BD: Análise – Harrow County Vols. 2 e 3

Harrow County é uma série de terror da G.Floy Studio, que como foram lidos seguidos, acabámos por analisar os volumes 2 e 3 aqui neste artigo.

Harrow County vol. 2Apesar de ser apelidada por todos como uma BD de terror, na minha humilde opinião de quem não percebe nada do assunto, penso que esta está mais perto do estilo Fantástico do que propriamente terror.

Cullen Bunn povoou este universo de bizarras criaturas e um conjunto de personagens que torna impossível prevermos o que virá a seguir. Aliás, foi essa a curiosidade que tive após ler o primeiro volume: Para onde é que isto vai?

E de facto o segundo tomo levou para uma trama que não estava à espera e que sinceramente me desiludiu um pouco. Colocou na vida de Emmy uma personagem que gostaria que fosse desenvolvida de outra forma revelando talvez as suas suas sinistras intenções ao longo de mais capítulos, enquanto outras linhas de enredo se desenvolviam em paralelo. Mas basicamente, ela apareceu, aconteceu o que aconteceu e no final do livro terminou. ‘Bora para o próximo arco.

O volume 3 voltou a subir no meu interesse. Foi dado mais preponderância a personagens secundárias e adorei. BD: Lançamento - Harrow County vol. 3: A Encantadora de SerpentesAcho que era mesmo isso que a série precisava. Teria sido mais inteligente descentralizar a atenção da personagem principal logo no segundo volume, mas acaba por não vir tarde demais. No entanto, perdeu uns pontos por incluir duas ilustradoras convidadas (no primeiro capitulo com Carla Speed Mcneil e no quarto capítulo Hannah Christenson) que torna este livro mais desequilibrado. Não só não chegam à mestria de Tyler Crook que é fantástico, como o estilo de Christenson é muito diferente do resto. É quase como se estivéssemos de olhos fechados a torrar ao sol numa bela praia e passa por nós a correr alguém acabado de vir do mar e a salpicar água gelada para cima de nós..

Não contem ficar aterrorizados com esta série, isso não vai acontecer, mas Bunn criou aqui um universo bem peculiar, e de previsão inesperada de eventos futuros.

A nível de papel, encadernação, etc, nada a apontar. É mais do habitual da G.Floy: Bom!

Uma série muito interessante e diferente de tudo o resto que vai saindo em Portugal

+ sobre Harrow County vol. 2

+ sobre Harrow County vol. 3

  Surge nova editora de BD chamada "A Seita"

Hugo Jesus

Co-criador e administrador do Central Comics desde 2001. É também legendador e paginador de banda desenhada, e ocasionalmente argumentista.

You may also like...

9 Responses

  1. Novos52 diz:

    Nas últimas 10 críticas que fez analisou 15 livros. Destes 15, 12 são de uma mesma editora. Não quer assumir que este espaço é patrocinado? Já se percebeu que só uma editora lhe oferece livros e se sente impelido a retribuir. Mas isso também é uma forma de patrocínio ou pelo menos de conflito de interesses. É que assim fica difícil para o leitor mais atento levá-lo a sério.

  2. Hugo Jesus diz:

    E tem toda a razão.

    Damos prioridade a analisar livros cujas editoras nos enviam exemplares. Aliás, é para isso que elas enviam. Além disso é difícil de fazer análises a livros que não lemos, certo?
    A G.Floy e a Goody são as editoras mais activas do mercado, daí terem a grande fatia do nosso “tempo de antena”. Mas no nosso canal de youtube pode ver também críticas a livros da ASA, Porto Editora, Saída de Emergência, Bertrand ou ainda Instituto dos Quadrinhos e Edições Eixo-Atlântico. Mas a lançarem 1 ou 2 livros por ano é difícil ter a variedade desejada.

    Além disso colaboro com outras editoras como Salvat, Levoir, Polvo, etc. Que tento evitar escrever análises para não ser acusado de falta de independência.

  3. João Marques diz:

    Já dizia o Marocas, quando inquirido acerca da sua marca de charutos favorita: “Semedão”!

    O que é vergonhoso são os bloggers que publicam o press release do livro e já está: “venha a nós o vosso livro, seja (mal) feita a vossa vontade”

    E uma coisa é certa: desde que os editores (principalmente os “amiguitos”) começaram a dar livros, a qualidade das reviews caiu, de modo geral.

  4. João Marques diz:

    Caro Hugo,
    Seguramente, essa acusação não me assenta.
    Afigura-se-me como rude e injusto fazê-lo.
    Por 2 motivos:
    – este perfil é meu e verdadeiro;
    – não há nada de “venenoso” no que escrevi. Nalguns blogs são publicados press releases de livros, sem qualquer análise. Totalmente ipsis verbis.
    É um facto inegável, que a qualidade das análises decaiu.
    Como filosofia pessoal, acredito que só ficamos ofendidos ou “picados” quando há fundamento para tal…
    Não me interessa minimamente se é o caso, ou não.
    Sou apaixonado por BD.
    Compro a minha BD.
    Se alguém tem grátis: muito bem.
    Não me incomoda nada: felizmente, não preciso.
    O que me interessa é saudar o teu trabalho aqui, no canal, e nos livros.
    Obrigado.

  5. Hugo Jesus diz:

    Gratifico que não seja o caso. Disse o que disse por termos vindo sendo vítimas deste tipo de comportamentos como é o caso acima do “Novos52” esse sim, falso, que tem vindo a querer desestabilizar o site, e por isso interpretei mal o seu primeiro comentário. Peço desculpa pela acusação e já apaguei o meu comentário.

    Nós aqui também publicamos as notas de imprensa das editoras mas nunca como críticas, e sim como publicações informativas de lançamentos. Se há páginas a publicar as notas de imprensa como se de análises se tratasse, é de facto condenável.

    Mais informo que se algumas editoras aqui não são mencionadas, não é por nenhuma outra questão a não ser pelo facto de não termos recebido nenhuma informação sobre o seu lançamento, seja por e-mail ou por outro método de contacto.
    O Central Comics é um site sem fins lucrativos (antes pelo contrário) e que vive há quase 17 anos com amor à causa e mediante o tempo livre de todos os colaboradores, que não têm qualquer tipo de vencimento. Raramente temos tempo de ser nós a ir atrás das novidades e por isso deixo o repto a autores e editores, que caso queiram os seus trabalhos divulgados, enviem todas as informações para: geral@centralcomics.com

    Obrigado.

  6. João Marques diz:

    Caro Hugo,

    Ainda bem que está esclarecido.

    Desculpas aceites: errar é humano e entender um erro deve, igualmente, sê-lo.

    O meu comentário nem se referia ao CC: mencionei, explicitamente, “bloggers”. E alguns, BEM conhecidos no meio. E duvido que não conheças alguns desses casos.
    Não vou mencionar aqui, pelo mesmo motivo que o não fiz, no meu primeiro comentário: não é elegante comentá-lo aqui. Se me interessasse fazê-lo, falo-ia em sede própria, como deve ser feito. Não me interessa.
    Simplesmente, deixei de segui-los e, num deles, só lá vou consultar o calendário mensal de lançamentos…

    Conheço o vosso trabalho (e o teu, em particular) e não o imagino sendo de outro modo. Imagino, sem dificuldade, que o esforço e as dificuldades sejam ainda maiores do que no cenário que descreveste.

    Mais uma vez, deixo-te (e à equipa) uma saudação, um agradecimento e votos de continuação de sucesso.

  7. Hugo Jesus diz:

    Eu sei que não te referias ao CC, mas aproveitei para esclarecer mais alguns pontos sobre as nossas práticas.

    Obrigado

  8. Novos52 diz:

    Bem, não é sem alguma estupefacção que regresso a este espaço. Portanto, depois de dar razão ao meu comentário, e em resposta a outro leitor, um mês depois, decide que o insulto e a maldicência são afinal direcioná-dos à minha pessoa. Muito corajosa esta atitude. Que os blogs se tornaram mera caixa de ressonância de press releases é óbvio para todos. A excepção neste blog específico, é o espaço “críticas”, que como foi assumido pelo autor na resposta inicial, se tornou um espaço patrocinado. É uma pena que a esfera bloguista tenha morrido, mas quem a matou foi esta atitude temerosa e defensiva em relação à argumentação. Não foram os visitantes.

    Mas, apesar de tudo é verdade: eu desestabilizei o site. Sem comentários nem visitas isto fica muito mais estável. A conclusão que retiro agora é que independentemente do conteúdo, não sou digno de frequentar este blog, muito menos ter a audácia de comentar. Tudo bem, não voltarei, não quero ser fonte de distúrbio. Pensei que o autor tendo um blog com caixa de comentários, desejasse que alguém a frequentasse. Estava enganado. Apesar de ter sido inicialmente o único a falar, este blog está demasiado ocupado para ter sequer um comentário. Pretende-se apenar publicar textos, não discuti-los.

    Concluo, com uma mensagem positiva. Tendo em conta que “o Central Comics divulga toda a informação que lhe chegue”, com certeza vamos ter uma notícia da excelente vinda a Portugal de duas enormes artistas de banda desenhada, a Marjorie Liu e Sana Takeda, divulgada publicamente pela editora Saída de Emergência na sua revista Bang, para a Comic Con Portugal, não vamos? É que já o ano passado bons artistas de bd também passaram em branco. Qual terá sido a razão?

    Vá Hugo, grande abraço

  9. Hugo Jesus diz:

    Caro “Novos52”

    O que disse aqui baseia-se nos seguintes pontos:

    – Não assinou os seus posts com o seu nome, logo é anónimo.
    – O endereço de e-mail que indicou não existe, ou não existia na data da sua publicação anterior.
    – Temos vindo a receber comentários deselegantes (usando aqui um eufemismo) direccionados ao site e a visitantes que aqui comentam artigos, usando sempre nomes diferentes com e-mails que nunca existem.
    – Tem havido comentários a FAZEREM-SE PASSAR POR MIM, respondendo de forma rude a outras pessoas que cá comentam, com o mesmo tipo de linguagem usado no exemplo que indiquei no ponto anterior.
    – Todos estes comentários “anónimos” têm um ponto em comum, o mesmo endereço IP.

    Por isso, se quiser diálogo comigo, identifique-se primeiro e prove que não é a mesma pessoa. Tem dois dias para o fazer e depois bloqueio os comentários. Após isso pode me contactar pelo endereço geral@centralcomics.com.

    Aproveito para esclarecer que nunca há informações referentes à Comic Con Portugal neste site devido aos graves prejuízos financeiros, psicológicos e de imagem que houve à minha pessoa pelos organizadores desse certame. O mesmo é válido para outra qualquer pessoa, entidade ou empresa que faça o mesmo.

    Só gostaria de acrescentar que o site vai fazer 17 anos daqui a 3 meses. É sem dúvida nenhuma o espaço mais antigo na internet a divulgar banda desenhada em Portugal e a história fala por ele.
    Quem não gostar dos conteúdos aqui publicados não é obrigado a visitar-nos.

    Bem haja.