Cinema: MOTELx 2018 – Curtas Internacionais (Parte IV)

Chegamos à quarta e última parte da nossa análise integral das curtas internacionais seleccionadas para exibição no MOTELX – Festival Internacional de Cinema de Terror de Lisboa. Eis as últimas 5 curtas!

Salvatore, de Maarten Groen

MOTELx18_Salvatore

Salvatore é um homem que vive num lar e diariamente sofre um abuso por parte do enfermeiro responsável pelo seu bem-estar. Isto até que certo dia ele farta-se e revela o seu segredo mais negro.

Vermos um senhor, com idade para ser nosso avô, irá naturalmente puxar as nossas veias emocionais. Mais ainda ao vermo-lo a sofrer pelas mãos dum idiota negligente.

Mas é no twist que percebemos que nem tudo o que parece realmente é, deixando a cargo do karma a resolução final deste belíssimo filme de Maarten Groen.

Nota Final: 7/10

Smear, de Kate Herron

MOTELx18_Smear

Tornar um exame ginecológico, um dos mais desconfortáveis que as mulheres têm que fazer anualmente, numa curta ao mesmo nível da popularidade da vagina dentata, é obra.

Mas é precisamente esse lado mais folclórico e sobrenatural que Kate Herron aborda em Smear, onde uma mulher jamais será a mesma depois desta última visita.

Contem com risos nervosos de toda a gente na sala!

Nota Final: 6/10

The Hour of Darkness, de Domenico de Feudis

MOTELx18_TheHourOfDarkness

Sofia é uma rapariga que durante a sua captura conseguiu um telemóvel para ligar ao 112.

A longa conversa com a operadora de serviço torna-se na luz ao fundo do túnel, com a esperança que ela poderá ser encontrada antes da senhora má acordar e fazer-lhe mal.

  Corto Maltese regressa com “Fábula de Veneza” e “A Casa Dourada de Samarcanda”

Domenico de Feudis traz aqui uma curta que durante grande parte do tempo cria empatia com o espectador. Afinal, queremos ver Sofia escapar com vida, mas rapidamente mostra que nem todos os filmes têm finais felizes.

Apesar disso, sente-se que esse um final bastante anti-climático, não tendo o impacto suposto e eliminando todo o build up da relação criada com o público, deixando que este filme perdesse todo o seu charme.

Nota Final: 5/10

Two Puddles, Timothy Keeling

MOTELx18_TwoPuddles

É incrível como Timothy Keeling faz tão bem uso do termo “curta-metragem” com Two Puddles, sobre uma família que dá com duas poças de água que vão dar uma à outra.

A tensão familiar à qual este filme se apoia fortemente é um dos pontos fulcrais, criando um ambiente tenso, em que cada vez que regressam à poça, nos dá uma oportunidade de perceber como é que funciona exactamente.

Agora, é ter cuidado onde metem os pés quando forem acampar.

Nota Final: 6/10

We Summoned a Demon, de Chris McInroy

MOTELx18_WeSummonedADemon

Quando dois amigos fazem um ritual para um deles parecer mais fixe em frente das raparigas, este corre mal quando afinal invocam um demónio que os persegue.

Homenageando os clássicos filmes de terror de série-B, Chris McInroy traz um filme que no fundo contém todas as instruções em como não lidar com um demónio, duma forma altamente divertida, com banda sonora a condizer.

Nota Final: 9/10

Ricardo Du Toit

Fã irrepreensível de cinema de todos os géneros, mas sobretudo terror. Também adora queimar borracha em jogos de carros.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *