Jogos: REZ PLZ – Análise

REZ PLZ

REZ PLZ, o jogo da Long Neck Games e da Graffiti Games, traz uma proposta surpreendente aos jogos de plataformas jogados a dois. Mas será isso o suficiente para se provar como um bom jogo?

Um dos pontos mais importantes de REZ PLZ é, definitivamente, a história que dá mote ao jogo. Uma comédia de horrores que dá logo o pontapé de saída quando dois irmãos estão atrasados para as aulas devido a terem passado a noite num bar. Acontece que estes dois irmãos, Arcan e Zeph, são meros aprendizes de feiticeiro e do nada, o destino do mundo fica na mão deles. O problema é que eles, na realidade, não sabem quase feitiços nenhuns, mas, ao mesmo tempo, estão munidos de um pergaminho de ressurreição, já que durante os seus estudos era habitual matarem-se um ao outro. E é assim que começa a nossa aventura, com dois anti-heróis que são a última esperança da terra e, ao mesmo tempo, a maior desgraça que por lá caminhou.

REZ PLZ

Graficamente é um jogo que se nota a inspiração, já que berra por todos os cantos jogos de 16-bits. Ao longo dos 5 mundos que vamos visitando, conseguimos encontrar alguns pormenores interessantes, como cavernas que assustariam até o maior dos aventureiros ou até muralhas de um castelo que podia ter saído do imaginário de qualquer escritor do gênero. Além disso, podemos também dizer que as mortes são, no mínimo, interessantes. No fundo, como qualquer coisa que nos toca pode matar, acabamos por encontrar estes dois bravos irmãos em situações caricatas, como por exemplo, dar dois passos depois de termos sido atingidos por uma bola de fogo e, automaticamente, virarmos uma pilha de ossos ou de cinza. E se a violência gratuita e cómica já existe em quantidades absurdas, o mais impressionante é quando temos que ressuscitar o nosso companheiro, em que vemos a reconstrução de um corpo humano por completo. Mesmo que a sequencia seja sempre igual, nunca deixou de me impressionar quando era necessário utilizá-la.

  Novidades Playstation do State of play, e fim-de-semana online gratuito!

Em termos de jogabilidade, como seria de esperar é um jogo sobre trabalhar em equipa. Jogar sozinho pode trazer uma dificuldade acrescida, tal como acontece com jogos como Unravel 2. No entanto, o ponto alto é mesmo o facto de que se jogarmos com alguém, das duas, uma: ou vai acontecer muita desgraça (não podemos esquecer que qualquer coisa nos pode matar) ou, estamos bem coordenados e continuamos o jogo sem grandes problemas. E, como temos que nos matar a certas alturas, de forma a completar o quebra-cabeças ou a avançar na área, acaba por ser interessante a reação do jogador que nos está a acompanhar nesta aventura.

REZ PLZ

Resta concluir que, REZ PLZ vai por os jogadores a rir bastante, especialmente com as mortes horrivelmente cómicas que as nossas personagens sofrem. No entanto, é um jogo difícil o quanto baste e com quebra-cabeças bastante inteligentes, que nos irá fazer pensar como ultrapassar uma situação em conjunto com alguém. Os fãs de plataformas e de cenas violentas estão bem entregues.

Nota Final: 7/10

REZ PLZ está disponível para PC, Xbox One e Nintendo Switch (versão testada)

António Moura

Um pequeno ser com grande apetite para cinema, séries e videojogos. Fanboy compulsivo de séries clássicas da Nintendo.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *