é contratado para ilustrar a revista humorística Le Moustique, de que virá a assinar mas de 250 capas! É nesta altura que decide optar pelo pseudónimo de Morris para assinar o argumento e os desenhos das primeiras aventuras de Lucky Luke, repletas de humor.

Kid Lucky – Siga a Flecha

Kid Lucky - Siga a FlechaCom uma camisa amarela, um lenço encarnado ao pescoço, uma mecha rebelde de cabelo e uma palha na boca, eis Kid Lucky, ou seja, Lucky Luke quando era pequeno.

Na escola de Nothing Gulch, é mais rápido a fugir dos trabalhos de casa do que a sua própria sombra!

Este aprendiz de cowboy de palmo e meio está sempre pronto a descobrir as tradições do Oeste, os ensinamentos dos pioneiros, mas acima de tudo a divertir-se com os seus amiguinhos! Os gags de Lucky Luke quando era aprendiz de cowboy!

Neste quarto volume das aventuras do aprendiz de cowboy mais turbulento de todo o Far West, Kid Lucky continua a fazer das suas: armado com um laço e uma fisga, não há rufia ou touro que lhe resista! Mas, em contrapartida, a tia Martha, Hurricane Lisette e Joannie Molson têm o condão de o fazer perder a paciência!

Cores, Capa dura
48 páginas
PVP: 10,90€

Achdé Desenhador (n. 1961)

Achdé, como o seu pseudónimo indica, é um homem de tradição. Durante muito tempo, os ilustradores de banda desenhada, a começar pelo mais ilustre de todos, Hergé, criaram pseudónimos com base nas iniciais dos seus nomes. Daí Achdé, de H.D. (que em francês se lê justamente “achdê”), iniciais de Hervé Darmeton, nascido em 1961.

Dizer que o jovem Hervé tinha vocação para o desenho é um eufemismo: com 3 anos de idade, já assinava a sua primeira história ilustrada!

Depois de, em 1988, publicar o seu primeiro álbum de autor, intitulado Destins Croisés, assina em 1991, com 30 anos de idade, um contrato com as Éditions Dargaud. Após uma pequena incursão na revista Spirou, lança-se, com Widenlocher, na aventura de Woker (a história de Tarzan noutro planeta) e desenha Doc Veto, com argumento de Godard.

Atualmente realiza um sonho de criança, trabalhando em várias frentes com a lendária personagem Lucky Luke.

Fonte: Asa


Unboxing Marvel da Goody

  Renda barata e outros cartoons de Stuart Carvalhais n'A Batalha

Hugo Jesus

Co-criador e administrador do Central Comics desde 2001. É também legendador e paginador de banda desenhada, e ocasionalmente argumentista.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *