Central Comics

Banda Desenhada, Cinema, Animação, TV, Videojogos

Jogos – Análise: Shin-chan: O meu Verão com o professor

Shin-chan regressa aos videojogos, com uma entrada bastante bem-humorada. Mas será o suficiente?

  Shin-chan: O Meu Verão com o Professor

Shin-chan, para as crianças da década de 2000 não é um nome totalmente desconhecido, devido a ter passado inúmeras vezes na televisão nacional. Atualmente, quando visitamos redes sociais como o Instagram e o Tik Tok ainda é possível encontrar alguns momentos da série por lá espalhados, especialmente por conta da sua natureza cómica. Por outro lado, a série My Summer Vacation, deste lado do planeta não é assim tão conhecida, devido aos seus lançamentos terem ficado pelo Japão. E é numa união surpreendente que este jogo se situa.

Shin-chan: O Meu Verão com o Professor – A Semana Interminável tem talvez a história mais surreal possível. Para conhecedores da franquia não é um grande espanto, mas quando nos dizer que Shin-chan e a sua família vão fazer uma viagem até Kyushu, mas, pelo caminho conhecem o Dr. Akuno que lhes entrega uma máquina fotográfica especial e que, por motivos que não poderei falar nesta análise por serem momentos cruciais para a trama, a personagem titular do jogo fica preso num loop temporal que repete os sete dias das férias, sabemos que vem aí um jogo interessante e divertido.

Shin-chan: O Meu Verão com o Professor

Graficamente, parece que estamos a assistir a um episódio (ou, neste caso, um filme) da série em alta-definição, já que cada personagem é detalhada ao máximo e o ambiente em que jogamos é uma espécie de cruzamento entre o 2D e o 3D. Porém, a reação das personagens a alguns dos nossos movimentos é algo imperdível de se ver, já que até um botão dedicado para mostrarmos o nosso traseiro (um costume da série) temos, o que pode levar a situações hilariantes enquanto tentamos escapar destas férias intermináveis.

Porém, a jogabilidade vem ainda melhor o jogo mais do que devia. Nesta aventura simples e casual, além de termos que tirar fotos que vão servir para um pequeno diário que temos sempre com a personagem (e que, vamos ser sinceros, tem alguns comentários incríveis e que farão o jogador rebolar a rir), também podemos apanhar insetos e até pescar. Estas atividades já eram costume da série principal, mas, fazê-los no ambiente da história de Shin-chan torna-o mais especial. Além disso, também existem pequenas missões que podemos completar falando com os moradores que vamos encontrando ao longo da nossa aventura, e prepararem-se, porque alguns momentos conseguem ser completamente surreais e sem estarmos à espera deles.

Shin-chan: O Meu Verão com o Professor

Resta concluir que, Shin-chan: O Meu Verão com o Professor – A Semana Interminável é um jogo divertido, especialmente para os fãs das franquias aqui presentes, mas que, caso o leitor esteja à procura de um jogo casual para jogar durante as horas de maior calor, é simplesmente perfeito.

Nota Final: 8/10

Shin-chan: O Meu Verão com o Professor – A Semana Interminável está disponível para Nintendo Switch, com versões PlayStation 4 e PC a caminho

 

Desenvolvedores e Distribuidores: Neos Corporation

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.