O Dia Mais Curto

Central Comics

Banda Desenhada, Cinema, Animação, TV, Videojogos

Square Enix: Não serão demasiados RPG de uma só vez?

A Square-Enix, como é certo e sabido é uma empresa que sempre teve como foco muito grande os RPG. No entanto, começam a ser demasiados em tão pouco tempo!

   Various Daylife

Neste artigo vou pegar em dois exemplos sonantes de jogos da Square-Enix, que são RPG e, mesmo não parecendo à primeira vista, acabam por ter demasiados pontos em comum.  Falo-vos então de The DioField Chronicle e de Various Daylife.

Em Various Daylife estamos no ano 211 da Era Imperial, quando um novo continente foi descoberto. Devemos então explorar cada canto de Antoecia, enquanto vivemos a nossa melhor vida na cidade de Erebia. Um conceito até interessante, devo admitir, mas quando olhei mais a fundo para este jogo vieram logo memórias à cabeça. As parecenças com Braverly Default 2 eram demasiadas, tanto a nível de personagens, como a nível de mecânicas de combate.

Various Daylife

Não quero com isto dizer que Various Daylife é um jogo mau, antes pelo contrário, é bastante bom. No entanto, por conta dos visuais e da jogabilidade, na mente de um jogador de RPG pode parecer uma versão mais barata de um jogo anterior, que nem um ano tem. Portanto, pode parecer assim um pouco mais repetitivo para os jogadores.

The DioField Chronicle

Por outro lado, o caso de The DioField Chronicle é um pouco diferente. Trata-se de um RPG de estratégia onde controlamos um grupo de mercenários de elite chamados “Blue Fox”, que lutam pelo destino da humanidade. Penso que este tipo de história já ouvimos todos, mas ao mesmo tempo, também me parece que foram buscar elementos a Triangle Stratergy…um jogo lançado este ano. Portanto, em menos de um ano temos dois jogos que tem elementos similares o que pode acabar por “matar” um pouco o jogo.

Gostava de conseguir defender mais The DioFIeld Chronicle, porque realmente é um jogo interessante e divertido, mas quando o preço é proibitivo e é uma espécie de reciclagem mais moderna de um jogo que ainda está fresco na memória dos jogadores. Todos estes fatores acabam por magoar a performance do jogo, por questões de serem demasiadas cópias do mesmo jogo.

The DioField Chronicle

Resta concluir que, a Square-Enix tem lançado inúmeros jogos por ano e, efetivamente é uma empresa enorme, mas ao mesmo tempo tem lançado sempre o mesmo jogo todos os anos. Não será necessário aqui uma reviravolta, uma mudança de paradigma perante este tipo de jogo?

Para terminar, a título de curiosidade deixo-vos a nota que daria a ambos os jogos: um sólido 5 em 10.

 

Ficha Técnica:
Various Daylife (PC, PlayStation 4, Nintendo Switch)

Desenvolvedora e Editora: Square-Enix

The DioField Chronicle (PC, PlayStation 4,PlayStation 5, Nintendo Switch, Xbox Series, Xbox One)
Desenvolvedora e Editora: Square-Enix

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *