Os esquecidos nas nomeações aos Oscars!

A temporada de prémios em Hollywood entrou na fase final, e finalmente foram conhecidos os nomeados para os mais apetecíveis prémios da indústria cinematográfica, como anunciámos aqui!

Apesar de a lista de nomeados não revelar surpresas, eis alguns esquecidos pela Academia das Artes e Ciências de Hollywood.

DestroyerNuma análise imediata a grande “ignorada” será Nicole Kidman!

A actriz, de 51 anos, regressou em plena forma ao grande ecrã e a sua impressionante interpretação em “Destroyer: Ajuste de Contas” era uma das mais fortes candidatas à nomeação ao Oscar na categoria de Melhor Actriz. Num ano de bons trabalhos, a sua interpretação em “Boy Erased” poderia também ter valido uma nomeação na categoria de Melhor Actriz Secundária. Nicole Kidman contenta-se em olhar para o Oscar conseguido pela sua interpretação em “As Horas”.
Na lista de nomeadas ao Oscar para Melhor Actriz também não encontramos o nome de Julia Roberts, pela desempenho de mãe desesperada em “O Ben Está de Volta” , nem o nome de Rosamund Pike pela sua interpretação em “Uma Guerra Pessoal“.

Ethan Hawke First ReformedNa categoria de Melhor Actor também não foi anunciada a nomeação – para possível homenagem na cerimónia de entrega dos Oscars – dois dos nomes maiores de Hollywood: Clint Eastwood (por “Correio de Droga”) e Robert Redford (por “O Cavalheiro com Arma”).
Fora da lista dos nomeados para Melhor Actor ficou ainda Ethan Hawke, pela sua sofrida personagem em “No Calor da Escuridão”. O filme, realizado por Paul Schrader, falhou também a nomeação de Melhor Filme.
E apesar da lista de nomeados a Melhor Filme incluir oito títulos, muitos mais poderiam ter sido incluídos na lista, como “Se Esta Rua Falasse”, “O Primeiro Homem na Lua” ou até mesmo “Um Lugar Silencioso”.

Assim Nasceu uma Estrela” está nomeado em 7 categorias, no entanto seria expectável ver o nome de Bradley Cooper na lista de nomeados a Melhor Realizador. A lista de nomeados conta com 5 nomes, mas não vemos o reconhecimento (através da nomeação ao Oscar para Melhor Realizador) do trabalho dos Irmãos Coen em “A Balada de Buster Scrugs”, Ryan Coogler por “Black Panther” . E a maior ausência:  de Bryan Singer pelo magistral trabalho em “Bohemian Rhapsody(a Academia ter-se-á influenciado por outras situações).   

A originalidade do argumento de “Sorry to Bother You” não foi suficiente para conseguir a nomeação ao Oscar. Na mesma situação está “Eigth Grade”, que bem poderia ter sido uma das surpresas na lista de nomeações.

  Cinema: Crítica - Skin (2019)

Quanto a filmes completamente ignorados pela Academia:

Crazy Rich Asians”, a qualidade do argumento adaptado e a interpretação de Michelle Yeoh poderiam ter incluído o título na lista de nomeações e finalmente poderia chegar a Portugal a grande surpresa das bilheteiras norte-americanas;

Boy Erased” poderia constar na categoria de Melhor Actor (Lucas Hedges), de Melhor Actriz Secundária e de Melhor Argumento Adaptado.

Viúvas” poderia ter conseguido algumas nomeações nas categorias de interpretação, mas este ano a concorrência já estava bem posicionada para as nomeações.

Monstros Fantásticos: Os Crimes de Grindewald” poderia ter conseguido algumas nomeações nas categorias técnicas e de direcção artística. Mas a Academia não foi em magias!

Este ano Portugal teve três filmes candidatos a nomeação a Melhor Filme Estrangeiro: “Peregrinação”, de João Botelho, foi o filme indicado por Portugal.

No entanto mais duas co-produções poderiam levar o orgulho nacional para a noite dos Oscars. O Brasil indicou “O Grande Circo Místico”, filmado em Portugal e coproduzido pela Fado Filmes.
A Argentina escolheu indicar “Zama”, uma co-produção entre diversos países entre os quais Portugal (através da Som e a Fúria).

Não seria de estranhar, que tal como aconteceu com “Cold War- Guerra Fria”, também “Zama” fosse nomeado para o Oscar de Melhor Fotografia, mérito do fabuloso trabalho de Rui Poças.

Ricardo Lopes

Começou a caminhar nos alicerces de uma sala de cinema, cresceu entre cartazes de filmes e película. E o trabalho no meio audiovisual aconteceu naturalmente, estando presente desde a pré-produção até à exibição.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *