Central Comics

Banda Desenhada, Cinema, Animação, TV, Videojogos

Análise jogos: Imp the Sun

Imp the Sun, um Medroidvania feito para os fãs do género e para quem gosta dos antigos filmes de animação em 2D, do final da década de 1990 e inícios de 2000.

Desenvolvido pela Sunwolf Entertainment e a editora Fireshine Games, Imp the Sun é um o jogo de ação e aventura de inspiração peruana, e está disponível desde 24 de Março, para Nintendo Switch, PlayStation 5, PlayStation 4 (versão aqui testada), Xbox Series X | S, Xbox One e PC.

Imp the Sun

O género é o de plataforma e exploração 2D, onde percorremos um caminho não linear, com várias possibilidades, onde para isso temos de ir consultando o mapa para nos auxiliar na progressão. 

Nós jogamos no papel de um diabinho chamado Nin, que não nada mais que uma espécie de centelha do sol O nosso objetivo é irmos numa jornada de de exploração e combate com o intuito de derrotar os Quatro Guardiões e restaurar o poder do sol, que está enclausurado num Eclipse Eterno. Se não conseguirmos, o mundo fica mergulhado nas trevas.

Imp the Sun

Visualmente é um jogo muito bonito, com cenários e personagens desenhados à mão, fazendo lembrar os filmes de animação 2D de há 20 anos. Personagens fofinhas e animação a condizer.

A jogabilidade é aceitável. Não sendo má podia no entanto ser mais fluida, nem sempre corresponde àquilo que queremos e algumas das habilidades poderão não ser as mais fáceis de executar. E por falar em habilidades, a nossa personagem vai ganhando ou melhorando estas ao longo do jogo. Vamos ganhando moedas conforme vamos derrotando inimigos, que depois podemos trocar por melhoramentos da nossa capacidade quando surge uma personagem que parece uma versão inca do Ceifador, e que se vai encontrando estrategicamente espalhado pelo mapa.

Imp the Sun

As técnicas de combate são simplistas: ou atacamos de frente ou de cima para baixo. Não muda muito mais do que isso, o que faz com que acabe por ser bem menos interessante do que a exploração e os pequenos quebra-cabeças que vão aparecendo pelo percurso. Talvez a exceção serão as lutas contra os “bosses”, aí sim, o caso muda de figura, e adrenalina sobe mesmo.

Imp the Sun é um metroidvania a ter em conta para quem gosta do género, muito devido à beleza estética do mundo em quem exploramos e o prazer de descobrir em como ultrapassar os entraves colocados no labirinto em que nos metemos. O jogo passa-se em poucas horas, mas se forem uma pessoa menos concentrada como eu, poderá levar um pouco mais porque poderão ficar perdidos como eu, pelo caminho.

Classificação: 7/10

Cheguei a mostrar o jogo num gameplay que coloquei no canal de YouTube do Central Comics. Podem ver aqui:

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.