Curtas de Vila do Conde

Central Comics

Banda Desenhada, Cinema, Animação, TV, Videojogos

20 anos de “À Procura de Nemo”

Há duas décadas, a Pixar cativou o público ao levar-nos a um mundo submarino e apresentar-nos ao peixe-palhaço laranja e branco, tornando-o famoso através de seu clássico animado de 2003, “À Procura de Nemo”.

FINDING NEMO, Dory, Marlin, 2003, (c) Walt Disney/courtesy Everett Collection

A imensidão do amor  

Sob a realização de Andrew Stanton e com argumento de Stanton, Bob Peterson e David Reynolds, a obra icónica aborda um amor que transcende limites e regras: o amor entre pais e filhos. Esse sentimento é tão poderoso, profundo e infinito que não pode ser quantificado. É um amor abrangente, que se inicia quando se descobre que vai ser pai e se fortalece a cada dia. É difícil expressá-lo totalmente em palavras, pois parece que não há termos adequados para descrevê-lo.

É provável que seja exatamente por essa razão que a história de um pequeno peixe-palhaço e seu filho tenha conquistado instantaneamente o público. Trata-se de uma narrativa que captura o coração, a mente e a alma, mantendo-nos sem fôlego até o desfecho final.

Um peixinho chamado Nemo

O filme inicia com os pais de Nemo, Coral e Marlin, preparando com amor o seu novo lar entre os belos recifes de corais da Austrália. Ao observarem os 400 ovos prestes a eclodir, fica evidente a necessidade de uma casa espaçosa. Enquanto Marlin deseja chamar metade dos filhotes de Marlin e a outra metade de Coral, esta última sugere o nome “Nemo”. Após um breve confronto com uma barracuda, apenas Marlin e um único ovo sobrevivem, ao qual ele dá o nome de Nemo.

Marlin promete proteger Nemo a todo custo, especialmente por ele ter uma barbatana atrofiada. Algum tempo depois, Marlin leva Nemo para a escola e o instrui a não se aventurar além do permitido. No entanto, Nemo desobedece e decide investigar um barco, que os outros peixes confundem com um “rabo”. Um mergulhador surge e captura Nemo, deixando Marlin desesperado e sem o seu filho.

A odisseia de Marlin e Dory

Nemo é levado para um aquário no escritório do mergulhador, Dr. Sherman, em Sydney. Lá, ele descobre que será dado como presente à sobrinha hiperativa do mergulhador, que possui um aparelho dentário assustador. Enquanto isso, Marlin decide superar seu medo das profundezas e embarcar numa jornada para encontrar Nemo. Ele recebe ajuda de Dory, uma peixe com perda de memória recente, dobrada pela comediante Ellen DeGeneres e em Portugal por Rita Blanco.

https://youtu.be/8RJf00mClJ8

Juntos, Marlin e Dory enfrentam desafios como enganar tubarões, passar por campos minados e sobreviver à grande corrente australiana. Em determinado momento, eles são engolidos por uma baleia e, por fim, chegam a Sydney, onde está o Nemo. Enquanto Nemo tenta corajosamente escapar do aquário, Marlin faz o possível para resgatá-lo.

https://youtu.be/UjWFVm1loPQ

Valores

Sem dúvida, o aspecto mais marcante do filme é a presença de fortes valores morais. A sua abordagem pró-pai e família é capaz de emocionar até mesmo os pais mais insensíveis. Embora não haja referências diretas a Deus, existem alegorias redentoras e um sentimento de gratidão presente na trama. Embora haja uma leve menção ao termo “barco” por parte de um dos peixes, essa referência é subtil e pouco significativa.

Além disso, há uma abordagem suave e politicamente correta quando o tubarão diz: “Peixes são amigos, não comida” durante uma reunião dos Comedores de Peixes Anónimos, uma paródia divertida dos Alcoólicos Anónimos, que é difícil imaginar que possa ofender alguém.

Cativando o mundo

Seguramente, a Pixar encantou o público com a sua habilidade de criar um oceano visualmente deslumbrante, repleto de cores vibrantes e animação fluida, através de “À Procura de Nemo”. No entanto, a beleza visual do filme foi apenas uma parte de seu apelo. Stanton também apresentou uma história sincera que abordou temas como amizade, luto e amadurecimento de forma emocionalmente madura e complexa.

Nesse ponto, uma das conquistas notáveis do filme foi a maneira como a consciência ambiental foi transmitida ao público. Ao mesmo tempo em que contavam a história de um pai aprendendo a aceitar o crescimento do seu filho como indivíduo. Fora o teor emocional, através de um argumento conciso Stanton, Peterson e Reynolds conseguiram espalhar a mensagem sobre a importância de proteger o meio ambiente marinho.

Óscares

Além de tudo, o sucesso de “À Procura de Nemo” não se limitou apenas à sua recepção críticaretorno financeiro e popularidade entre o público. A obra ganhou o prémio de Melhor Animação na 76ª edição dos Óscares e tornou-se o segundo filme de maior bilheteria de 2003, mostrando sua relevância e apelo para uma ampla audiência.

Um filme para adultos

Em “À Procura de Nemo”, somos apresentados a um pai viúvo que perde os seus filhos ainda não nascidos, estabelecendo um tom emocionalmente pesado. Nesse cenário, a animação habilmente transita entre momentos de comédia sincera, imagens luminosas e caleidoscópicas, e uma mensagem profunda sobre correr riscos, superar medos e evoluir como indivíduo.

Através dessa narrativa, o filme aborda a importância de enfrentar desafios e explorar novos horizontes, enquanto também retrata a jornada emocional de um pai aprendendo a aceitar o crescimento e a independência de seu filho. Essa abordagem oferece ao público uma experiência cinematográfica multifacetada, combinando elementos de entretenimento, reflexão e amadurecimento.

Continue a nadar

Uma das razões para o impacto duradouro do filme é o seu tema de resistência e perseverança diante da adversidade. De modo especial, essa mensagem ressoou em pessoas de todas as idades, desde crianças até adultos e idosos, em todo o mundo. A frase icónica de Dory, “Apenas continue a nadar”, tornou-se um mantra e um princípio orientador para enfrentar os desafios da vida um passo de cada vez.

https://youtu.be/UIV24i-nE6w

Em vista disso, essa combinação de bela animação, uma história emocionalmente rica e temas universais deu a “À Procura de Nemo” um sucesso absoluto e o estabeleceu como um marco na filmografia da Pixar.

Pioneirismo

A obra foi um marco na indústria da animação por computador, estabelecendo um novo padrão que impactou todos os filmes de CGI que surgiram depois, tanto da Pixar quanto de outros estúdios. Para mais, o filme foi o primeiro da Pixar a crescer junto com seu público, demonstrando confiança no seu grupo demográfico mais jovem para compreender e assimilar temas complexos.

Não é apenas entretenimento infantil

Em suma, “À Procura de Nemo” transcende o simples entretenimento infantil, elevando-se a um nível de excelência técnica e narrativa. A sua capacidade de emocionar e cativar públicos de todas as idades, combinada com sua inovação visual, estabeleceu um novo padrão para a animação por computador e consolidou o seu lugar como um marco na história do cinema.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Verified by MonsterInsights