Central Comics

Banda Desenhada, Cinema, Animação, TV, Videojogos

Conheça as novidades do 43º Fantasporto

O Fantasporto está de volta e cada vez mais forte a nível internacional. internacionais e nacionais. Vejam aqui os destaques para a edição de 2023.

Antestreias Mundiais, Europeias, internacionais e nacionais. O ano da trilogia MELCHIOR, dos últimos filmes de Zanussi, Eiji Uchida, Milcho Manchevski, Vassilis Mazomenos, Takashi Shimizu, o oscarizado Kristóf Deák, do cinema europeu que volta em força ao Fantasporto ou do vindo da Ásia e que mantém o seu impacto no Fantasporto. No fundo 67 países sujeitos a selecção com centenas de filmes extremamente recentes, isto para chegarmos a uma selecção final de 86 antestreias absolutas em Portugal com sabores diversificados, mas sobretudo reflexo do melhor cinema que se vem fazendo a nível mundial e particularmente, em Portugal.

Celebramos a 43ª edição do Festival Internacional de Cinema do Porto, agora num novo espaço recém-inaugurado, o histórico Cinema Batalha, agora denominado Batalha – Centro de Cinema, bem no centro da cidade, junto ao Teatro S. João e à zona comercial mais nobre da cidade, a Rua de Santa Catarina. 

Se preferirem em áudio, ouçam, na íntegra, a conferência de imprensa que houve a 17 de Janeiro, na voz dos seus directores Beatriz Pacheco Pereira e Mário Dorminsky:

ABERTURA E ENCERRAMENTO DO FANTASPORTO

A Abertura é feita no dia 24 de Fevereiro com o britânico “Shepherd”, de Russel Owen, na presença do realizador, um filme sobre os traumas de um homem que se isola do mundo. E com este filme inicia-se também a competição internacional do Cinema Fantástico e a grande maratona cinéfila. Um dos filmes ingleses de maior impacto no ano passado, considerado pela Variety, Screen International Empire ou pelo Film Total como um dos mais importantes filmes do ano cinéfilo.

O Fantasporto encerrará no dia 4 de Março com a estreia internacional do filme turco, “Once Upon a Time in the Future: 2121”, uma variante do “1984” de George Orwell e, sem dúvida, um inesperado olhar sobre os perigos das ditaduras, um tema bem importante nos dias de hoje. É a estreia na realização de uma realizadora a dar muita atenção no futuro próximo, a primeira mulher do seu país a abordar a ficção científica.

Filme Abertura Oficial | Opening Film: Shepherd – Russell Owen – 104’ (UK)

Filme Encerramento | Closing Film: Once Upon a Time in the Future: 2121 – Serpil Altin – 92’(Turquia)

67 PAÍSES ENVIARAM CANDIDATURAS

Com a excepcional participação de 67 países que submeteram filmes para a seleção, o Fantasporto recebeu obras dos seguintes países: África do Sul, Alemanha, Argentina, Austria, Austrália, Bélgica, Brasil, Bulgária, Canadá, Cazaquistão, Chile, China, Colombia, Coreia do Sul, Costa Rica, Croácia, , Dinamarca, Espanha, Estados Unidos da América, Egipto, Emiratos Árabes Unidos, Equador, Estónia, Filipinas, França, Grécia, Hungria, India, Indonésia, Irão, Irlanda, Islândia, Israel, Itália, Japão, Luxemburgo, Macedónia do Norte, Malásia, Malta, México, Myanmar, Noruega, Nova Zelândia, Países Baixos, Palestina , Paquistão, Paraguai, Polónia, Portugal, Qatar, Quirguistão, Reino Unido, Chéquia, Roménia, Rússia, Singapura, Suécia, Suiça, Tailândia, Taiwan, Tunísia, Turquia, Ucrânia, Uruguai, Venezuela e Vietnam.

Note-se a grande implantação do Fantasporto por todo o Mundo nos últimos anos, que ronda em média os 60 países, algo inédito em eventos culturais de todo tipo, pelo menos, em Portugal. Saudamos, pois, os cineastas, produtores e agentes de vendas que demonstraram o seu interesse em serem selecionados para a programação do FANTASPORTO 2023.

Após selecção, ficaram 30 países que constituem uma notável programação, com 86 filmes, na grande maioria apresentados pela primeira vez no nosso país.

OS GRANDES TEMAS DA ACTUALIDADE NO ECRÃ

Como sempre o Fantasporto apresenta as grandes produções do CINEMA CONTEMPORÂNEO que não chegam habitualmente aos nossos écrãs e que abordam os grandes temas da actualidade, quer nas curtas quer nas longas-metragens. Sob todos os géneros e sub-géneros, o festival orgulha-se das reflexões em forma de filme que mostram a MODERNIDADE e o valor de INTERVENÇÃO do cinema que apresenta. Perspectivando de uma forma objectiva a Programação agora anunciada, nesses temas incluem-se, por exemplo:

A Guerra, as Ditaduras e as suas consequências, o tráfico de migrantes, a exploração e o abuso de crianças, o direito à diferença sobretudo LGBT, o abuso de idosos e a desumanização da sociedade, especialmente nas grandes cidades, a condição da mulher, os reflexos do colonialismo, as dificuldades da criatividade na Arte e na Literatura, a poluição dos oceanos, as mudanças climáticas, a pobreza endémica, a esperança do futuro, sobretudo com a ficção científica a activar a imaginação, os refúgios e os santuários da saúde mental, especialmente a Casa como primeira linha de defesa, a influência das seitas em tempo de crise de valores e até a pandemia Covid-19 como um dos mais perturbadores eventos recentes.

Ou seja, na ficção, encontram-se mais do que factos importantes, encontram-se os comentários e os vários olhares que eles suscitam.
Não se esqueça também que, tendo o Fantasporto uma secção de cinema fantástico, não faltam os vampiros, zombies, ficção científica e as histórias da imaginação, desde os contos de fadas à fantasia pura, como é o caso da animação “Demigod: The legend”.

43º fantasporto

AS COMPETIÇÕES

A secção oficial CINEMA FANTÁSTICO, surge-nos com uma programação com várias Antestreias Mundiais e Internacionais e as mais diversas longas-metragens premiadas em festivais prestigiados.

Destaque para a sempre forte representação do cinema japonês, para a presença de um surpreendente filme ucraniano, de um filme da Malásia, país pela primeira vez presente no festival. Presença forte também do Cinema Europeu extremamente criativo, este ano de novo com grandes produções vindas sobretudo da França, Itália, Espanha e Reino Unido. Registe-se ainda especialmente a presença do novo filme do realizador japonês Takashi Shimizu, que já venceu o Grande Prémio do Fantasporto em 2021, que nos trouxe em 2022, um seu novo filme em Antestreia Mundial e que nos deixará estupefactos com o seu “Immersion” a exibir em Antestreia Mundial absoluta, sem que a Toei, a sua mega produtora divulgue sequer os actores com quem trabalhou. 

Um filme português , S.Ó.S. vai medir forças com os outros em competição nesta categoria, num ano particularmente rico e diversificado. Presentes ainda 16 curtas- metragens em competição, representativas do melhor no cinema fantástico de menor duração, com destaque para um filme de Singapura, país que pela primeira vez tem um filme seu exibido em Portugal e no Fantasporto.

COMPETIÇÃO CINEMA FANTÁSTICO
Longas-Metragens /Features

Shepherd- Russell Owen- 104’ (UK) – FILME ABERTURA
Stone Turtle – Woo Ming Jin- 92’ (Malásia)
Convenience Story – Satoshi Miki – 97’ (Jap)
Bad City- Kensuke Sonomura- 118’ (Jap)
The Ghost Writer – Paul Wilkins – 90’ (Reino Unido)
Megalomaniac- Karim Ouelhaj – 100’ (Bel)
Life of Mariko in Kabukicho – Eiji Uchida, Shinzô Katayama- 117’ (Japão)
Sashenka- Alexander Zhovna-135’ (Ucrânia)
The Thing Behind the Door- Fabrice Blin- 81’ (Fra)
Cult Hero –Jesse Thomas Cook- 105’ (Canadá)
Exhibit #8- Ruben Broekhuis- 76’ (Países Baixos/The Netherlands)
S.Ó.S. Tiago Santos- 85’ (Port)
They Wait in the Dark – Patrick Rea- 85’ (EUA)
Immersion-Takashi Shimizu- 117 (Jap)
Dead Bride – Francesco Picone- 84’ (Ita)
Demigod: the Legend Begins – Chris Huang Wen-Chang- 103’ (Taiwan)

S. O. CINEMA FANTÁSTICO FORA COMPETIÇÃO

Once Upon a Time in the Future: 2121 -Serpil Altin -91’(Turquia) – FILME ENCERRAMENTO
Melchior the Apothecary- Elmo Nüganen- 100’ (Estonia)
Melchior the Apothecary: The Ghost- Elmo Nüganen- 90’- (Estonia)
Melchior the Apothecary: The Executioner’s Daughter – Elmo Nüganen – 93’ (Estonia)
The Goldsmith/ L’Órafo- Vincenzo Ricchiuto- 89’ (Ita)
Lagunas, La Guarida del Diablo- Marc Carreté 116’ (Esp)

S.O. CURTAS METRAGENS CINEMA FANTÁSTICO/ O.S. FANTASY SHORTS

La Nueva- Ivan Villamel- 15’ (Esp)
Go with her- Che Yu-Shi- 15’41’’ (China/UK)
Stop Dead- Emily Greenwood- 7’ 56’’ (Reino Unido/UK)
Hippocampus – Vassilis Dimopoulos – 11’ (Grécia)
El Umbral – Javier Carneros Lorenzo- 16’ 09’’ (Esp)
Kraken- Pauline Dalifard, Lucie Rico- 14’ 16’’ (Fra)
Incubus- Tito Fernandes- 16’45’ (UK)
Paradox- Nika Belianina- 3’31 (Canadá)
Paloquemao – Jefferson Cardoza Herrera – 19’14’ (Colombia)
Mended- Alia Alkaff – 13’ (Singapura)
Sleeping Beauty – Jana Nedzvetskaya – 15’ (Russia)
For the Skeptical – Dawn Westlake – 3’ 14’ (EUA)
Samara Op.4 – Maxime Wattrelos, Jérémy Trochet, Louis Cocquet, Marie Heribel, François Mainquet – 6’36’ (Fra)
A Short Story – Bi Gan – 14’57 (China)
The Smile – Erik van Schaaik- 15’ (Países Baixos)
PLSTC- Laen Sanches- 1’ 37’’ (Fra)

S.O. SEMANA DOS REALIZADORES

Perfect Number – Krzysztof Zanussi –87’ (Polonia)
Kaymak – Milcho Manchevski- 107’ (Dinamarca/Holanda/ Croácia/ Macedónia do Norte)
The Grandson – Kristóf Deák- 119’ (Hung)
Purgatory- Vassilis Mazomenos – 95’ (Grécia)
Narcosis- Martijn de Jong – 118’ (The Netherlands)
Bad City- Kensuke Sonomura- 118’ (Jap)
Kargo- T.M. Malones – 82’ (Filipinas)
About Us But Not About Us- Jun Robles Lana- 92’ (Filipinas)
Ritual- Hans Herbots – 122’ (Belg/Paises Baixos/ Alem)
The Game- Péter Fazakas- 110’ (Hun)

S.O. ORIENT EXPRESS

Stone Turtle – Woo Ming Jin- 92’ (Malásia)
Convenience Story – 97’ (Jap)
Bad City- Kensuke Sonomura- 118’ (Jap)
Life of Mariko in Kabukicho – Eiji Uchida, Shinzô Katayama- 117’ (Japão)
Immersion-Takashi Shimizu- 117 (Jap)
Demigod: the Legend Begins – Chris Huang Wen-Chang- 103’ (Taiwan)
Kargo- T.M. Malones – 82’ (Filipinas)
About Us But Not About Us- Jun Robles Lana- 92’ (Filipinas)

Haverá igualmente muito CINEMA PORTUGUÊS, particularmente na competição do PRÉMIO DE CINEMA PORTUGUÊS nas suas duas modalidades, MELHOR FILME E MELHOR FILME DE ESCOLA.
Este ano estão representados nesta última categoria 6 entidades, a Universidade Católica do Porto, a Universidade Lusófona de Lisboa, a Universidade do Minho, a Escola Superior de Media, Artes e Design- ESMAD, a Escola Superior Artística do Porto- ESAP e a Escola Artística Soares dos Reis do Porto. Destaque-se ainda “S.Ó.S.” do multifacetado Tiago Santos que concorre também na secção de Cinema Fantástico, e “Incubus” que concorre pelo Cinema Português e na categoria de Cinema Fantástico para curtas-metragens.

S.O. PRÉMIO CINEMA PORTUGUÊS – MELHOR FILME

Longas-metragens

S.Ó.S. – Tiago Santos- 85

Curtas-metragens

Horário em Branco – Manuel Bernardo Cabral – 7’
4 Estações – André Coelho- 12’44’’
O Caso Coutinho – Luís Alves- 12’ 47’
Skull 3: A Film for a Death Metal Song- Luís Miranda – 1’51’
Regresso à casa de partida antes que a partida seja definitiva – André Almeida Rodrigues – 8’
Incubus- Tito Fernandes- 16’45’ (UK/Port)
Sequioso de Vida: Victor de Sá – Martin Dale – 30’
Irritación – Diogo Oliveira
Fissura – Pedro Sena Nunes – 3’

S. O. CINEMA PORTUGUÊS FORA COMPETIÇÃO

Longas-metragens
Já Nada Sei – Luís Diogo- 93’ (Port)- 2022
40 Anos de Fantasporto – Isabel Pina- 100’ (Por) 2021

Curtas-metragens
O Meu Caminho – Pedro Gil Vasconcelos – 16’

PRÉMIO CINEMA PORTUGUÊS- MELHOR FILME (ESCOLAS DE CINEMA)

ESCOLA ARTÍSTICA SOARES DO REIS
Akathisia – Carina Duarte Rabaça- 5’50’’

UNIVERSIDADE LUSÓFONA DE LISBOA
Quando a Terra Sangra – João Morgado- 15’

UNIVERSIDADE DO MINHO
The Space in Between – Joana Dantas – 5’50’’ (falado em inglês)

UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PORTO
How to be a Candid Woman – Francisca Dores – 5’16’’

ESCOLA SUPERIOR ARTÍSTICA DO PORTO – ESAP
Sciamachy – Cristina Hermida – 15’

ESMAD
Non Finito – Patrícia Capeto -19’30

PARA ALÉM DAS COMPETIÇÕES

Para além dos filmes em competição, aqui ficam alguns exemplos que marcarão a edição do Fantasporto 2023:

TRILOGIA “MELCHIOR”
Três longas-metragens com grande qualidade para os amantes de História e do ambiente de “A Guerra dos Tronos” ou “O Nome da Rosa”, e que mostram a excelência do cinema estoniano, tudo na presença do realizador Elmo Nuganen que nos falará sobre este grande projecto europeu.

Melchior the Apothecary- Elmo Nüganen- 100’ (Estonia)
Melchior the Apothecary: The Ghost- Elmo Nüganen- 90’- (Estonia)
Melchior the Apothecary: The Executioner’s Daughter – Elmo Nüganen – 93’ (Estonia)

RETROSPECTIVA O CINEMA DE LAPUZ

o grande cinema realista das Filipinas, já anteriormente premiado no Fantasporto, e na presença de diversos realizadores, actrizes e actores bem como do seu produtor, aqui homenageado, Ferdinand Lapuz, o qual fará uma conferência a não perder.

Bwakaw – Jun Robles Lana’s (2012)
Ekstra – Jeffrey Jeturian’s (2013)
Magkakabaung | the coffin maker – Jason Paul Laxamana’s (2014)
My life with a king – Carlo Enciso Catu’s (2015)
Area – Luisito Lagdameo Ignacio’s (2016)
Baconaua – Joseph Israel Laban’s (2017)
Rainbow’s sunset – Joel Lamangan’s (2018)
Distance – Perci Intalan’s (2018)
Belle Douleur – Joji Alonso’s (2019)
Baby Factory – Eduardo Roy Jr. (2011)

RETROSPECTIVA FREAK AGENCY

Curtas-metragens de excelência, sobretudo de horror, de uma agência que trabalha a promoção do cinema espanhol e colaborador de há muitos anos do Fantasporto. Vanessa Toca, a sua coordenadora, participará também, num debate, que se admite muito atractivo, sobre o papel das agências de promoção de curtas-metragens.

AgFreak Reel- 1’ 30’’ (2011)
Hotel – José Luis Alemán – 11’ 24’’ (2011)
El cuento /Bedtime Story – Lucas Paulino, Ángel Torres- 9’ 41’’(2019)
A little taste – Victor Catalá- 5’12’’ (2019)
Llengua amb tàperes / Tongue with Capers – David Mataró- 15’ 39’ (2020) Adam Peiper – Mónica Mateo – 16’ 29’’ (2015)
La noria – Carlos Baena – 12’ (2018) El fin de todas las cosas – Norma Vila – 15’ (2019) Nunca te dejé sola/Never Left You Alone – Mireia Noguera – 18’ (2019)

HOMENAGENS

A celebrar os 25 anos da estreia de “DARKLANDS” de Julian Richards, filme que foi Prémio da Crítica do Fantasporto antes de receber uma série de prémios internacionais e de lançar mundialmente o seu realizador e produtor, já homenageado no Fantasporto. “Darklands” será exibido uma cópia restaurada 4K. Também com este tipo de restauro, o filme de culto “MUTE WITNESS” de Anthony Waller, (1995) que foi Prémio Especial do Juri no Festival de Gerardmer. Waller é o realizador, entre outros, do conhecido “American Werewolf in Paris”
.
Darklands- Julian Richards- 85’ – 1996 -UK (Cópia Restaurada 4K)
Mute Witness–Anthony Waller- 95’ -UK (Cópia Restaurada 4K)

ALÉM DOS FILMES

Debates, Apresentações livros a anunciar e o novo desafio, TALKING MOVIES, um convite à tertúlia, aberto a todos os participantes e cinéfilos, para se juntarem informalmente no Bar após a exibição dos filmes, num ano em que, até ao momento, já confirmaram a sua presença no Porto cerca de 70 realizadores, produtores, actores, actrizes ou produtores.

TEMAS E FILMES

A Guerra, as Ditaduras e as suas consequências- Once Upon a Time in the Future: 2121, The Game, The Thing Behind the Door, Sashenka
Tráfico de migrantes- Exhibit 8
Exploração e o abuso de crianças- Kargo, Exhibit 8
Direito à diferença, sobretudo LGBT- About us but not About us, Retro Lapuz
Abuso de idosos – The Grandson
Desumanização da sociedade e a crise, especialmente nas grandes cidades- Bad City, The Grandson, Purgatory, Kaymak
Condição da Mulher- Life of Mariko, Stone Turtle, Immersion, Kargo, Narcosis, Kaymak
Reflexos do colonialismo – Ritual
As dificuldades da criatividade na Arte e na Literatura- Ghost Writer,
Ética na Ciência- Trilogia Melchior, Immersion, Perfect Number
Poluição dos oceanos- PLSTC
Mudanças climáticas e a pobreza endémica- Retro Lapuz
Refúgios e os santuários da saúde mental- Sashenka
A Casa e o isolamento como primeira linha de defesa – SOS, They Wait in the Dark, Megalomaniac, Dead Bride, The Goldsmith, La Noria, Hotel, Nunca te dejé sola, Narcosis
Influência das seitas em tempo de crise de valores – Cult Hero
Pandemia Covid-19 como um dos mais perturbadores eventos recentes- 4 Estações.
A Vida como percurso – Samara op.8, Shepherd, The Smile, O Meu Caminho, Vitor de Sá.

43º FANTASPORTO no Batalha Centro de Cinema, de 24 de Fevereiro a 5 de Março

One thought on “Conheça as novidades do 43º Fantasporto

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *