James Gunn regressa para Guardiões da Galáxia 3

Após ter sido despedido pela Disney no Verão do ano passado, devido à revelação de tweets antigos, James Gunn está de volta na cadeira de realizador do terceiro filme dos Guardiões da Galáxia, numa reviravolta interessante, avançada pela Deadline.

Os tweets, considerados altamente ofensivos pela Disney, datam 2008 e 2011, onde Gunn fez tentativas de humor negro a temas como a pedofilia ou a violação, pedindo desculpas pelos mesmos. Após o despedimento do realizador, foi feita uma campanha onde vários membros do elenco mostraram-se empáticos perante aquele que realizou os dois filmes prévios.

Ainda assim, Gunn está de momento ligado ao novo filme do Esquadrão Suicida, previsto para 6 de Agosto de 2021 nos Estados Unidos, sendo que o terceiro filme dos Guardiões estará à sua espera após ter completado esse projecto na rival DC e só deverá ver a luz do dia o mais cedo em 2023.

Deste modo, tanto a Warner Bros. e a DC terão o seu tão desejado soft-reboot do Esquadrão Suicida com um criativo de talento inato, como a Disney e a Marvel poderão finalmente completar a trilogia com o visionário que os trouxe à vida no grande ecrã.

Representantes oficiais de James Gunn e da Disney ainda não se pronunciaram sobre o assunto, mas Gunn lançou este tweet às 19h de hoje (hora local), confirmando a notícia.

  Ele regressou! Já existe trailer do novo Terminator

Ricardo Du Toit

Fã irrepreensível de cinema de todos os géneros, mas sobretudo terror. Também adora queimar borracha em jogos de carros.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *