Central Comics

Banda Desenhada, Cinema, Animação, TV, Videojogos

Jogos: Análise – Mighty Goose

Mighty Goose é mais um jogo na onda retro que invadiu as nossas consolas nos últimos tempos onde controlamos um ganso cibernético e temos de matar tudo o que vão aparecendo à nossa frente.

Mighty Goose

É isso mesmo, no clássico estilo run-and-gun, este jogo desenvolvido pela Blastmode e publicado pela PLAYISM, saiu em Junho de 2021 no Nintendo Switch, PlayStation 5, PlayStation 4, Xbox One, e PC via Steam, e o Central Comics já fez o seu gameplay que poderão recordar aqui:

A premissa é mesmo muito simples, assim como a mecânica do jogo. Temos de caçar vilões pela galáxia, por cinco estágios, disparando o mais rápido que conseguirmos e desviar os ataques inimigos. No final de cada nível, temos o inevitável boss para derrotar.

A comparação com Metal Slug é inevitável pois é mesmo uma inspiração assumida pelos criadores. Aqui a reviravolta é que em vez de pessoas naquilo que parece uma guerra terrestre, temos personagens muito loucas aos tiros qual ópera espacial bem humorada.

Durante a nossa jornada recebemos a ajuda de uns aliados ainda mais estapafúrdios, como por exemplo uma pata que deita ovos explosivos, que, e só nestas alturas, podemos activar um segundo jogador à partida para compartilhar connosco a jogatina. No entanto, não é obrigatório que seja um segundo jogador, pois por defeito esse aliado é controlado por I.A. Infelizmente estas personagens são tão simples (a pata limita-se a andar e saltar de um lado para o outro a lançar ovos de x em x segundos), que a experiência desse segundo jogador fica ali entre o frustrante com o aborrecido.

Temos ainda opções que acabam por dar algo mais ao jogo, assim como facilitá-lo um pouco. Durante o jogo temos a nossa arma básica com tiros ilimitados que é na verdade muito fraca a partir do segundo nível para a frente, ou para batalhar com qualquer boss, mas podemos apanhar pelo caminho mais 3 armas diferentes, mas com artilharia limitada. No entanto, sempre que derrotamos um inimigo ganhamos moedas e a qualquer altura podemos pausar o jogo e comprar uma nova arma, o que é algo mesmo muito útil.

Além disso também vamos desbloqueando vários power-ups que, mediante a nossa barra de energia total, podemos escolher aqueles que gostamos mais. Na pratica existem umas 10 melhorias, mas só podemos usar 3-4 de cada vez. Esses poderes, são do estilo, andar mais rápido, mas poder de fogo, duplo salto, etc.

Para os amantes do género, como eu, irão certamente encontrar aqui um jogo muito divertido, muito rápido e com movimentos e comandos super-suaves e que com a vibração do Dualshock ou Dualsense (o jogo foi testado na PS4) a elevar a imersividade e emoção a patamares elevados. Como pontos negativos tenho de realçar de novo a fraca característica em co-op (e que nem sequer tem compatibilidade com o share play), e também a longevidade do jogo que acaba por ser bastante curta.

O Mighty Goose está disponível na Nintendo Switch, PlayStation 5, PlayStation 4, Xbox One e Steam para Windows PC por US $ 19,99 / 17,99.

Classificação: 70%

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *