“Surdina” em antestreia no Cinema Trindade

Segundo o plano nacional de desconfinamento, o dia 1 de Junho foi a data determinada para a reabertura dos cinemas. As salas de espectáculo passam a trabalhar com lugares marcados e a lotação será reduzida de modo a cumprir-se o distanciamento físico.
Contudo, poucas salas de cinema vão reabrir a 1 de Junho.
Na curta lista de salas de cinema que vão reabrir já na próxima segunda feira, 1 de Junho, encontra-se o Cinema Trindade, no Porto, com o anúncio da antestreia de Surdina em sessões na presença do realizador e da equipa do filme.

Pode efectuar a resreva de bilhetes para as sessões especiais por e-mail producao.cinematrindade@gmail.com ou telefone através dos contactos 915695279 ou 223162425. Os Bilhetes têm o custo unitário de 6,00€ (normal) ou 4,50€ (Tripass).
O mais recente filme realizado por Rodrigo Areias (Estrada de Palha) reúne no grande ecrã um extraordinário elenco de onde se destaca António Durães (Capitão Falcão), Ângela Marques (Uma Vida Sublime), Ana Bustorff (A Herdade), Jorge Mota (A Floresta das Almas Perdidas) e Mário Moutinho (Sefarad).
Surdina de Rodrigo Areias
Segundo a sinopse,
Num espaço rural, um velho homem recebe a notícia de que a sua falecida mulher foi vista a fazer compras na feira.
Revoltado, pretende esconder-se de todos, despeitado e triste, mas os seus amigos insistem para que não dê ouvidos ao povo e aproveite tal facto para se fortalecer e, quem sabe, casar-se de novo.
Esta é uma história da delicadeza de se ser velho, do que resta ainda para sonhar e para amar quando a idade avança significativamente e o corpo se enfraquece. Num Portugal antigo e recôndito, que afinal existe, apesar de tudo quanto façamos para nos modernizarmos.

Surdina de Rodrigo Areias

Surdina é uma tragicomédia minhota com argumento escrito por Valter Hugo Mãe. A estreia mundial aconteceu na 43ª Mostra Cinematográfica de São Paulo, no Brasil, com excelentes reações dos espectadores e da crítica.

  Cinema: Crítica - Freaks

Surdina Poster

A estreia nos cinemas portugueses de Surdina esteve marcada para 16 de Abril.

Ricardo Lopes

Começou a caminhar nos alicerces de uma sala de cinema, cresceu entre cartazes de filmes e película. E o trabalho no meio audiovisual aconteceu naturalmente, estando presente desde a pré-produção até à exibição.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!