Os 30 anos do Amadora BD!

O Festival Internacional de Banda Desenhada está de regresso, entre os dias 24 de outubro a 3 de novembro, para celebrar a sua 30ª edição. Fundado no município da Amadora, o festival conta com exposições, sessões de autógrafos, visitas guiadas e convidados especiais, oficinas, debates e workshops para todos os gostos.

O Fórum Luís de Camões acolhe diversas exposições com destaque para o “80º Aniversário de Batman”, que evoca as histórias e momentos mais icónicos e a apresentação dos autores que mais contribuíram para a evolução da personagem e “Stan Lee – O Mito e as Criações”, que revela o processo criativo e o impacto mediático de um dos pais do universo Marvel.

“30 anos, 30 cartazes ”, celebra os últimos 30 anos do festival, onde apresenta o percurso pela comunicação visual do festival e os cartazes que, ano após ano, promoveram o evento, fazendo uma viagem não apenas pela sua história, como da própria banda desenhada nacional, recordando todos aqueles fizeram parte do festival e homenageando a nona arte.

Já em “XIII – A grande Aventura” pode ver-se a série de BD emblemática que foi adaptada para um videojogo em 2003, dando origem a series e filmes, cuja inspiração vem da personagem Jason Bourne criada pelo romancista Robert Ludlum. Com a mostra “O Traço é o Caminho” de Jorge Coelho, que conquistou um lugar profissional nos palcos internacionais graças à presença regular em projetos de editoras norte-americanas como a Marvel, encontra-se representado o desenvolvimento do artista. “Geraldes Lino visto pelos amigos”, uma homenagem ao autor, é composta por bandas desenhadas, onde a sua pessoa aparece discreta ou ostensivamente caricaturada, tal como “Vasco Granja e a BD”, que retrata a vida e a obra, destacando a sua importância na divulgação da Banda Desenhada e do cinema de animação em Portugal. Por sua vez, “BD Universal de Alfonso Font” é a exposição feita em parceria com o Clube Português de Banda Desenhada, promovendo uma retrospetiva da obra deste autor incontornável da BD espanhola, cuja presença está confirmada no Amadora BD.

Para finalizar, nas sessões de autógrafos, os visitantes poderão encontrar Marjolaine Leray, Rubén Pellejero, Susa Monteiro, Miguel Mendonça, Keko, Peter Snejbjerg, Tommi Musturi, e muitos outros. Poderão, ainda, participar em oficinas, dedicadas a crianças e adultos, onde se aprenderá a fazer heróis animados, novelas gráficas, artes plásticas e álbuns ilustrados.

Ao longo dos últimos anos, o festival tornou-se uma referência enquanto evento que destaca a Banda Desenhada através de muitos convidados, lançamentos e prémios, com o intuito de engrandecer o que de melhor se faz, em Portugal e no mundo, pela nona arte.

O Amadora BD tem início agendado para dia 24 de outubro, às 21h30 com entrada gratuita.
Nos restantes dias o preço do bilhete é de 3€ para o público em geral.

EXPOSIÇÕES

Vasco Granja e a BD

Vasco Granja e a BD: assinalando 10 anos sobre o desaparecimento desta personalidade que marcou várias gerações de crianças portuguesas, procura-se fazer uma homenagem através de uma exposição sobre o espólio por ele deixado, relacionado com a sua paixão sobre a banda desenhada.

Um Capuchinho Vermelho, de Marjolaine Leroy

“Um Capuchinho Vermelho, de Marjolaine Leray: prémio de melhor ilustrador estrangeiro, 2018 – Editora Orfeu Negro

Capuchinhos vermelhos há muitos, mas este é um capuchinho destemido e não vai deixar-se engolir pelo maldito lobo! Com ilustrações de traço minimal, Marjolaine Leray recria este conto tradicional de forma inesperada e acrescenta-lhe um humor muito especial que irá deliciar miúdos e graúdos”

Stan Lee – O Mito e as Criações

O processo criativo e o impacto mediático de um dos pais do universo Marvel a celebração de um dos argumentistas e editoras mais importantes do mundo dos super- herois, um ano após a sua morte. UBBO apoia a exposição Stan Lee.

Sonho, de Susa Monteiro

Sonho, de Susa Monteiro: prémio de melhor ilustrador português, 2018. O álbum “Sonho” é da autoria de Susa Monteiro e integra a coleção “Imagens que Contam”, da editora Pato Lógico. Nesta série, cada narrativa é contada exclusivamente por imagens, integrada num formato com algumas regras predefinidas: 32 páginas (mais guardas), um título com uma palavra apenas e a reinterpretação do logotipo da editora.

Projecto ComEdu: Comics for Education

Projecto ComEdu: Comics for Education – trata-se de um projecto financiado pelo Programa Erasmus+ que recorre à banda desenhada para fazer uma abordagem diferente a assuntos de cariz social, politico e/ou educativo.

Todos os trabalhos feitos no âmbito deste projecto serão compilados numa antologia, que será oficialmente lançada no festival; a apresentação do projecto para além da exposição incluirá workshops e actividades para jovens. Alguns dos temas abordados: discriminação e exclusão social, migrações, ecologia, género, media e fake news, violência escolar, entre outros.

Edibar & C.ª

“Edibar & C.ª” é um fenómeno de popularidade no Brasil da autoria do cartoonista Lúcio Oliveira. A série tem sido publicada em diversos jornais, revistas e páginas online, e também nas redes sociais (só na plataforma Facebook, a página de Edibar ultrapassa o meio milhão de seguidores!).

Criada, em 2001, a série Edibar retrata um homem de meia idade machista, boémio e mulherengo. Edibar é camionista de profissão e vive com a esposa, Edimunda. De vez em quando recebe a visita da sogra, Ana Conda, com quem tem uma relação algo turbulenta.

MARE CLAUSUM – Banda Desenhada sobre Porcelana

 “BD sobre porcelana”: uma colaboração com a empresa portuguesa Vista Alegre que irá lançar uma nova colecção, com vários autores portugueses, em que a banda desenhada é a estrela.

A primeira peça da coleção, que foi batizada com o nome”Kraak” é da autoria de Penim Loureiro e será apresentada pela primeira vez no Amadora BD,

  • MARE CLAUSUM Banda Desenhada sobre Porcelana

XIII, A Grande Aventura

XIII – esta série emblemática da BD europeia, foi inspirada nos romances e filmes de Jason Bourne, e por sua vez deu origens a series TV, filmes e jogos. A editora Leya está a publicar durante este ano a versão portuguesa do últimos álbuns lançados em França, actualizando assim os amantes da serie em Portugal

PSA Retail-Peugeot apoia a exposição XIII.

Geraldes Lino visto pelos seus amigos

Geraldes Lino visto pelos seus amigos: exposição sobre os “cameos” de Geraldes Lino: individualidade incontornável da comunidade bedéfila portuguesa, poucos foram os autores português de BD que não homenagearam Geraldes Lino através da inclusão de “cameos” dele nas suas histórias.

Com esta exposição, o AmadoraBD procura prestar um tributo a Geraldes Lino, desaparecido no início de 2019, de uma forma mais leve e brejeira que reflita a sua personalidade.

CONGO: Um Mundo Esquecido

Projecto da Mudnag Edições, composto por dois irmãos: Henrique e Duarte Gandum. No âmbito desta exposição, vai ser feito o lançamento/apresentação oficial da curta-metragem que os irmãos fizeram com base no livro.

CONGO: Um Mundo Esquecido’ é um livro de Banda-Desenhada, da autoria de Henrique Gandum (narrativa e desenho), sobre portugueses no Congo, que nos leva por uma viagem inesperada e perigosa pelo desconhecido, em pleno continente africano em finais do século XIX.

Desenvolvido no decorrer de mais de dois anos, ‘CONGO: Um Mundo Esquecido’ é o primeiro livro de uma saga que nos irá revelar lendas e mitos com base em relatos reais da época, contados por exploradores de vários países, entre os quais os portugueses.

 “Grande” de André Ducci

“Grande” (Polvo, 2019) surgiu como uma proposta de realização de uma Banda Desenhada para crianças ainda não alfabetizadas e nele é possível observar que, no trabalho de André Ducci (Curitiba, 1977), é sempre constante o processo entre a elaboração do rascunho e a aplicação da arte final. O autor prefere efectuar um esboço a lápis, simples, bruto e rápido, mas sem perder a energia dos primeiros traços e depois explorar e experimentar ao máximo as possibilidades de finalização e colorização proporcionadas pelos recursos digitais.

  Colecção Watchmen vol. 7 – Todos Estamos Loucos

Dampyr encontra Fernando Pessoa

A exposição terá por base o livro da série Dampyr, O Suicídio de Alesteir Crowley, de Mauro Boselli e Michele Cropera, cuja história parte dos factos reais do suicídio simulado do mago inglês na Boca do Inferno, com a cumplicidade de Fernando Pessoa, para criar uma história de ficção que mistura de forma surpreendentemente, inventiva e eficaz, o universo da série Dampyr, com Fernando Pessoa, Aleister Crowley, o Terramoto de 1755 e os ancient ones do escritor H. P. Lovecraft, com o Cthulu a estar na origem do terramoto.

És meu amigo ou meu fã?, colectiva CCC#5

Esta colectiva de Banda Desenhada apresenta três autores da Chili Com Carne com vozes únicas no panorama português, sendo que à primeira vista, nada os une…, são eles: Xavier Almeida, Tiágo Baptista e Mariana Pita. Reflectindo sobre as suas obras vamos descobrindo autobiografias mais ou menos encobertas

O Traço é o caminho – Retrospectiva de Jorge Coelho

A presente mostra percorrerá a obra de banda desenhada do trabalho de Jorge Coelho e convida os visitantes a percorrem de uma forma sucinta e representativa o desenvolvimento do artista, caminho o qual ainda promete estender-se de forma surpreendente.

Comix Street Journal, de Cha Nic

O Comicx Street Journal é um jornal mensal em banda desenhada que desde 2015 é distribuído gratuitamente na cidade de Bruxelas Inspirado no modelo dos jornais expostos nas ruas no período entre-guerras, nos pashkevils em Jerusálem e a arte urbana de cariz político,.Cha Nic (Nicolas Chalupa) produz este jornal de tiras, livre e gratuito, cujo sucesso já extravasou as fronteiras da Bélgica e que terá uma edição dedicada ao Amadora BD.

Andromeda, o longo caminho para casa

A exposição irá abordar o percurso não só da personagem principal pelo universo de “Andrómeda – O longo caminho para casa”, como do próprio autor, Zé Burnay, nesta jornada do herói sem destino ainda definido.

Composto por três capítulos (Bugonía, A casa no horizonte e Nossa mãe, a montanha), estamos perante uma obra cheia de simbologia e misticismo, perfeita para o traço detalhado do artista onde todas as referências que o acompanham, compõe este mundo único.

A BD Universal de Alfonso Font

No âmbito da nova edição do Festival Internacional de Banda Desenhada da Amadora – Amadora BD, o Clube Português de Banda Desenhada foi convidado para, em parceria, promover a apresentação (com exposição e presença do autor) de um nome grande da banda desenhada internacional.

A Assembleia das Mulheres e o comunismo sexual na Atenas Clássica

“As Mulheres na Assembleia: Utopia, Comunismo Sexual e Sátira Política na Grécia Antiga”, álbum de banda desenhada, de José Nuno Fraga, sobre a peça humorística de Aristófanes e cujo lançamento será feito no Amadora BD. As mulheres de Atenas decidem tomar conta do poder, cansadas da incapacidade dos homens no governo. Exposição proposta pela Editora A Seita, com comissariado de José Freitas.

80 anos de Batman

A exposição que comemora os 80 anos do Batman é um momento de reflexão sobre o universo desta personagem da DC Comics, a galeria de personagens mais relevantes, a evocação das histórias e momentos mais icónicos e a apresentação dos autores que mais contribuíram para a evolução da personagem. Este é também um momento para captar novos leitores, sobretudo crianças e adolescentes que conhecem a personagem dos filmes, mas que nunca leram um livro.

Explorada por inúmeros autores que argumentaram ou desenharam histórias sobre esta personagem, a ligação umbilical entre a cidade de Gotham e Batman serve de conceito base para esta exposição.

30 anos, 30 cartazes

Celebrando os últimos 30 anos do festival Amadora BD, apresentamos nesta exposição retrospectiva um percurso pela comunicação visual do festival ao longo dos anos. Nesta exposição celebra-se os cartazes que, ano após ano, promoveram o evento. Tão distintos quanto os artistas que os desenharam, revelam agora uma viagem perante não só a história do evento, como da própria banda desenhada nacional. Um verdadeiro catálogo do talento “da casa” e um percurso pela memória de todos aqueles que, direta ou indiretamente, percorreram com o festival estes trinta anos de história.

Exposição apoiada pelo Pingo Doce

OFICINAS

Fórum Luis de Camões (Crianças e Adultos)

Dia 26 de outubro

  • Oficina “Vamos fazer brinquedos óticos?” – 10:30 – 12:30 – Sala de Workshops 1
  • Oficina – Oficina “Comix Street Journal – 16:00 – 17:00 – – Sala de Workshops 2
  • Oficina “Vamos fazer heróis animados?” – 15:30 – 17:30 – Sala de Workshops 1

Dia 27 de outubro

  • Hora do Conto 27 – piso -1 “As Cozinheiras do Rei” – 11:00 – 11:45 –
  • Oficina “Vamos fazer uma novela gráfica?” – 10:30 – 12:30- Sala de Workshops 2
  • Oficina – “Vamos fazer rabiscos?” – 16:00 – 17:00 – Sala de Workshops 1
  • Oficina “Vamos fazer um fanzine passaporte?” – 10:30 – 12:30- Sala de Workshops 1

Oficina “Comicx Street jornal” – 16h00 – 17h00 –  Sala de Workshops 2

Dia 01 de novembro

  • Oficina “Vamos aprender artes plásticas?” – 10:30 – 12:30 – Sala de Workshops 1
  • Oficina: “Vamos fazer um fanzine?” – 10:00 – 13:00 – Sala de Workshops 2

Hora do Conto – Piso -1 “Sonho” e “Um capuchinho vermelho” – 11:00 – 11:45

Dia 02 de novembro

  • Execução de painel em formato workshop – 10:00 – 13:00 – Sala de Workshops 2
  • Oficina “Vamos fazer um álbum ilustrado?” – 17:15-19:00 – Sala de Workshops 2

Oficina “Vamos fazer um jogo de tabuleiros?” – 10:30 – 12:30 – – Sala de Workshops 1

Oficina “Vamos criar personagens?” – 15:00 – 17:00 – – Sala de Workshops 1

Dia 03 de novembro

  • Hora do Conto – Piso -1 “As cozinheiras do Rei” – 11:00 – 11:45
  • Oficina “Vamos fazer animação com recortes? – 15:30 – 17:30 – Sala de Workshops 1

Oficina “Vamos fazer pop-ups?” – 10:30 – 12:30 – Sala de Workshops 1

AGENDA

VISITAS

Visitas escolares:

As visitas guiadas são contextualizadas por um guia que fornece explicações sobre os temas em exposição e têm um mínimo de 10 participantes e um máximo de 25, com duração de 1h. As visitas estão pensadas considerando a faixa etária dos visitantes.

As visitas guiadas com oficina são orientadas por um guia e dirigidas ao 1º e 2º ciclos.

As visitas não guiadas são orientadas por um colaborador que irá encaminhar o grupo ao longo do percurso e têm um limite máximo de 25 pessoas, com duração de 45min a 1h00.

VISITAS GUIADAS Feriado e FDS

Ao fim-de-semana: As visitas são livres, temáticas e conduzidas por autores ou especialistas, nacionais e estrangeiros presentes

INFORMAÇÕES UTEIS

24 DE OUTUBRO A 03 DE NOVEMBRO
2ª A 4ª: 09H00 – 20H00
6ª E VÉSPERA DE FERIADO: 09H00 – 22H00
FERIADO E SÁBADOS: 10:00- 22H00
DOMINGOS: 10:00 – 20H00

BILHETES

PÚBLICO EM GERAL: 3 €
MUNÍCIPES DA AMADORA, ESTUDANTES, PORTADORES DE CARTÃO-JOVEM, PENSIONISTAS E SENIORES (+65): 2€
LIVRE-TRÂNSITO: 10 €
ATÉ AOS 12 ANOS: GRATUITO

GRATUITO PARA AS ESCOLAS E INSTITUIÇÕES DE SOLIDARIEDADE SOCIAL DA AMADORA.
GRATUITO PARA VISITANTES MASCARADOS DA SUA PERSONAGEM FAVORITA DE BD

Hugo Jesus

Co-criador e administrador do Central Comics desde 2001. É também legendador e paginador de banda desenhada, e ocasionalmente argumentista.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *